Já se perguntou onde os chefs dos restaurantes mais badalados do mundo comem quando não estão atrás das panelas? Na nossa coluna “Onde os chefs comem” eles abrem o jogo e contam quais seus restaurantes e pratos prediletos ao redor do mundo

Chef Paula Labaki (Foto: divulgação)
Chef Paula Labaki (Foto: divulgação)

A convidada dessa semana é a chef Paula Labaki, nascida em uma fazenda no interior de São Paulo, começou a cozinhar muito cedo, inspirada por sua mãe. Há 32 anos, realiza na cozinha o que mais ama, utilizando todo o alimento, sem desperdícios, como no caso dos legumes, que faz questão de usar das cascas aos talos. Outras de suas especialidades são a charcutaria, defumação e técnicas de preparo de todo tipo de carne, que levaram Paula a ser reconhecida no mundo afora.

É o nome pioneiro entre as assadoras da América Latina e da América do Norte, onde costuma levar suas aulas e fazer participações em festivais, grupos de estudos e jantares. Paula também assina cardápios de restaurantes por todo o Brasil e desenvolve sua linha de produtos com itens como compotas, molhos e outros condimentos,  além de oferecer o serviço de catering. 

Confira abaixo seus restaurantes queridinhos em São Paulo:


Aska

O famoso lámen- prato tradicional da culinária japonesa, composto por macarrão chinês, sopa com caldo à base de ossos de porco, peixe ou frango, temperados com uma base de molho tarê, e outros ingredientes que podem variar- surgiu após a Segunda Guerra Mundial. Uma dos locais mais conhecidos para provar essa delicia em São Paulo é o Aska. Paula conta que sempre amou lámen, mesmo antes de virar moda ela já costumava procurar o prato em suas viagens. “Lembro como se fosse hoje quando o Aska. Para mim, não existe lámen como o deles. É simples, barato e perfeito sempre”comenta a chef. Ela ressalva que é impressionante a regularidade da casa, desde que inaugurou o prato está idêntico, sempre impecável. 

Rua Galvão Bueno, 466 – Liberdade

New Shin-la Kwan 

Quem nunca foi em um churrasco coreano, não sabe a maravilha que está perdendo. Trata-se de um rodízio no qual a pessoa grelha a carne na própria mesa- cada uma contem uma brasa. New Shin-la Kwan é uma ótima opção para quem quer provar dessa experiência. Além disso, a casa oferece uma infinidade de acompanhamentos- como fermentados, conservas e várias outras delícias. As indicações da chef são: o kimchi e o missô – ambos são produzidos no local-, e o peito de pargo cortado em tiras finas.

Rua Prates, 343 – Bom Retiro

Barbacoa tem rodízio de carnes no Itaim Bibi (Foto: divulgação)

Barbacoa

Ao comando do chef Jeferson Finger, um dos rodízios de carne mais famosos da capital paulista, com uma mesa self-service de tirar o ar. Paula comenta que por trabalhar com carnes, preza pela qualidade de um bom churrasco, e é assim que se sente no Barbacoa- sendo servida com um maravilhoso churrasco, de qualidade do início ao final. E acrescenta “O mais legal é que amo comer carne com saladas e vegetais, e o buffet deles é extraordinário. Além disso, é sempre bom ser mimada pelo Jeferson Finger, não tem preço”diz Paula. 

 Rua Doutor Renato Paes de Barros, 65

Patties Burguer

Fundada por Henrique Azeredo, com apoio do chef australiano Greigor Cailey do bartender Jean Ponce- donos do Guarita Bar, Patties é uma das hamburguerias mais cools da cidade, a casa é especialista no ultra-smashed burger- carne do hambúrguer super fina. A carne é prensada na chapa, o que forma uma casca crocante por fora. O trio desejava resgatar a essência do hambúrguer, e faze-lo como era antigamente. Para isso, não negam as referências do McDonald’s no White Castle- primeiro hamburgueria fast-food dos Estados Unidos, aberta em 1921-, e da lanchonete White Manna- aberta em 1946 em Nova Jersey. “Sou old school, adoro burger baixinho e cheio de sabor. Amo na volta do trabalho passar no Patties e pegar um smash pra levar pra casa. A combinação, pão, carne e molho de queijos deles é perfeita”comenta a chef. 

Rua Flórida, 1420 – Cidade Monções

Patties Burguer (Foto: reprodução Instagram)

Padoca do Mani

Do mesmo grupo Maní-Manioca, a Padoca do Mani tem todas as delícias de um tradicional padaria, com o toque da casa. Ideal para um lanche: pães de fermentação natural, ovos mexidos, bolos, saladas, sucos, cafés e várias outras coisas. “Sou daquelas que ama tomar café da manhã com calma, em um lugar gostoso. A Padoca é um lugar que amo fazer um café da manha estendido, em São Paulo”afirma Paula. 

Rua Joaquim Antunes, 138 – Jardim Paulistano

Di Bari Pizza

Em um lugar pequeno e descontraído, no qual você mesmo se serve das bebidas e monta a sua mesa, a Di Bari Pizza é uma pizzaria com forno a lenha, de sabores tradicionais e especiais da casa. O local produz pizzas no estilo napolitana, com massa de 48h de fermentação. “Sim! Atravesso a cidade para ir ao Ipiranga comer a melhor pizza da cidade. Vá uma vez e nunca mais vai querer outra pizza”comenta. 

Rua Bom Pastor, 1496 – Ipiranga

Di Bari Pizza (Foto: reprodução Instagram)

Veja também: 

Onde os chefs comem? Com Tássia Magalhães, em São Paulo

Onde comer as melhores saladas de São Paulo?

Booking.com

Posts relacionados