Já se perguntou onde os chefs mais badalados comem quando não estão comandando seus restaurantes? Na nossa coluna “Onde os chefs comem”, eles abrem o jogo e contam quais são seus locais e pratos prediletos. O convidado de hoje é o chef francês, Gérald Passédat, responsável pelos restaurantes Le Petit Nice e Le Môle, em Marselha, na França

Chef Gérald Passédat coleciona três estrelas Michelin (Foto: reprodução Instagram)

Gérald Passédat é um dos chefs mais icônicos da França. Nascido e criado em Marselha, faz parte de uma família de cozinheiros e herdou o talento do pai e do avô. É um dos profissionais mais bem sucedidos de sua geração e atualmente coleciona três estrelas no guia Michelin. Com um trabalho sutil e preciso, sua cozinha é baseada em peixes e frutos do mar, típicos da culinária mediterrânea. Debruçado no mar, o Le Petit Nice é o restaurante que o contempla com a excelente classificação no Michelin e foi o ponto de partida em sua história gastronômica. Ao todo, seu cardápio abrange mais de 65 peixes e não tem preparos exagerados (leia-se: sem manteiga e sem cremes), pois o importante é ressaltar o sabor leve e fresco dos insumos vindos direto do mar. Além disso, Passédat também é responsável pelo Le Môle – restaurante que leva sua assinatura e está localizado dentro do Mucem, o Museu de Arte Contemporânea de Marselha. Seguindo as premissas de sua casa-mãe, o Le Môle também oferece peixes como carro-chefe, como é o caso do robalo, que recebe excelentes cuidados na cozinha. Atarefado, raramente sai para aproveitar outros restaurantes, mas ainda assim tem alguns que preferidos ao redor da região da Provence. Confira abaixo:

O La Chipote tem cozinha inspirada no mar mediterrâneo (Foto: reprodução Facebook)

La Chipote

Localizado em Bandol, cidadezinha litorânea da região das Calanques, o La Chipote tem um cenário belíssimo, de frente para a baía de Renecros, e um ambiente charmoso. O menu valoriza a gastronomia mediterrânea e tem diversas opções, incluindo cardápios exclusivamente veganos e vegetarianos. A cozinha respeita a sazonalidade dos insumos que, por muitas vezes, são retirados diretamente do mar. O aioli é a especialidade da casa e, tipicamente provençal, vale a pena ser provado.

12 Corniche Bonaparte, 83150 – Bandol

Conheça Cassis, cidade encantadora para um bate e volta saindo de Marselha 

Le Grand Bar des Goudes

O Les Goudes é um distrito de Marselha e por lá é possível encontrar um dos restaurantes mais procurados pelos turistas. O Le Grand Bar des Goudes está ancorado e praticamente debruçado no mar. Tem um cardápio que valoriza os ingredientes mediterrâneos, então é possível encontrar diversas variedades de peixes, além da tradicionalíssima Bouilabaisse – uma sopa típica provençal em que a sua base também é o pescado.

9 Rue Désiré Pelaprat, 13008 – Marselha

Chez Sauveur

Com 76 anos de história, o Chez Sauveur é um dos lugares clássicos de Marselha e está localizado no coração da cidade, bem próximo ao porto antigo. É uma pizzaria que preserva os processos de fabricação desde seus primórdios e não abre mão do icônico forno à lenha.

10 rue d’Aubagne, 13001 – Marselha

*A jornalista viajou para Marselha a convite da Atout France e da Air France/KLM Royal Dutch

Marselha: a cidade mais antiga da França

Posts relacionados