Florestas, praias, rios, civilizações antigas, construções históricas e muita beleza. País que mais tem ruínas de civilizações antigas da América do Sul, o Peru é fascinante. Possui grande valor histórico-cultural, com destaque para a herança do Império Inca: Machu Picchu e Cusco, considerados patrimônios da humanidade pela UNESCO. Quer saber o que visitar no Peru?

Quem acha que Peru se resume a sítios arqueológicos, como Machu Picchu, ou à gastronomia de Lima, vai se surpreender. Não é aquele tipo de viagem que foi uma vez e está visto. O país possui vários locais encantadores, principalmente para os amantes de história antiga, gastronomia e caminhadas.  Sua história, sua geografia e sua gente são alguns dos motivos que fazem do Peru um destino único. Foi sede de um dos mais fabulosos impérios que já existiram sobre a Terra, o Império Inca.

Por dentro do novo restaurante MIL Centro em Moray, de Virgílio Martinez (Central)

Muitos se concentram na capital Lima e Vale Sagrado dos Incas, Cusco e Machu Picchu. Listamos lugares deste país incrível que vale incluir no roteiro ou preparar já um retorno. Importante: por conta da altitude, não vale fazer uma maratona. Combine os lugares por sua proximidade, já que a alta altitude é um obstáculo para fazer tudo correndo.

Lima: a capital do Peru, além de histórica vale a visita pela sua excepcional gastronomia – uma das melhores da América Latina.

Onde comer em Lima, no Peru

Nazca: é aqui que ficam as Linhas de Nazca, conjunto de geoglifos antigos localizada no deserto. São mais de 70 desenhos geométricos, de animais e figuras humanas e 10 mil linhas. Sobrevoar estes desenhos ao longo do platô desértico é uma experiência fascinante.

Colibri, um dos mais conhecidos geoglifos

Estima-se que são datados de 500 a.C. a 500 d.C. e continuam sendo um dos maiores mistérios arqueológicos do mundo, não se sabe se foram feitas para cerimoniais, calendário astronômico ou, como alguns gostam de ir além, “pista de pouso para extraterrestres” (a figura similar a um astronauta ou ET em uma das montanhas alimenta esta versão). As ilhas podem ser vistas a bordo de um avião, que faz este passeio; ou uma plataforma no km 420, mas de onde não é possível ver dimensão deste mistério incrível arqueológico. 

O que visitar em Cusco e onde comer na cidade e Vale Sagrado

Arequipa: conhecida como a cidade branca, já que é quase inteiramente construída de silvar, pedra vulcânica. Arequipa é colonial, com uma catedral neoclássica e igrejas barrocas, fruto da colonização espanhola. Fica no vale das montanhas desérticas da cordilheira dos Andes, com vulcões ativos e cânions. não deixe de visitar o lindo Monastério de Santa Catalina, fundado em 1580.

Uros no Lago Titicaca

Lago Titicaca – e suas incríveis ilhas, como a ilha flutuante Uros toda feita de torora, uma raiz peruana. Mais alto de seu porte e segundo mais alto do mundo, ele fica a uma altitude de 3,8 mil.

Descubra por que o Lima é o destino da vez

Raiwbow Mountains/ Vinicuña – após estrada e uma boa caminhada é possível alcançar as montanhas coloridas, ao norte de Cusco.

Rainbown Montains na região de Cusco

Floresta Amazônica peruana – de barco é a melhor forma de explorar o lado peruano desta região que abriga a maior quantidade de espécies de animais do mundo. Alojamentos na floresta a embarcações luxuosas são oferecidos para explorar a Bacia Amazônica. Iquitos é a cidade mais visitada. 

Vale Sagrado dos Incas –  Vale Sagrado dos Incas tem este nome por sua representação para esta civilização: representava o céu na terra. Isso pelas suas qualidades geográficas e climáticas, com um solo muito rico. Centro do império Inca, possui vários rios, sendo o principal o Urubamba. No vale se espalham cidadezinhas pitorescas, ruínas de santuários e fortalezas construídas com gigantescas pedras, como Chinchero (leia mais),Pisac, Salinas de Maras (matérias aqui), Ollantaytambo, Moray e Sacsayhuaman (nos arredores de Cusco).

Moray no Vale Sagrado dos Incas

Cusco –  cidade sagrada e capital do império Inca, Cusco fica a mais de 3,4 mil metros de altitude nos Andes peruanos. Cusco apresenta um rico acervo de construções coloniais e vestígios arqueológicos pré-colombianos, uma junção das diversas heranças culturais do Peru.

O que visitar em Cusco e onde comer na cidade e Vale Sagrado

Machu Pichu – as ruínas de Machu Picchu ficam em uma montanha a 2,5 mil metros acima do nível do mar e recebem aproximadamente 500 mil turistas por ano. Durante o Império Inca, no sec. XV, era uma cidade e centro de estudo de Astronomia, Agronomia, Medicina e Arquitetura. A cidade Inca é especial, seja pelo seu nível de conservação, já que os espanhóis nem sequer passaram perto para destruírem. Leia mais sobre Machu Picchu.

Dentro do Mapa

O Peru está localizado na América do Sul e é banhado pelo Oceano Pacífico e fronteira com Chile, Bolívia, Brasil, Equador e Colômbia. Terceiro maior país da América Latina, possui 1.300.000 km2. A Cordilheira dos Andes divide o Peru em três regiões: litoral, altiplano andino e a Amazônia Peruana. A capital Lima abriga 8 milhões de habitantes e a segunda maior cidade, Arequipa, 1 milhão. Entre outros centros populosos do país, concentrados na parte costeira, estão: Trujillo, Piura, Iquitos, Cusco, Cajamarca, Puno y Ayacucho. 

Machu Picchu

Incas

Os famosos Incas (povo originário de uma região entre o lago Titicaca e a cidade de Cuzco até meados do século XVI) foram a última civilização pré-colombiana, antes dos espanhóis. Muitos acham que foram a única civilização antiga, mas outros povos moldaram a cultura do Peru, como o ancião Chavín, Moche, Nazca (linha de Nazca na foto abaixo), Paracas, Huari e Tiahuanaco – sob o império Inca, que terminou com a conquista espanhola. (

Inca é um império quichua, que significa soberano, rei. Não seria correto usar para toda a civilização, pois se refere à figura do soberano, mas o termo foi se perpetuando. Iniciou no século XXI e seu auge foi no século XV. Antes falavam 700 línguas, ou seja, povos com modos de pensar diferentes. O quíchua era o predominante (sec. XXII/XXIII) e ainda se escuta muito. 

O Império chegou a ter 950 mil km2 e 10 milhões de habitantes sob o mando de um único imperador. A lógica de ordem dos incas (em uma extensão tão grande, com diversos dialetos) era fazer os povos conquistados se submeterem ao seu sistema, o que conquistavam através da força. Tudo era muito centralizado na figura do rei. O sistema era uma espécie de socialismo, com centrais e silos com alimentos, ninguém passava fome, mas todo mundo trabalhava e os impostos eram altos. O sistema de comunicação, com postos de vigilância e rede de estradas (usadas até hoje) espalhados pelo país, facilitou a expansão do Império. Como? Soldados corriam de um posto a outro, passavam a ordem do rei a outro soldado (descansado), que começava a correr e passava a mensagem no posto seguinte, para outro soldado descansado…e assim por diante. A mensagem do rei chegava rápido, em alguns dias ou horas, dependendo do lugar. 

Quando visitar?

O Peru tem duas estações marcantes: seca e úmida. O inverno é o período seco, que vai de abril a outubro. Já o verão, é húmido, o que significa chuvas e vai de novembro a março. o Peru tem mais uma peculiaridade: seu território abriga de deserto a Floresta Amazônica, isso significa que deve consultar o clima da região que pretende visitar, já que formam microclimas.

Machu Picchu é melhor ser visitado no inverno, fora da estação chuvosa, já que muitos dias o Caminho Inca fecha. De abril a junho ou setembro a outubro são as melhores épocas para visitar – pelo clima e para fugir dos picos de visitação (julho e agosto). De novembro a março chove muito, não é recomendável.

No mesmo dia em Machu Picchu o clima muda várias vezes, de sol, passa a chover.

Lembre que o clima no Vale Sagrado muda muito rapidamente o dia todo, é possível ver chuva, frio, calor e vento em um mesmo dia. Ou seja, uma mala com peças impermeáveis e trocas de roupas é essencial. E não esqueça tênis de caminhada. Vai precisar!

Fotos: Daniela Filomeno, Rodrigo Zorzi e Shutterstock

    Quando visitar

    Quando Visitar

    De abril a outubro é a estação seca com céu claro, nos meses de junho e julho faz mais frio. É a melhor época para visitar, já que é fora do período de chuvas (novembro a março).

    / ºC
    / ºC

    Posts relacionados