A Rússia ainda não entrou na rota turística dos brasileiros, mas deveria estar no topo: o país é rico em história, arquitetura belíssima e impressiona qualquer um que a visita pela primeira vez

Localizada na chamara Eurásia, entre Europa Ocidental e Ásia, a Rússia é um país fascinante. Czares, imperadores, dinastias, comunismo, governo soviético e muita repressão desenham não só a sua história, mas também a sua geografia e arquitetura. Quando for visitar o país são necessárias algumas decisões para que a visita seja muito proveitosa.

Onde comer em St. Petersburgo

Praca Vermelha

A primeira é quando, afinal, não é qualquer um que resiste as temperaturas invernais, que podem chegar a -30ºC. A melhor época para ir é durante o verão, de maio a setembro, sendo que no último mês já começa um vento gelado.

Kremilin

Na alta estação de turismo, a paisagem na Rússia se transforma. E suas cidades se enchem de vida, flores e, claro, muitos turistas. Festivais de verão, atividades ao ar livre e passeios de barco estão entre as atrações desta estação do ano.

Onde comer em Moscou

Peterhoff

Fazer o planejamento do que fazer e quantos dias ficar na Rússia foi um tanto desafiador. A começar pela falta de guias turísticos em português e completos sobre o país: consegui um de Moscou e um de St. Petersburgo, separados. Tivemos a sorte de amigos russos nos ajudarem, o que facilitou um tanto a viagem. Separamos seis dias para St. Petersburgo e quatro para Moscou, levando em consideração que o primeiro dia da viagem é “entregue” ao jet leg, afinal, ninguém é de ferro com um fuso horário de seis horas a menos em relação a São Paulo.

Conheça a incrível St. Petersburgo

Savior Blod

Agora, ir no inverno pode ser uma experiência bem interessante, pois os canais e rios ficam congelados e a paisagem é completamente diferente. Dá para incluir programas como o Mosteiro da Santíssima Trindade e passear de trenó em Suzdal (220 km de Moscou) ou em Lolomenpskoie. Juntamente com as festividades de final do ano, em dezembro e janeiro, também têm várias festas e atrações para os turistas. Ou seja, um tipo de férias diferente, mas que estou ansiosa para fazer novamente: Rússia no inverno.

StPet night

Importante alerta que acontece no verão russo: os chineses lotam tudo! Se não reservar com antecedência, ficará difícil ir nas principais atrações. A presença de um guia turístico também é fundamental, afinal, o inglês não é uma língua muito falada por aqui, principalmente nos monumentos e Palácios. E como fazer as reservas? No final da matéria indico duas guias que falam português e são ótimas – elas podem ajudar. Uma boa agência de viagens também pode cuidar de tudo. Se desejar fazer por conta própria, se atenha que na maioria dos locais você reserva não só o dia, mas também a hora da visita. E eles são bem rígidos com relação ao horário.

Rio Neva

O que precisa ser reservado com antecedência:

St. Petersburgo

Cúpula da Catedral de Santo Isaac
Hermitage
Peterhof (40 min. de St. Petersburgo)
Pushkin / Palácio Catarina (1h de St. Petersburgo)
Palácio Yussupov (40 min. de St. Petersburgo)
Museu Faberge

St Izaac

Moscou

Bunker 42
Catedral Cristo (cúpula)
Visita dia ao teatro Bolshoi ou uma ópera
Kremlin (1 dia catedrais, cofre dos diamantes e Armaria Estatal, que é a sala dos tesouros)

MOscou

O que comer na Rússia

Alguns pratos típicos que vale experimentar: salada russa (como a nossa com batata e maionese), estrogonofe (aqui é stroganoff e vem servido com purê de batatas), borsch (sopa de beterraba com creme azedo, às vezes é servido com vitela desfiada), Frango a Kiev (frango recheado e empanado) e caviar claro!

stroganoff russia

O caviar não tem o nosso preço exorbitante e é servido do café da manhã ao jantar. comem com blini, creme azedo, panquecas ou da mais tradicional forma russa: uma fatia de pão italiano com uma grossa camada de manteiga e muito caviar por cima.

caviar

Curiosidade do Frango a Kiev: os franceses dizem que esta receita foi roubada durante o reino de Elizaveta e, então, veio para a Rússia. No fim das guerras Napoleônicas, os russos queriam eliminar os traços franceses, por isso o prato foi rebatizado com o nome para Michael, em homenagem a um restaurante perto do Mikhailovsky Palace. Depois da Revolução, este prato ficou esquecido, sendo lembrado na Ucrânia , com o nome de Chicken a Kiev (frango a Kiev). E agora faz parte do menu tradicional russo: é um frango recheado, empanado e com molho de cogumelos.

frango kiev

INFORMAÇÕES BÁSICAS:

  • Brasileiros não precisam de visto para entrar na Rússia;
  • O fuso-horário Rússia/ Brasil: + 6 horas em relação ao horário de Brasília;
  • Localização: leste da Europa e um pedaço no norte da Ásia;
  • Capital: Moscou;
  • Moeda: Rublo – hoje (setembro/2016) um real vale cerca de vinte rublos;
  • Melhor época para visitar: a Rússia é um país frio, no inverno pode chegar a – 40 graus, por isso recomendamos ir no verão entre os meses junho e setembro.

Preparando uma matéria completa de cada cidade e em breve no ar.

Guia Moscou- Elena guiaelena@yandex.ru
St. Petersburgo: Sofia +7 (965) 068-39-96 (tem WhatsApp)

Posts relacionados