A joalheria italiana chega a Moscou em uma exposição que reúne peças icônicas. Confira os detalhes abaixo

A BVLGARI inaugurou no mês de setembro sua primeira exposição dedicada às mulheres, no Museu do Kremlin, em Moscou, na Rússia. A “Tribute to Feminity” é uma retrospectiva da joalheria italiana e celebra a feminilidade, uma de suas marcas registradas, e apresenta peças da mais alta joalheria. Há peças icônicas e superfamosas, como as esmeraldas de Elizabeth Taylor – presente de Richard Burton – e o colar de safiras, esmeraldas, rubis e diamantes de Carmen Mayrink Veiga.
Outra relíquia é um colar do ano de 1978, produzida em ouro Bizantino de três cores, moedas históricas e diamantes. Ao centro tem duas moedas antigas bem famosas, a Asolidus e a Argenteu de Constantinues II – imperador romano que reinou entre 323 e 361 antes de Cristo. Ao contrário das outras peças, esta joia fará parte do acervo permanente do museu.
As peças estarão em exposição até 13 de janeiro de 2019.
A peça permanente do museu é produzida em ouro Bizantino de três cores, com moedas histórias e diamantes (Foto: divulgação)

 

O colar de esmeraldas de Elizabeth Taylor (Foto: divulgação)

 

O colar de Carmen Mayrink Veiga com safiras, esmeraldas, rubis e diamantes (Foto: divulgação)

Posts relacionados