Disparada a melhor ilha grega, Santorini é completa: paisagens estonteantes, bons restaurantes e as vilas charmosas de Fira e Óia – local do pôr do sol mais disputado de toda a Grécia

Uma das paisagens mais conhecidas das ilhas gregas, vilas brancas debruçadas no penhasco, com igrejas com domos azuis, fica aqui, em Santorini. É a melhor fotografia que defini a Grécia. Pelo menos a mais conhecida. Andar pelos seus vilarejos é encontrar constantemente paisagens de tirar o fôlego, afinal, circundam as margens do penhasco, coroado com um mar deslumbrante.

De origem vulcânica, ainda ativa, Santorini fica no mar Egeu, onde tem constante atividade (última foi 1956). É composta por um grupo circular de ilhas, que tiveram origem na maior erupção vulcânica da história da Terra, no segundo milênio antes de Cristo (1613 a.C.), tendo destruído a cidade de Acrotirio, sendo talvez daí a lenda da cidade perdida Atlântida. Ainda atingiu ilhas próximas e a costa de Creta. Santorini são duas ilhas habitadas, Tera (Santorini) e Thirasia, mais as desabitadas de Nea Kameni, Palaia Kameni, Aspro Nisí e Cristiana.

Fira ou Thíra é onde a maioria dos cruzeiros, ferry boats e barcos desembarcam. Para subir o penhasco, um teleférico ajuda quem não quiser encarar os 600 degraus que separam o mar do topo.  A capital da ilha foi reconstruída, após o terremoto de 1956 que devastou a cidade. Hoje é composta por terraços nos penhascos vulcânicos, cheia de bares, restaurantes, lojas e hotéis, além de “casas cavernas” (skaftá) e igrejas brancas com domosCaptura de Tela 2014-07-14 às 19.28.56

Entre os restaurantes de Fira, destaque para o Sphinx, com uma vista deslumbrante e comida deliciosa. Peça um bom vinho branco grego da região, a salada grega, uma das pastas feitas ali mesmo e aproveite o que Santorini tem de melhor.

Já Óia é um capítulo à parte de Santorini: uma vila charmosa, com lojas lindas, restaurantes deliciosos e um clima de encantar. É possível passar dias por ali só caminhando na beira do penhasco e admirando sua vista. Para jantar, o Ambrosia tem o terraço ao ar livre mais disputado da cidade. E não é por menos, sua comida é fresca, deliciosa e diferente, vale muito à pena.

No final do dia, turistas chegam como peregrinos e lotam, não só o castelo de Óia, no extremo da ilha, mas todo e qualquer espaço para ver o pôr do sol mais famoso de toda a Grécia. Se quiser ver, é preciso chegar com pelo menos uma hora de antecedência, de verdade. Mas vale cada minuto até o sol encontrar o mar, como uma bola de fogo gigante. Emocionante.

Uma excelente alternativa para o pôr do sol, mais calmo e igualmente estonteante, é conseguir uma das mesas da vinícola Santo Wines, além do espetáculo da natureza, ainda faz uma deliciosa degustação de vinhos locais.

 

* Fotos Daniela Filomeno e Facebook Sphinx

Posts relacionados