Confira todos os detalhes da programação V&G para a semana na capital paulista. Tem muita novidade gastronômica, eventos, passeios infantis e culturais e muito mais. Aproveite!

Eventos 

Chimi Churri Parrilla recebe o chef Jorge Gonzalez 

Quinta, 29 de agosto – O chef argentino Tomás Peñafiel divide a parrilla do restaurante Chimi Churri com o chef Jorge Gonzalez, do Buzina Burgers. Entre as 18h30 e 23h, o chef convidado irá preparar um sanduíche de barriga de porco com cebola assada na grelha com molho romesco, servido com batata rejilla (R$ 30).

Onde? Avenida Professor Alfonso Bovero, 730 – Perdizes 

Veja também

Coluna V&G: onde os chefs comem, com Alberto Landgraf, no Rio de Janeiro

Livraria da Vila tem shows gratuitos

Quinta e sexta, 29 e 30 de agosto – A Livraria da Vila encerra a semana com uma série de shows gratuitos para comemorar o lançamento da versão traduzida para o português do livro de guitarra mais vendido do mundo: Método Moderno de Guitarra, de Willian Leavitt. Realizada em parceria com a Berklee e Editora Passarim, a Semana da Música na Livraria da Vila terá uma programação repleta de atrações musicais. Nesta quinta-feira, a atração será embalada pelo show solo do guitarrista e escritor, Marcelo Pizarro e para encerrar a semana, na sexta-feira, a livraria recebe Jonathan Feist, editor-chefe da Berklee Press, para um painel sobre o mercado editorial da música e para lançar o livro, Método Moderno de Guitarra. O show será do compositor brasiliense Muari Vieira (formado pela Berklee College), que também é guitarrista e violonista. A programação é gratuita e será realizada na Livraria da Vila em Pinheiros.

Onde? Rua Fradique Coutinho, 915 – Pinheiros

Liniker e os Caramelows se apresentam na Sexta Básica (Foto: divulgação)

Cinco anos de Sexta Básica

Sexta, 30 de agosto – A Sexta Básica – plataforma musical que realiza festas, shows e eventos de rua, sempre com encontros e formações inéditos e/ou inusitados – celebra cinco anos. A edição de agosto do evento convida Liniker e os Caramelows e a cantora baiana Josyara, a partir das 22h, no rooftop A Bolha. A noite, consagrada por intercalar encontros no palco com setlists poderosos, conta ainda com o DJ e pesquisador cultural da festa, Thiago Costa – Thiagão, que comanda a pista e convida o DJ Kefing com um set imprevisível, passando por várias vertentes da Black Music. Além disso, o grupo latinoamericanista Cumbia Cavalera chega para agregar na noite de aniversário da Sexta Básica.Os ingressos custam R$60 mais a taxas e estão à venda no site da Sympla.

Onde? Rua Professor Cesare Lombroso, 161 – Bom Retiro

Bar Charles Edward promove baile de máscaras 

Sexta, 30 de agosto – Nesta sexta, o Bar Charles Edward apresenta mais uma edição do seu tradicional Baile de Máscaras. As cores e brilhos ganham vez e as máscaras se tornam itens indispensáveis. Ao som de muito rock e pop, quem anima a noite são as ex-The Voice, Rully Anne e Luana Camarah e em seguida a banda Mama Jam sobe ao palco para fechar a noite.

Onde? Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 1400 – Itaim Bibi

Projeto reúne chefs refugiados para apresentarem pratos típicos 

Sábado, 31 de agosto – O Open Taste acontece neste sábado e traz chefs refugiados para apresentarem pratos típicos de seus países de origem. Confira a matéria completo abaixo:

Um festival para experimentar sabores do mundo em São Paulo

Big Kahuna Burger promove festival de bacon

Sábado, 31 de agosto – Até dia 8 de setembro, o Big Kahuna Burger promove sua 7ª edição do do Bacon Day Festival , onde a iguaria é a estrela de ações com menu criativo e exclusivo. A paixão pelo bacon é levada tão a sério na que todos os anos ganha um evento totalmente dedicado a ele, em comemoração ao Dia Internacional do Bacon. Durante a sétima edição do Bacon Day, o restaurante funciona com um menu super criativo, composto por entradas, hambúrgueres, hot dogs, milk shakes e sobremesas – tudo feito com o protagonista do evento. O Big Kahuna já é popularmente conhecido como “Templo do Bacon”, utilizando apenas o insumo 100% artesanal, defumado em câmara de defumação que utiliza madeira de macieira. Entre as criações deste ano, o destaque nas entradas fica por conta dos Bacon Blocks (R$ 29,80), cubos de pastrami de bacon, glaceados em molho agridoce picante e da Batata Chilli Bacon (R$ 29,80), batata frita, molho chilli com carne, bacon e feijões, queijo cheddar cremoso e farofa de bacon. Das receitas exclusivas do festival, voltam ao menu o Guaca Bacon (R$ 29,80), uma divertida brincadeira que troca os tradicionais nachos por fatias de bacon crocante, para mergulhar na guacamole feita com avocados, cebola roxa e pimenta dedo de moça, além do Bacon Shrimp (R$ 79,80), um dos pratos emblemáticos do festival, que traz uma porção de seis camarões rosas envoltos em bacon, acompanhado de molho rosé. Outra receita famosa do Bacon Day são as Burgers Bacon Stripes (R$ 29,80), cedida pela hamburgueria St Louis, com seis fatias de bacon 100% artesanal empanadas e acompanhadas de maionese de barbecue. O menu também ganhou um sanduíche, assinado em parceria com o chef Fih Fernandes (Fôrno e Holy Burger). O Bacon Balls (R$ 38,80) leva almôndegas de carne e bacon moídos, molho de tomate, queijo parmesão e cebolinha no pão brioche de bacon. A sétima edição do evento também terá dois hot dogs: o Mr Wolf (R$ 29,80), com salsicha jumbo 100% bovina defumada envolta em bacon, cheddar derretido e pão de bacon, acompanhado de vinagrete e batata chips e o Hot F*cking Cheddar Dog (R$ 29,80) – salsicha jumbo 100% bovina defumada, fusão de cheddar com cebolas e cogumelos Paris, fatias de bacon de costela no pão de bacon, acompanhado de batata chips. Fora isso há, 12 novas opções de hambúrgueres e algumas sobremesas especiais.

Onde? Alameda Lorena, 53 – Jardins

Hot F*cking Cheddar Dog, do Big Kahuna Burger (Foto: divulgação)

Mais uma edição do Caminho do Queijo Artesanal Paulista

Sábado, 31 de agosto – Neste sábado o Centro Cultural B_arco recebe a terceira edição do Caminho do Queijo Artesanal Paulista. No total, serão oito produtores do interior de São Paulo que levarão seus laticínios para venda e, das 10h às 18h, os visitantes poderão comprar, provar e dialogar com os próprios produtores. Entre os expositores, estão Fazenda Atalaia, Fazenda Santa Luzia, Laticínio Artesanal Montezuma, Leiteria Santa Paula, Pardinho Artesanal, Pé do Morro, Queijaria Belafazenda e Queijaria Rima. Entre os produtos expostos, terão o queijo maturado tulha (Fazenda Atalaia) e o cuesta azul (Pardinho Artesanal). A entrada é gratuita.

Onde? Rua Doutor Virgílio de Carvalho Pinto, 426 – Pinheiros

Caminho do Queijo Artesanal Paulista acontece neste sábado (Foto: Lucas Terribili)

Foodspot chega à sua 7ª edição no Iguatemi São Paulo

Sábado e domingo, 31 de agosto e 1 de setembro – Neste fim de semana, acontece mais uma edição do Foodspot, no Iguatemi São Paulo. Entre sábado e domingo, o público poderá aproveitar algumas das melhores opções da cozinha paulistana, com opções por até R$24. O line up sempre variado do festival traz esse ano: o japonês Kinoshita; os sanduiches assinados por Renata Vanzetto do Matilda Lanches; Jamile, menu de gastronomia brasileira com um toque gourmet desenvolvido pelo chef Henrique Fogaça; Casa Santo Antonio, especializado na cozinha Siciliana; Più, cozinha autoral com influência italiana e massas feitas artesanalmente; Guarita Burguer, hamburguês com molhos artesanais; Leggera, com sua receita napolitana de pizzas; Hot Pork, com os mais incrementados cachorros quentes do chef Jefferson Rueda; Eataly, com receitas caseiras de todos os cantos da Itália; MYK, especialidades gregas; Vista, gastronomia clássica e moderna com releituras regionais; Ecully, menu com influência francesa; Motocó Aqui, de comidas sertanejas com inovação proposta por Rodrigo Oliveira; Buzina, burgers sem frescuras; Fotiá, com comida grega na chapa; Holy Pasta, food truck de massas frescas e A Queijaria, com queijos de todo Brasil. A hora da sobremesa estará garantida com as delícias de Stefan Behar e Chocolat Du Jour, e os sorvetes feitos à base de ingredientes naturais da Frida & Mina. Para completar o menu, o festival traz opções de vinhos da tradicional importadora Mistral e da 4U.wine que tem foco nos pequenos produtores artesanais, orgânicos, biodinâmicos ou naturais. O Bar Stella, com a mais pedida cerveja e Guilhotina Bar, com coquetéis criativos também participam. O Foodspot contará ainda com atividades para as crianças e atrações musicais. Além disso, o Lar das Crianças, que contribui para o desenvolvimento pessoal e coletivo dos menores, receberá um real (R$1,00) do valor de cada ingresso vendido e cada ingresso sai por R$15 e crianças até 12 anos não pagam.

Onde? Avenida Brigadeiro Faria Lima, 2232 – Jardim Paulistano

Primeira edição de setembro da Fair&Sale acontece domingo, 1 (Foto: divulgação)

Fair&Sale tem sua primeira edição de setembro

Domingo, 1 de setembro – Este domingo acontece mais uma edição da feira Fair&Sale, que acontecerá na Praça Cidade de Milão. Com 100 expositores de moda e design a bem-estar e armazém gastronômico, o evento visa promover negócios criativos com curadoria de pequenos produtores e programação de oficinas infantis e atrações musicais gratuitas. Desta vez, o evento dá seguimento ao calendário fixo da Fair&Sale que, desde julho, ocupa a Praça, nos arredores do Parque Ibirapuera, em todo o primeiro domingo do mês. Além do incentivo ao empreendedorismo criativo, a F&S busca promover preservação dos espaços públicos da cidade, principalmente, por meio de programação cultural agitada para toda a família, entre 10h às 17h. Às 11h, Diana Córdoba, artista reconhecida pela maestria com pontilhismo, inicia a série de oficinas ao apresentar a técnica de pintura em relevo sobre pedras para criação de mandalas (10 vagas, a partir de 8 anos); às 14h e às 16h, o Projeto Ser Âmica, de São Paulo, que auxilia jovens em situações de risco, promove oficina de cerâmica (12 vagas cada, a partir de 6 anos). As inscrições são feitas no local em meia hora antes do horário das oficinas. De manhã, às 11h, quem dá o start à programação musical é o cantor e compositor Toni Ferreira, que apresenta repertório envolto por MPB e bossa nova; em seguida, às 13h, Barbara Rodrix apresenta as músicas de seu último disco “eu mesmo”; por fim, João Guarizo, às 15h, traz pegada cômica em show autoral de bossa nova. Pilar importante na curadoria Fair&Sale, os destaques no armazém de gastronomia ficam por conta das geleias artesanais de frutas orgânicas da Douceur Do Céu e da La Ferme Moderne; culinária russa, com a Rússkaia, e grega, da Kuma Anna Struderia; hambúrgueres artesanais, da Burger 47; culinária mineira, da Lá da Roça e os pães artesanais, da Bâtard. O evento é gratuito e acontece das 10h às 17h.

Onde? Praça Cidade de Milão – Vila Nova Conceição (em frente ao portão 7 do Parque Ibirapuera) 

Adega Santiago promove jantar harmonizado

Terça, 3 de setembro – A Adega Santiago do shopping Cidade Jardim realizará um jantar harmonizado com rótulos das vinícolas Esporão, da região do Alentejo português, e Taylor’s, do Porto. O wine dinner tem início às 20h e custa R$ 240, com água e café inclusos e o serviço opcional. De couvert, o clássico do restaurante, azeitonas marinadas e amêndoas torradas; como entradas, Vieira na concha acompanhada do Esporão Verdelho 2017 seguida do Meia-desfeita, que leva lascas de bacalhau, grão de bico, ovos cozidos e cebola roxa, servido com Esporão Colheita Branco 2018. Entre os principais, Linguiça de pato e purê rústico com Esporão Reserva Tinto 2016 e a Paleta de cordeiro com feijão branco e o vinho Esporão Vinha Canto do Zé Aragonês 2013. De sobremesa, pudim de queijo fresco com mel e nozes acompanhado do Porto Taylor’s Select Reserve.

Onde? Avenida Magalhães de Castro, 12000 – Cidade Jardim

Cultura 

(In)descartável é a nova exposição da Galeria Formatto

Ressignificar materiais descartados e imbuí-los de novos sentidos. É assim que a artista plástica Valeria Rocchiccioli expressa uma crítica ao consumo desenfreado na vida contemporânea, que reflete nos dados sobre reciclagem no Brasil – apenas 3% dos resíduos com potencial passam efetivamente pelo processo, segundo o Ministério do Meio Ambiente. A primeira exposição individual no país de origem, intitulada (In)descartável, reúne cerca de 20 assemblages de dimensões variadas e uma grande instalação na Galeria Formatto. Plásticos, papéis, sacolas, latas de alumínio e garrafas plásticas são alguns dos materiais que, nas mãos da artista, transformam-se em obras de arte volumétricas, de estética singular e repletas de significados. Com extenso currículo de mostras e residências artísticas nos Estados Unidos, França, Itália e outros países, Valeria teve o repertório artístico e visual lapidado por meio de viagens – experiências fundamentais, também, para fazê-la questionar sobre consumo. A pesquisa de Valéria Rocchiccioli parte da escolha do material e a técnica empregada é definida como consequência das qualidades intrínsecas a cada um. Além disso, está ligado a um processo de repetição que Valéria trata como um tipo de meditação. A maleabilidade do plástico, que pode ter acabamento fosco ou brilhante, cor ou transparência, permite amplas possibilidades para produzir suas obras, que têm como principal característica a materialidade. A mostra fica em cartaz até dia 3 de setembro.

Onde? Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 1364 – sobre loja

Gin Bombay promove mostra Canvas na Galeria LabOF

Até o dia 13 de setembro é possível conferir os trabalhos de João Nove, Ari Adine, Marilia Navickaite e Bruno Siqueira na galeria LabOF, em São Paulo. As obras que incluem colagem, aquarela, pintura e papercut, com a curadoria de Paulo Del Valle e Danny Zappa, foram finalizadas ao vivo durante o Canvas, evento proprietário global da Bombay, marca de gin mais consumida do mundo, que aconteceu em 15 de agosto com o objetivo de reforçar o posicionamento ‘Stir Creativity’ e incentivar as pessoas a exercitarem sua criatividade como forma de expressão. Além de conhecer as obras, às quintas e sextas os visitantes da mostra terão a oportunidade de provar drinks desenvolvidos especialmente para o Canvas com gin Bombay.

Onde? Rua Dr. Andrade Pertence, 93 – Vila Olímpia

Bombay promove a mostra Canvas na LabOF (Foto: Wesley Allen)

Ópera contemporânea Prism chega ao Theatro Municipal

A ópera contemporânea Prism, de Ellen Reid, com estreia no próximo dia 4, no Theatro Municipal.  Vencedora do prêmio Pulitzer de música em 2019 a obra traz a tona a agonia e o terror psicológico que aflige uma vítima de abuso sexual. No enredo a jovem Bibi vive com sua mãe super protetora e amorosa Lumme. A garota de aparência frágil que necessita da ajuda até mesmo para comer parece ter contraído uma doença que a deixou incapaz de andar. No entanto o que se descobre aos poucos é que na verdade Bibi luta contra um trauma de abuso sexual e o público vai se sensibilizando com a agonia, a desorganização da vida pessoal da personagem e o sentimento de repugnância pela violação. A produção contemporânea realiza o seu “debut” no Brasil no Municipal após estrear em Los Angeles, em novembro de 2018, no Off Grand, iniciativa da LA Opera que leva produções líricas e concertos para diversos locais espalhados pela cidade da Califórnia. Prism será executada no Theatro com grande parte da equipe da montagem original, sendo a direção de James Darrah, cenografia de Adam Rigg, figurinos de Molley Irelan, desenho de luz de Pablo Santiago e de som de Garth MacAleavey. A soprano Anna Schubert e a mezzo-soprano Rebecca Jo Loeb continuarão como as intérpretes das únicas personagens da trama, Bibi e Lumee, respectivamente. A compositora Ellen Reid, de 36 anos, vencedora do prêmio pulitzer de música em 2019 por Prism, sua primeira ópera, e a libretista Roxie Perxins também estarão no país acompanhando a encenação. As cantoras terão o acompanhamento da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, sob a regência do seu maestro titular Roberto Minczuk, e do Coral Paulistano, sob a preparação da maestrina Naomi Munakata. As récitas ocorrem nos dias 04, 05, 07, 08, 10, 11, 13 e 14, sendo de terça a sábado às 20h e no domingo às 18h. Os ingressos variam de R$ 20 a R$ 120.

Onde? Praça Ramos de Azevedo, s/n – Centro

Theatro Municipal recebe espetáculo Prism em setembro (Foto: Sylvia Masini)

Kids 

JazzB tem programação especial para crianças

Sábado, 31 de agosto – O JazzB, dos mesmos proprietários do Jazz Nos Fundos recebe neste sábado uma programação infantil. O JazzBB terá a participação de Igor Bollos e Fernando Corrêa e oferecerá uma tarde para pais e filhos. Neste sábado Igor Bollos e seu pai, Fernando Corrêa, tocarão um repertório baseado em composições próprias de ambos e também standards de jazz.

Onde? Rua General Jardim, 43

Sesc Ipiranga tem peça infantil sobre história do Brasil

Para compreende o lugar onde vivemos é preciso conhecer sua história, com detalhes e de uma maneira divertida. Para interagir, entreter e ensinar as crianças, o Sesc Ipiranga recebe, a partir de 1 de setembro, a peça “A História do Brasil” que, como o próprio nome diz, conta os principais acontecimentos históricos do nosso país, desde a chegada de Pedro Álvares Cabral até os dias mais atuais. O texto e a direção são de Alexandra Golik, que conta a história de uma forma lúdica e musical para que as crianças não percam o interesse. Com leveza e humor, a narrativa foca na formação dos pilares da estrutura social brasileira e passa pelos períodos de Colônia, Reino Unido, Império e República, além das sete Constituições que já vigoraram e por algumas mobilizações populares que existiram. Os ingressos variam entre R$17 e R$8,50 e crianças até 12 anos não pagam.

Onde? Rua Bom Pasto, 822 – Ipiranga

História do Brasil está em cartaz no Sesc Ipiranga (Foto: divulgação)

Sessão pipoca: estreias da semana

Bacurau

Uma das produções brasileiras mais aguardadas dos últimos estreia nesta quinta, 29. Bacurau conta a história dos moradores de um pequeno povoado localizado no sertão brasileiro e que descobrem que a comunidade não consta mais em qualquer mapa. Aos poucos, todos percebem que algo estranho está acontecendo na região, com drones rodando pelos céus e estrangeiros sendo cada mais frequente. Aos poucos, a situação vai ficando cada vez mais diferente, quando os carros se tornam vítimas de tiros e alguns cadáveres começam a aparecer. Os moradores Teresa, Domingas, Acácio, Plínio e Lunga chegam à conclusão de que estão sofrendo ataques, porém não conseguem identificar o inimigo tão de prontidão e criam um coletivo de defesa. Bacarau conta Sonia Braga no elenco, além de Silvero Pereira, Bárbara Colen, entre outros. A direção é Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles. Confira o trailer completo abaixo:

Yesterday

O filme Yesterday relembra momentos da icônica banda britânica, os Beatles com um cantor-compositor que sofreu um acidente e acorda em uma estranha realidade, onde ele é a única pessoa em que se lembra de Paul, John, Ringo e George. Com as músicas de seus ídolos, se tornam um grande fenômeno e atinge grande sucesso, porém a fama tem seu preço. Confira o trailer completo abaixo:

Novidades gastronômicas

Mule Mule Muleria, novidade na Vila Madalena (Foto: Leo Feltran)

Mule Mule Muleria chega a São Paulo para homenagear o Moscow Mule 

A Vila Madalena acaba de ganhar mais um estabelecimento para chamar de seu. A Mule Mule Muleria é a novidade na Rua Aspicuelta, que tem como intuito homenagear o clássico drinque – presente em quase todos os bares paulistanos – o Moscow Mule. Em alta no Brasil e no mundo, o coquetel que, em sua receita clássica leva vodka, cerveja de gengibre e suco de limão, ganha seu primeiro bar especializado na receita. A ideia é oferecer versões criativas que sigam a mesma linha conceitual – ter os sabores do gengibre e do limão, o que o torna refrescante, e ser servido na caneca de cobre -, assinadas por um time de bartenders: Marquinhos Félix, Sylas Rocha, Vagner Lima e Marcelo Serrano, este último sendo o “pai” do moscow mule à brasileira, que leva uma espuma de gengibre no lugar do refrigerante. No Mule Mule Muleria todos os ingredientes que fazem parte da composição das receitas são produzidos artesanalmente in loco. Para a finalização dos drinques, uma trave dispõe 10 sabores diferentes de espuma. Alguns destaques da carta são o Red Dragon Mule (R$ 25), preparado com sakê, purê de pitaya, xarope de gengibre, limão, cerveja de gengibre, espuma de manga e finalizado com pitaya; o Mulegroni (R$ 25), que leva gin importado, vermute tinto, xarope de gengibre, cerveja de gengibre, espuma de Campari e laranja maçaricada; e o Passion Mule (R$ 25), feito com gin importado, shrub de maracujá, limão, cerveja de gengibre e espuma de maracujá. O clássico recriado por Marcelo Serrano também está presente e é feito com vodka Wyborowa, limão siciliano, angostura bitter e espuma de gengibre. Além das variações de moscow mule, a carta conta com outros drinques autorias que brincam com a inspiração russa, como o Kursk (R$ 25), de gin, licor Amaro di Angostura, eucalipto, limão siciliano e bitter, e o Spasibo (R$ 25), com White Dog (aguardente de cevada maltada), vermute tinto, vinho Pedro Ximenez e laranja-bahia. Para atender o forte movimento da rua, um dos diferenciais da muleria é a janela aberta para a calçada, de onde sairão drinques rápidos para o público pedestre. Chamado de Fast Drink, o serviço oferece ao cliente três opções servidas em copos personalizados descartáveis ou, se for o caso, colecionáveis: o Gin Tônica (R$ 15) vem em uma gin bag,o Moscow Mule (R$ 15), em uma caneca de acrílico, e Frozen (R$ 25), nos coloridos e altos yard cups. Basta comprar e seguir na caminhada. Na ala de comidinhas, boa parte das receitas também têm inspirações russas. Dentre os petiscos, o Pirozhki de Carne (R$ 26) é a versão brasileira do tradicional pastel russo feito com carne, ovo de codorna e azeitonas pretas acompanhado de vinagrete, e o Fish and Chips (R$ 30) traz iscas de peixe empanado e frito, batatas chips e molho tártaro de beterraba. Na seção de bowls, o bem temperado Strogonoff (R$ 35) tem tiras de filé mignon, cogumelos-paris, batata-palha e arroz; já o típico prato russo Plov (R$ 34) é feito com arroz, curry, cenoura, cebola e carne de panela. Como opção vegetariana, o Arroz de Beterrabas Assadas (R$ 35) é molhadinho e leva queijo de cabra e azeite de ervas.

Onde? Rua Aspicuelta, 459 – Vila Madalena

Plantmade chega ao bairro do Higienópolis

Do famoso chef Matthew Kenney em parceria com o casal Daniele e Fabio Zukerman, o restaurante Plantmade tem conquistado os paladares mais exigentes do país. O estabelecimento é uma das diversas marcas espalhadas pelos 5 continentes, a primeira loja da marca no Brasil, que fica em São Paulo no bairro de Higienópolis. Pertencente a uma das 15 marcas do grupo MKC, o Plantmade oferece pratos inovadores e de alta qualidade, unindo a arte da culinária a nutrição. É pensando nesse conceito de otimizar a experiência alimentar tradicional que o restaurante se preocupa com cada insumo. Agora, além da saborosa gastronomia de vanguarda, o local também possui uma ampla carta de vinhos: orgânicos, naturais, kosher e biodinâmicos. O menu é repleto de famosas criações da marca, opções de bolos, lanches rápidos e produtos sazonais. No empório do restaurante, produtos artesanais como manteigas, pães, doces e geleias são encontrados à venda.

Onde? Praça Vilaboim, 111 – Higienópolis

Veja também: quatro novos restaurantes do Itaim que conquistaram Marcelo Volpato

Kuro, novo omakase do Jardins (Foto: Thays Bittar)

Kuro, especializado em omakases, abre as portas nos Jardins

O Jardins ganhou mais uma novidade voltada à gastronomia japonesa. Com jeitinho de speakeasy, o Kuro abre as portas em um ambiente com um balcão de mármore escuro, cercada por 11 cadeiras confortáveis, acomoda e aproxima os convivas dos sushimen, que, numa espécie de balé sincronizado, servem omakases. Esta tradição de jantar nipônico traduz-se por “vou deixar nas tuas mãos”. Ou seja, fica a cargo do chef criar um menu-degustação. Sua elaboração começa logo cedo, diariamente, na hora de receber ou buscar os peixes, de selecionar acompanhamentos, de checar o mise en place. No Kuro, o arroz vem do Japão, é cuidadosamente hidratado com um blend de vinagre e saquê de qualidade, ligeirissimamente adocicado, e moldado ainda quentinho. Os peixes, por sua vez, vêm de pesca consciente, capturados com anzol, acomodados imediatamente sobre o gelo, para chegarem ao balcão como se ainda estivessem vivos, sem traumas. Já os frutos do mar não passam nem perto de corantes ou conservantes. Em ambos os casos, o respeito à sazonalidade e aos períodos de defeso é sagrado, o que garante sushis perfeitos, cobertos com espécies não encontradas nas grandes peixarias. Os processos minuciosos foram implementados pelo chef catalão Gerard Barberan. Gerard se atentou a detalhes que impressionam: trouxe de Tóquio bastões de carvão binchotan, capazes de sorver impurezas e normalmente utilizados no preparo das robatas (os típicos espetinhos nipônicos), para substituir as chamas dos maçaricos. Com eles, sela cortes gordurosos e desejados, como o toro (a barriga) de bluefin. Foi ele também quem adaptou cafeteiras globinho para finalizar dashis leves e perfumados, que funcionam como boas-vindas, assim como desenvolveu bocas de gelo para transportarem tartares picados na ponta da faca, que podem ser coroados por caviar italiano sustentável. Embora não esteja por trás do distinto balcão, o chef é responsável por parte das surpresas (caso do tempurá sem glúten e dos guiozas de magret de pato) e pelo funcionamento dos omakases, espécie de shows noturnos, iniciados às 19h30 ou às 21h30, exclusividades dos balcões da casa (11 na parte térrea e 3 na superior). No centro de cada ritual, divido em 13 ou 21 tempos (de R$ 260, a R$ 350, sendo este último com ainda mais iguarias), sushimen experientes distribuem porções precisas e cronometradas de exclusividades – sejam as já mencionadas, seja o sashimi de wagyu, salpicado ou não por trufas sempre frescas, seja o delicadíssimo chawanmushi, entre outras. O Kuro homenageia a pureza dos omakases mais tradicionalistas, sem deixar de flertar com floreios contemporâneos, caso do uso assertivo de sturion e de cortes de wagyu. E isso se nota não apenas no balcão principal, no térreo, como também no petit salão do segundo andar, desenvolvido para abrigar experiências ainda mais privativas.

Onde? Rua Padre João Manuel, 712 – Jardins

Pizzaria Marias e Clarices agora abre para almoço

Depois de um mês testando um novo cardápio, Marias e Clarices, a pizzaria de Ivo Herzog, abre para almoço, de terça a sexta-feira. Os pratos levam a assinatura do jovem chef André Purdie. Entre as opções, vale apostar na bruschetta (R$8,90) ou na delicada Flor de Parma (R$12,90). No capítulo das saladas, três clássicas sugestões: de Folhas (R$ 15,90), Caprese (R$20,90) e de Figo com Brie (R$22,90). Adeptos de uma boa massa podem escolher entre seis tipos de molhos para o Fettucine da casa – Bolonhesa, Shitake, Bechamel, Burro, Sálvia e damasco, Três Marias de Minas, com queijos artesanais, e Caprese (R$ 24,90). Não poderia faltar entre as sobremesas, a famosa Mousse da Delma (R$ 15,90) – presente no menu da casa desde sua abertura, uma boa pedida, ao lado do Tiramissu (R$ 14,90), da Panna Cotta (R$ 12,90) ou Frutas da Estação. É possível optar também pelo Menu Executivo, a R$ 38,90, com entrada – Salada de Folhas Verdes, prato principal e sobremesa – Mousse ou Brigadeiro de Colher.  O prato principal varia diariamente:  às terças, é o Boeuf Bourguignon; Quartas, a Polenta com Ragú de cogumelos ou carne; Quinta, o Risotto de Parma, limão siciliano e tomate cereja. E para celebrar a chegada do fim-de-semana, toda sexta-feira há três saborosas opções: o sanduíche de pernil assado dez horas no forno com o pão da casa feito na hora do pedido (o pão pode ser comprado às sextas e sábados para levar para casa, e é feito com a mesma massa das pizzas, de longa fermentação,  e preparada com três tipos de cerveja, custando R$ 5,50 cada); a lasanha à bolonhesa; e Pizzas da casa –  não deixe de provar a Pizza de Alho Negro, com mussarela de búfala, ricota de búfala orgânica, tomate cereja, pistache e alho negro.

Onde? Rua Mourato Coelho, 1447 – Vila Madalena

Pizza de alho negro da Marias e Clarices (Foto: divulgação)
Gelato de Café com Chocolate bean to bar, da Davvero (Foto: Ligia Skowroski)

Davvero inclui novos gelatos em sua linha de origem

A Davvero Gelato traz para as vitrines novos sabores de sua Linha de Origem, que exalta ingredientes de pequenos produtores de diversos cantos do país. A experiência vai além de tomar o sorvete e aproxima o cliente de produtos certificados, propiciando novas descobertas ao paladar. A linha traz “lotes” especiais de cachaça, café, queijo e mel produzidos em pequena escala por produtores de cidades do interior de São Paulo, Espírito Santo, Bahia, Rio Grande do Sul e Amazonas que prezam essencialmente pela biodiversidade e qualidade dos novos produtos. Um dos escolhidos para a segunda fase foi a Cachaça Ouro Matriarca, que estará no sorbet de Caipirinha de Limão Cravo. Produzida em Caravelas/BA (Fazenda Cio da Terra), é destilada em Alambique de Cobre e armazenada em barris de Jaqueira e traz um paladar picante. O queijo fez sucesso na primeira fase e volta no sabor de Queijo com calda de figo verde, feito com o Azul de bofete, da Belafazenda, localizada em Bofete/SP. Este é um queijo maturado macio, com casca e interior levemente azuis, fermentado com Kefir e maturado por 60 dias. Outro destaque desta edição é o gelato de Café com Chocolate bean to bar, que traz o café Camocim Biodinâmico, produzido em Pedra Azul/ES combinado com o chocolate Na’kau 63%, produzido no Amazonas, com equilibradas notas ácidas de frutas cítricas e silvestres, utilizando recursos naturais que valorizam os produtores da floresta. Já o sabor de Iogurte com mel e calda de morango é feito com mel branco, de Cambará do Sul/RS, do Santa Rita Apiário/ Bioma Pampas. O mel branco é produzido por abelhas sem ferrão e é bastante claro e de sabor característico que é produzido a partir das flores de 2 ou 3 espécies de árvores: a carne de vaca, o guaraperê e a gramimunha. O gelato é 100% artesanal com a produção do iogurte e calda de morango feitos na própria gelateria. A pesquisa se deu em campo e as chefs gelataias Suelen Ferrari e Debora Tesoto se envolveram diretamente na escolha, visitas às fazendas e acompanhamento das produções, garantindo ao consumidor ainda mais qualidade, o frescor e sabores mais autênticos dos ingredientes.

Onde? Rua Pais de Araújo, 129 – Itaim Bibi / Avenida Brigadeiro Faria Lima, 2232 (piso Boulevard do Iguatemi São Paulo) / Avenida Sabiá, 788 – Moema

Vila Madalena ganha novo restaurante árabe 

Com cardápio marcado por receitas que foram passadas de geração em geração, o Maallak Culinária Árabe é o novo restaurante da Vila Madalena.  No menu, receitas familiares que foram adaptadas pela chef Anny Maia e surpreendem pelo tempero marcante sem perder o tradicionalismo da cultura árabe. Em um salão amplo e aconchegante, com música ambiente típica das arábias, os clientes podem conhecer as receitas com toques exclusivos da chef, como as entradinhas tradicionais: Homus (pasta feita com grão de bico, tahine e pitadas generosas do tempero da casa/ R$ 35,20 e R$ 17,60 meia porção), Babaganouch (pasta de berinjela assada, tahine e limão/ R$ 35 e R$ 17,50 meia porção), Coalhada Seca (R$ 35,20 e R$ 17,60 meia porção), Kibe Cru (R$ 46,80 e R$ 23,40 meia porção) e Chancliche (R$ 43,00 e R$ 21,50 meia porção). Dos pratos quentes, destaque para os Charutos de Folha de Uva (R$ 53,80 e R$ 26,90 meia porção) e de Repolho (R$ 51,60 e R$ 25,80 meia porção). A Abobrinha e a Berinjela recheadas (R$ 39,80, cada) são outros carros-chefes da casa ao lado do Mjadra (arroz com lentilha e finas fatias de cebolas douradas/ R$ 24,90) e da Kafta (R$ 55 e R$ 27,50 meia porção). As saladas Tabule (R$ 43,80 e R$ 21,90 meia porção), Fatouche (R$ 39,90 e R$ 25,80 meia porção) e Maallak (R$ 37,80 e R$ 23,80 meia porção) completam o menu. Quem deseja fazer um lanche rápido, tem como opções os Kibes e Beitures, assim como as Esfihas abertas (carne, queijo e zatar/ R$ 7,20, cada) e fechadas nos sabores verdura e queijo (R$ 6,80, cada) e ricota e carne (R$ 7,20, cada). A casa acaba de lançar ainda o almoço executivo que é servido de terça a sexta-feira, das 12 às 16 horas, por R$ 32. A menu inclui 1 mini salada, 1 pasta com torrada e prato principal com 3 opções de acompanhamentos.

Onde? Rua Isabel de Castela, 529 – Vila Madalena

Trio de pastas (Foto: Tiago Gonçalves)

Pelo mundo

Um passeio por vinhos e azeites no Uruguai

Insider V&G: os hotspots gastronômicos de Glenda Barreto em NY

Posts relacionados