Para quem acha que Roma se resume em visitar o Vaticano e Coliseu, saiba que há um roteiro de igrejas. Além da mais visitada Basílica de São Pedro, conheça as mais importantes e maiores catedrais de Roma

Quando vamos à Roma, ainda mais pela primeira vez, um roteiro básico já é traçado: Coliseu-Palatino/Fórum Romano-Panteon-Fontana di Trevi- Vaticano/Basílica de San Pietro. E mesmo que seja a segunda ou tantas outras vezes quando se visita a “cidade eterna”, vai querer dar uma passada nestes estonteantes pontos históricos e turísticos, entre tantas outras praças existentes na fascinante cidade.

E Roma parece ser infinita. Cada vez que vamos, parece que descobrimos um local novo a se visitar, que chegamos atá a pensar: como não sabia ou não vim antes? Foi o caso da La Scala Santa que, como o próprio nome diz, é uma escada santa, trazida por Helena, mãe do imperador Constantino, de Jerusalém para Roma, onde Jesus Cristo teria subido para o 2º andar no palácio de Poncio Pilatos, pouco antes de ser julgado pelo mesmo, onde este teria pronunciado a histórica frase do “…eu lavo as minhas mãos”.

Scala-Santa

A importância para os católicos é tão grande que só é permitido subir as escadas, com amplos degraus de madeira, de joelhos. E é absolutamente lotada, assim como em uma romaria. É de arrepiar ver a fé. Para receber a escada, um santuário foi construído, e no seu tipo existem outras relíquias, que é possível alcançar com outras duas escadas adjacentes, para caso não se queira subir a escada santa de joelhos. Falo mais embaixo, quando menciono a Santa Maria Maggiore.

basilica sao pedro

Voltando aos tesouros de Roma, fiz uma visita interessante em um dia: as quatros maiores e mais importantes igrejas de Roma. Começou pela Basílica de São Pedro, no Vaticano, quando reservamos a Porta Santa. A guia comentou que existiam outras três mais e começamos a nossa romaria. Sobre a Porta Santa no catolicismo: ela é aberta pelo Papa para iniciar um Ano Santo e, ao passar por ela, o fiel obtém a indulgência absoluta (perdão dos pecados) e renovação espiritual. A Porta Santa se abriu pela primeira vez em 1300, com o Papa Bonifácio VIII. A cada 100 anos o Papa a abria para comemorar o Jubileu. Em 1600, o Papa Urbano VIII passou a abri-la a cada 50 anos e depois mudou para a cada 25. Mas podem existir anos extraordinários, como este ano, em que o Papa Francisco declarou o ano do Jubileu da Misericórdia e a abriu 10 anos antes do previsto.

Basílica de São Pedro Porta Santa

Como católica, respeito todas as religiões, e confesso que foi emocionante fazer a romaria pela ruas do Vaticano até a Porta Santa da Basílica. O Ano Santo de 2015 tem como tema Misericórdia e deve terminar em 20 de novembro de 2016. São quatro igrejas as consideradas como maiores e mais importantes em Roma. São elas: Basílica São Pedro, na Cidade do Vaticano; Brasílica de São João, Basílica de São Paulo e Santa Maria Maggiore. As três primeiras foram construídas pelo Imperador Constantino, após se converter. Todas datadas no século IV.

Basílica de São Pedro

A Basílica de São Pedro foi derrubada pelo Papa Julio ll em 1590, que queria construir uma igreja maior, dando origem na construção que vemos hoje. Apenas uma estátua restou da original, feita de bronze de São Pedro, na direita, logo na entrada.
Basílica de São Pedro

Catedral de São João de Latrão

A Catedral de São João de Latrão  teve grande parte reconstruída na Idade Média e outra no Renascimento, fica na Piazza di San Giovanni in Laterano.

Catedral de São João de Latrão

Catedral de São João de Latrão interior

Basílica de São Paulo

Já a Basílica de São Paulo mantém parte da catedral original de Constantino, após passar pelo Arco Triunfal. Dos afrescos às colunas, tudo do século IV. Sua nave principal é imponente e ladeada por colunas imensas.

Basílica São Paulo

Uma dica: observe as figuras de todos os papas, até o atual Papa Bento XVI, único iluminado. Apesar de um pouco distante do centro de Roma, vale muito a visita.

Basílica São Paulo Papas

Sua fachada tem um impressionante mosaico de ouro que brilha com o sol. É tudo muito lindo.

Basílica São Paulo interior

Santa Maria Maggiore

A Basílica de Santa Maria Maggiore é dedicada para a Nossa Senhora, que também sempre foi a catedral de Roma, afinal o Vaticano é um Estado, ou seja, a basílica de São Pedro pertence ao Estado do Vaticano e não à Itália.

Santa Maria Maggiore Roma

Aqui tem uma relíquia do berço do menino Jesus, assim como a cadeira (trono) oficial do Papa, ainda que este resida no Vaticano.

Santa Maria Maggiore interior

Ao lado da Basílica está a Scala Santa, uma escada de madeira onde Jesus caminhou pela última vez no Pretório, Palácio de Poncio Pilatos, antes de seu julgamento. Trazida de Israel, foi feita uma estrutura no Renascimento para abrigá-la. Em seu topo tem um relicário com restos da tábua dos 10 mandamentos. Os fiéis sobem de joelhos a Scala Santa – não é permitido subir de outra forma. Para ir ao relicário, outras duas escadas de mármores levam ao topo.

La Scala Santa Santuario

Posts relacionados