Buenos Aires é um paraíso gastronômico para os foodies, ainda mais para os fãs de parrilla e doce de leite… Agora, onde comer bem na cidade? Confira alguns endereços imperdíveis selecionados por nossa editora-chefe, Dani Filomeno

Foram muitas idas e vindas para a capital portenha, algumas vezes fui a trabalho, e muitas tantas só por um final de semana em busca de uma boa culinária. Eu juro que não lembro exatamente quantas vezes visitei a cidade, agora, dos endereços onde comer divinamente bem…ah, isso a gente nunca esquece. Confira alguns dos meus hotspots em Buenos Aires.

Tradição na parilla

A cidade tem tantas parillas que o Fervor, uma das mais tradicionais (e melhores) de Buenos Aires, acaba ficando esquecida ou sendo lembrada pela sua parilla de frutos do mar. Tem uma inesquecível panqueca de doce de leite que vem com cobertura crocante brûlée. Antes de entrar no Fervor, deixe para comer a entrada na portinha vizinha, onde o Empanadas San Juanino tem as mais suculentas e saborosas da cidade.

Bar do Fervor (foto: Daniela Filomeno)

Quer uma experiência gastronômica diferente e mais intimista? O Steak by Luis fica em uma casa onde o próprio dono cozinha e vai explicando sobre a parrilla argentina. O clima intimista se completa com uma mesa compartilhada de apenas 15 pessoas por noite.

Tradicional e bastante turístico, mas nem por isso o La Brigada, em San Telmo, deixa de servir boa carne. Seu ambiente, cheio de camisas de futebol e objetos pelas paredes, dão um charme especial. Ficou muito conhecida por cortarem a carne com colheres, ao invés de faca, tamanha a maciez. Não deixe de pedir o corte exclusivo: o Tapa de Ojo, que é a carne mais macia e saborosa. De entrada, a suculenta empanada de carne é impecável.

Panqueca de doce de leite do La Brigada (foto: Daniela Filomeno)

Já o Don Julio, em Palermo, é para muitos locais o melhor lugar da cidade. Leia-se ótimas carnes a um bom custo-benefício. A casa oferece carnes maturadas Dry Aged supermacias e saborosas. O simpático lugar tem diversas garrafas de vinhos assinadas por clientes satisfeitos com as suas refeições. Na lista dos melhores para se comer na América Latina, é endereço obrigatório em Buenos Aires. Peça o bife de chorizo mariposa (165 pesos) com uma boa taça de vinho e seja feliz.

Modernos sem perder a ternura

O La Cabrera era um lugar frequentado apenas por locais em busca da sua carne impecável. A movimentação na porta de seu charmoso ambiente, em Palermo, anuncia que outros descobriram seus cortes, ou seja, faça reserva. Dica: eles têm um menu de almoço a 390 pesos com entrada, carne e sobremesa, além de uma taça de vinho da casa.

La Cabrera (foto Divulgação)

Em Palermo está uma descoberta gastronômica: o La Carniceria. Com apenas quatro opções de pratos principais, todos carnes, tem uma das melhores costelas que já comi. Seu ambiente é pequeno, descontraído e escurinho. Peça o leche asado, que lembra muito nosso pudim de leite condensado e vem com doce de leite, claro (p$80 ou R$ 16). Dica para anotar e vir na sua próxima visita, vale muito! Agora, reserve. Suas poucas mesas são superdisputadas. Daquelas dicas que até dá dó de passar adiante.

La Carniceria (foto: reprodução Facebook)

Modernos em Belgrano

O Sucre se mantém no posto entre os mais sofisticados restaurantes de Buenos Aires. No afastado bairro de Belgrano, tem releituras de pratos tradicionais argentinos, como o Ojo de Bife com purê cremoso trufado, e muitas opções criativas e saborosas. É uma oportunidade para fugir do óbvio das parillas. Com uma carta de vinhos de dar inveja (a começar pela gigante adega que toma conta do centro da casa), tem uma boa carta de drinques. E o ambiente? Moderno e supercharmoso, imperdível para um jantar.

Na lista de wishlist, mais duas casas em Belgrano: o Narda Comedor, que figura na lista dos melhores restaurantes da América Latina e, mesmo com um chef celebridade, conseguiu manter qualidade e prioriza ingredientes frescos. E o italiano Cucina Paradiso, do chef Donato De Santis, que dizem que é como uma passagem para Itália.

Cozinha internacional no Rio de la Plata

Frequentado por celebridades, o Gardiner, oferece ótima cozinha contemporânea, descomplicada, na Costera Norte. Tem um delicioso ambiente ao livre, para noites frescas. Sua decoração é bem rica e lembra o estilo francês. Ótima opção para alternar as parillas.

Na minha wishlist está o Sipan, que mistura culinária japonesa e peruana, sendo mais japonês que peruano. Aqui tem um ótimo review da casa. Já o Osaka, que temos em São Paulo, é o oposto, apesar de misturar as duas, a peruana é mais predominante. Em dois endereços: Palermo e Porto Madero.

Osaka

Porto Madero 

Em Porto Madero, dois bons endereços para comer parilla argentina: Cabaña Las Lilas,  do grupo brasileiro Rubayat, que serve até pão de queijo no couvert, nos mesmos moldes que no Brasil. Ou o Le grill, com vista para a Ponte da Mulher.

Doce tarde

Entre um passeio e outro, não deixe de fazer comprinhas dos chocolates da colorida Mamuska, que tem várias embalagens que remetem à boneca russa. Para refrescar, um sorvete no Persicco ou no Freddo, que já tem unidade no Brasil, com vários sabores e versões de doce de leite, claro.

* Preços pesquisados em dezembro de 2017.

Posts relacionados