A capital da Holanda é charmosa e encantadora. É conhecida por seus canais e bikes, mas pouco se fala da sua gastronomia. Para aproveitar sua culinária local, trazemos aqui os hotspots de onde comer bem em Amsterdã.

Sabia que o croquete surgiu na Holanda? Às vezes outro país entra na disputa da sua “paternidade”, mas deixe de lado a disputa e aproveite para comer. Eles vêm muito crocante e com o recheio molinho. Dois imperdíveis? Do Brasserie Lounge, tem opção de camarão, queijo ou o tradicional de vitela (€9, seis unidades) no lobby do badalado hotel Conservatorium. Vá de Monkey (€18), com gin Tanqueray, amoras e flores comestíveis. E no A Bar, dentro do Intercontinental Amstel, onde a porção custa €13 com seis croquetes e tem mesas externas debruçadas no canal.

Croquetes e Gin Tônica do Brasserie, no badalado Conservatorium Hotel

Asiáticos

A cidade é cheia de restaurantes asiáticos moderninhos e três se destacam. O Momo tem DJ e atmosfera amimada, com muita gente bonita. Pertinho do Rijs Museum, tem pedidas certeiras como o pato crocante com agrião e toranja (€22) ou o tartar de barriga de atum com shoyo de wasabi e caviar (€24.90), que vem dentro de um iglu de gelo.

Tartar de Toro (barriga de atum) do Momo

Uma ótima pedida é o menu degustação, a partir de €65 com 10 pratos. Já o Taiko, no hotel Conservatorium, traz uma culinária mais refinada em um menu degustação de quatro tempos (€85), assinado pelo chef Schilo Van Coevorden. Destaque para os camarões crocantes com wasabi, que acompanham guioza de lagosta e alho negro.

Já no Izakaya, você lembrará dos restaurantes japoneses brasileiros, com releituras criativas dos tradicionais sushis e rolls. É o restaurante do momento de Amsterdã, assim como seu bar. Não deixe de experimentar o Sea Bass (robalo) com azeite extra virgem, suco de yuzu e cebolinha (€19.50).

Da fazenda à cidade
Dentro do Parque Frankendael, a movimentação em uma estufa de vidro chama a atenção. Lá, fica o charmoso restaurante De Kas, que tem o conceito “farm to table” (da fazenda para a mesa). Eles levam tão a sério o frescor dos ingredientes, que, na entrada, tem uma horta enorme – tudo para consumo próprio. O resultado? Sabores e cores em um menu delicioso e criativo de cinco tempos, da entrada a sobremesa (€52,50). E o melhor: com um custo-benefício ótimo. O magret de pato estava um dos melhores que já comi e o sorbet de limão e verbena, divino.

E para fazer um contraponto urbano, dentro do W Amsterdam, que ocupa o prédio histórico do banco KAS, está o restaurante The Duchess. Ótimo para jantar: é inspirado na época da Belle Époque, com pé direito alto, grandes candelabros e pinturas iluminadas, que dão um contraponto moderninho. Sua culinária é Nouveau-Niçoise, leia-se sabores do sul da França e da Itália. O menu tem uma variedade que vai do tradicional schnitzel (milanesa deles €19) a salada de avocado, caranguejo e lagosta (€26), que vem no ponto certo. A casa também tem um charmoso chá da tarde. Vale a visita.

Salada de lagosta e avocado do The Duchess

Na nossa wishlist de onde comer em Amsterdã:

Peixes e Frutos do Mar

O Seafood Bar é um ótimo local para comer excelentes peixes e frutos do mar. Super frescos, abre para almoço e jantar, é um lugar casual e muito frequentado pelos locais descolados. Geralmente tem espera, mas sente no balcão acompanhado de uma taça de vinho que nem sentirá o tempo passar enquanto aguarda. Já o Café Panache, ocupa um antigo depósito que foi transformado em um local com decoração que mescla moderna, com suas luminárias vermelhas, e rústico, com muita madeira. Apenas com ingredientes sazonais, seus peixes e frutos do mar são as atrações da casa.

Mercado Gastronômico – FoodHallen

Primeiro mercado gastronômico indoor da Holanda, o FoodHallen era uma garagem de bondes e se transformou num paraíso para os foodies com vários restaurantes e comidinhas. Bar, música e decoração descolada, ótimo para passar a tarde bebendo e comendo.

Beerbar do Foodhallen

Estrelados

A cozinha contemporânea do Ron Gastrobar traz os tapas espanhóis com assinatura de um chef premiado.  Sempre está lotado, vale fazer reserva com antecedência. A cozinha altamente criativa e estrelada do &Samhoud Places, é conhecida por seu impecável serviço e ambiente com vista belíssima da igreja St. Nicolas.

Almoço no Museu

Restaurante supertransado anexo ao Rijksmuseum, o Rijks é perfeito para um almoço gostoso e sem compromisso. Não deixe de provar a seleção de queijos da Holanda. Quer ler mais? A Flavia Pires Explora tem uma matéria super bacana de onde comer por lá (aqui).

Confira Amsterdã no nosso Canal de YouTube:

Posts relacionados