Com infraestrutura de turismo (leia-se hotéis, boas pousadas, bares e restaurantes), as Bahamas oferecem praias paradisíacas, sol o ano todo e um mar turquesa e transparente, com rica vida marinha

As Bahamas são um verdadeiro playground para quem busca por praias paradisíacas, mar transparente turquesa e atividades no mar. O arquipélago tem 700 ilhas, além de bancos de areia, ilhotas, formando um complexo de mais de 3 mil. E para todos os gostos: da capital agitada Nassau, das rústicas e paradisíacas ilhas Eleuthera, Exuma e a desconhecida Ábaco, no extremo norte. De cultura local, aventura a excelentes destino para crianças ou casais apaixonados, o arquipélago caribenho é o sonho real das férias perfeitas. Maravilhoso, não? 

Bahamas pode facilmente ser chamado de paraíso e, não à toa, esse é seu maior adjetivo. Não teria como ser diferente. Esse conjunto de ilhas no Caribe, localizado entre Cuba e a Flórida, tem areia branca, fininha, mar hipnotizante em uma paleta de azul turquesa e clima quente o ano todo. Sua rica fauna marinha, é ideal para esportes náuticos, como snorkel e mergulho certificado, com muitos tubarões, tartarugas e arraias, além de peixes coloridos.

Sua extensão é grande e dá para ser explorada de acordo com o tipo de férias que escolher, de romântica, esportes ou familiares, com muitas coisas lindas para visitar. Além de paisagens inesquecíveis, Bahamas também é point de cruzeiros que saem de Fort Lauderdale, Miami ou Port Canaveral e aportam em Nassau, a capital do país. Quer um guia rápido do que não pode perder por aqui? Confira!

Nassau & Paradise Island

Nassau, a capital das Bahamas, é um movimentado centro metropolitano repleto de cultura, lojas, restaurantes, hotéis, cassinos e, claro, praias. A cidade recebe inúmeros cruzeiros por dia, ou seja, se prepare para lugares lotados! Para o norte de Nassau, ligada por uma ponte, encontra-se a Paradise Island. Seu nome diz tudo. São 685 acres de pura euforia, desenvolvidos quase que exclusivamente para encantar e acomodar os visitantes, aqui é onde ficam a maioria dos grandes resorts.

Vista da cidade de Nassau com Paradise Island e Atlantis ao fundo (Foto: Shutterstock)

Onde ficar? Um dos maiores resorts do mundo, o Atlantis fica em Paradise Island, ligado por uma ponte a ilha de Nassau. São cinco hotéis de econômicos ao sofisticado The Cove. Paraíso para crianças mais crescidas, possui 11 piscinas, parque aquático, tobogãs gigantes e rio com corredeiras. Para quem quer ótimas alternativas ao Atlantis, o The Ocean Club do Four Seasons com jardins inspirados em Versatilles e atendimento impecável da rede, assim como no Rosewood Baha Mar ou ainda o charmoso hotel boutique The Island House.

The Exumas e Big Major Cay

Exuma, Bahamas (Foto: Shutterstock)

Um total de 365 ilhas e ilhotas compõem o distrito de Exuma, localizado no centro das Bahamas. É de lá que vislumbra-se algumas das paisagens mais paradisíacas do país. As duas principais ilhas do arquipélago, Great Exuma e Little Exuma (ligadas por uma pequena ponte), têm vilarejos e é onde instalam-se grandes hotéis pé na areia. Já as ilhas menores, ou as chamadas “cays”, são destinos hiper exclusivos, com condomínios de luxo e hotéis que ocupam toda a ilha e são disputados por celebridades em busca de privacidade.

Quer ver porcos na praia? A praia mais famosa das Bahamas é a Big Major Cay, nas ilhas Exumas. Porcos selvagens que habitam a ilha nadam logo que aproxima o barco, a praia é cheia deles. 

Onde ficar? Sandals Emerald Bay é um verdadeiro resort all inclusive (com tudo incluído na diária, de refeições e bebidas, transfers até passeios) com 11 restaurantes e praia de mais de um quilômetro.

Harbour Island e a famosa praia de areia rosa (Foto: Shutterstock)

Eleuthera & Harbour Island

Eleuthera é a quarta ilha mais povoada de Bahamas, localizada a 80 km da capital Nassau. Hoje, o lugar entre o oceano Atlântico e o mar do Caribe é formado por cerca de 11 mil habitantes, a maioria que vive da pesca ou trabalham nas muitas plantações de abacaxi da ilha. Com comunidades isoladas e hotéis e resorts de luxo, a ilha merece ser visitada. Já Harbour Island, que já foi classificada como a melhor ilha do Caribe, também possui vegetação tropical, paisagens deslumbrantes e é por aqui que ficam as mais famosas praias de areia rosa, além de uma de areia preta. Normalmente, os turistas ficam hospedados em Eleuthera e pegam barcos que em poucos minutos os levam para Harbour Island.

Onde ficar? Eleuthera: The Cove Eleuthera e French Leave Resort. Harbour Island: Romora Bay Resort and Marina (resort grande com infraestutura), para grandes barcos com  estrutura luxuosa Valentines Resort ou mais charmoso, localizado na praia rosa, o Pink Sand Resort.

Ábaco e Great Guana Cay

Lugar preferido da nossa editora chefe, Daniela Filomeno, a região de Ábaco é rústica e deserta. Os Abacos são um grupo de ilhas e ilhotas que formam uma cadeia de 120 milhas de comprimento que se estende por 650 quilômetros quadrados, ficam acima de Miami, no extremo norte das Bahamas. Os litorais são recortados com baías, enseadas e portos protegidos que apresentam marinas e resorts de serviço completo. Grande Abaco Island e Little Abaco servem como o “continente”. Marsh Harbour tem uma área central animada com todas as comodidades da cidade. Treasure Cay possui quilômetros de praias, incluindo uma das 10 melhores praias do mundo. Elbow Cay, onde fica a cidade de Hope Town, e Green Turtle Cay são antigos assentamentos lealistas ingleses, onde você encontrará arquitetura colonial preservada com um toque de cor das Bahamas. É aqui também que fica a Tahiti Beach, uma faixa de areia que invade o mar, e Tiloo Cay, uma extensão de águas rasas, ótimo para uma parada de barco. Além de praia co areia rosa e todas as  outras maravilhas do Caribe, mas sem muitos turistas.

Onde ficar? O charmoso Hope Tow Inn & Maria, Hope Town Lodge e Ábaco Beach Resort. Importante: por aqui é tudo mais rústico e simples, o foco é a natureza e uma das regiões menos exploradas das Bahamas

A também chamada Piggyville tem um protetor, Craig Russel, chamado de Pig Whisperer, que vive fazendo campanha para os turistas levarem legumes frescos e água potável. No nosso Instagram  @viagemegastronomia é só procurar pela #viagemegastronomiabahamas que é possível ver muitas fotos e vídeos das nossas viagens por aqui.

No Name Cay, na região de Ábaco

Bimini 

Ilha das Bahamas mais perto de Miami, dá para até fazer um bate e volta até Bimini. Reza a lenda que a ilha é o que sobrou da legendária cidade de Atlantis. São duas ilhas (north Bimini e South Bimini), ligadas por um ferry boat. Aqui uma matéria do Miami.com sobre este bate e volta.

Quando visitar? 

As Bahamas, assim como a maior parte do Caribe, possui basicamente duas estações: a seca e a chuvosa. A seca – e alta temporada – ocorre durante entre os meses de novembro a abril, coincidindo com o inverno no hemisfério norte.  Com calor o ano todo, no inverno a temperatura durante o dia chega a 26ºC, com uma brisa mais fria a noite.

Cuidado para programar a visita: muita coisa fecha na temporada de furacões, a temporada oficial é de junho a novembro, mas recomenda-se não visitar de agosto a meados de outubro, especialmente em setembro.

Como chegar?

Para chegar, não há voos diretos do Brasil, a melhor maneira é partir rumo a Cidade do Panamá ou Miami e, de lá, voar até Nassau. De Nassau pode alcançar Eleuthera e Exumas. Para Ábacos, dois aeroportos menores (Marsh Harbour e Treasure Cay tem voos de Miami e Fort Lauderdale).

A moeda é o dólar bahamense, mas aceita em praticamente todos os lugares cartões de crédito e dólar americano.

Posts relacionados