São Paulo tem uma gastronomia vibrante e não param de surgir novos restaurantes. Fizemos uma seleção de algumas novidades (outras que já estão há algum tempo) que valem colocar no seu roteiro

Restaurante Neto

Algumas mesas comunitárias propõem a tradução de convívio à mesa das famílias italianas. No menu, pratos da culinárias da Itália com ingredientes brasileiros, trazendo releituras interessantes e saborosas, como o Agnolotti de cordeiro brasileiro, creme de queijo de búfala e funghi porcini, ou o tiramisù feito com mascarpone e cacau brasileiros e biscoito feito em casa.

Av. das Nações Unidas, 14401 – Chácara Santo Antônio

Casemiro del Tatini

Do tradicional italiano Tatini, surgiu o elegante e já bombado Casemiro del Tatini. Das lembranças da família Tatini somente pratos como o linguini no Grana Padano (vídeo), já que o ambiente é sofisticado e chique, com assinatura da decor de Adriano Mariutti e cozinha assinada por Thiago Tatini. O local é moderno, está cheio de gente bonita e suas reservas disputadas (impossível chegar sem). Um dos novos que mais estão fazendo sucesso.

Al. Santos, 2149 4º andar – Jardins

Vieira do Da Marino (Foto: Tina Bornstein)

Da Marino 

O chef Rodolfo de Santis (leia-se Nino Cucina e Salumeria) acerta novamente em sua nova casa, o Da Marino. Sua cozinha é mediterrânea, inspirada no Sul da Itália: produtos frescos, com muitos frutos do mar, preparados de forma simples. Com limões sicilianos e plantas penduradas, a casa tem um clima praiano de Capri delicioso. No menu, não deixe de pedir uma boa seleção de entradas, acompanhadas de um vinho branco. Entre as pedidas, as macias vieiras (R$ 38/ unidade), o camarão pistola gratinado no azeite e limão siciliano (R$ 28/ unidade). De sobremesa, o sorbet de limão siciliano  é indescritível de tão bom.  E vem mais duas novas por aí: o Giulieta, especializado em grelhas ao lado do Nino, e o Peppino passa por uma reforma para abrigar uma trattoria. Já no radar!

R. Jerônimo da Veiga, 74 – Itaim Bibi – Fecha às segundas e domingos no jantar

Grecco Cucina e Bar

Italiano mais casual, com mesas de madeira distribuídas em vários ambientes, parece que está em uma casa. Tem mesinhas externas, em um pequeno pátio e um bar de onde saem drinques como o refrescante Papa Capim, a base de Gin e capim santo. Não deixe de pedir os croquetes (R$ 39) de pato desfiado ou de porco. Bem recheado, a massa é apenas uma fina e crocante casquinha. De sobremesa, o mil folhas de churros (R$ 29) compensa a falta de leveza da tradicional sobremesa com quadrados da massa do doce recheado de doce de leite.

R. Henrique Monteiro, 47 – Fecha às segundas e domingos no jantar

Pinocchio Cucina

O Pinocchio Cucina surgiu com um trunfo: fica aberto até 5h da manhã (com um menu reduzido) em uma cidade que nunca dorme, mas os restaurantes sim. Ocupando uma esquina nos Jardins (na Tietê com Augusta) lota suas mesas espalhadas em um minúsculo salão e calçada. O que poucos sabem é que o segundo andar esconde um salão mais refinado, com acesso somente com reservas. Lá o chef Marcelo Mussi (ex-Magari) passeia de mesa em mesa oferencendo pratos como o seu nhoque ao queijo fontina ou a crocante pizza de carbonara que vem com um ovo estalado no topo.

Al. Tietê, 140 – Cerqueira César / Tel: (11) 3060-8392 – Fecha às segundas. Terça a sábado, apenas jantar. Domingo abre 12h até 2h30.

Kith 2º andar 

Arroz de alho-poró com espetinho com camarões (Foto: Daniela Filomeno)

Acaba de abrir o Kith 2º andar (veja matéria completa aqui) em uma sobreloja em Pinheiros, com decoração clean e moderna, com ares joviais. A cozinha é comandado pela chef e sócia Juliana Faingluz, que já teve passagem pelo Mani e D.O.M., no Brasil, e nos espanhóis premiados Quique Dacosta, El Celler de Can Roca e Hotel Maher. O menu muda semanalmente e oferece uma comida trivial contemporânea em três tempos. Mas engana-se quem pensa que a comida é simples: ingredientes bem escolhidos e uma mistura que imprime sabor, como a abóbora assada e rúcula com um leve molho cítrico ou o arroz de alho-poró bem aromático com espetinho de camarão, vindo da protagonista da cozinha: a churrasqueira. De sobremesa, o pudim de leite ninho veio delicioso.

R. Bianchi Bertoldi, 168 – Pinheiros – somente almoço. Fecha sábado e domingo.

Mensa Restaurante 

Na Vila Madalena está o pequeno restaurante com decoração moderna, cozinha totalmente aberta para o salão e preço convidativo comandado pelo chef Rafael Navarine, com passagem pelos restaurantes Épice e Mocotó. Por R$ 80, o menu em três tempos muda conforme a estação – ou conforme o sazonalidade dos alimentos. São quatro opções de entrada e prato principal e três opções de sobremesa, sempre com mais de uma vegetariana. Quando fomos conhecer nossas escolhas foram de entrada uma saborosa cavaquinha com coucous de couve-flor, grapefruit, erva-doce, nabo e molho de semente de abóbora, já como prato principal peixe com noque de dill, alcachofra e beringela tostada e de sobremesa um sobert de pera com pera marinada no rum, creme de tomilho e castanha do pará crocante e crua.

R. Wisard, 88 – Vila Madalena / Tel: (11) 3031 7536 – Quarta a sexta, jantar / Sábado das 13h às 16h e das 20h às 24h e domingo almoço 17h

Sertó Bar

No centro de São Paulo, perto do famoso Casa do Porco, está o pequeno e charmoso Sertó. Com carta de drinques autorais assinada por Jean Ponce (Guarita Bar) e menu com foco nos hambúrgueres e sandubas. Para começar peça o bolovo (R$ 10), muito bem executado, ou o croquete cremoso de mortadela e parmesão (R$ 25). Depois o sanduba Cortiço, que vem no pão francês com parmesão, queijo meia cura e carne moída bem temperadinha (R$ 22) é delicioso ou o Marco Zero, hambúrguer com cheddar, maionese e geleia de cebola-roxa e bacon no pão brioche (R$ 26). Para finalizar, o bolo Misericórdia (R$19) é de enlouquecer – uma farta fatia de bolo de chocolate com brigadeiro e muita, muita mesmo, calda de chocolate!

R. Maj. Sertório, 106 – Centro – Não abre aos domingos. 

Polvo à lagareiro do Costa Nova (Foto: Daniela Filomeno)

Melhores restaurantes japoneses de São Paulo por Dani Filomeno
O melhor da gastronomia do Centro de SP

Costa Nova

Novidade gastronômica em Pinheiros, o Costa Nova oferece a gastronomia portuguesa a um ótimo custo-benefício. Da tasca, iscas de bacalhau à milanesa (R$ 29) ou bacalhau gratinado à nossa moda (R$29). De prato principal, o polvo à lagareiro, grelhado com batatas ao murro e brócolis, ou o bacalhau à mesma maneira (R$58). Para sobremesa, será difícil decidir entre a Sericaia (R$12) ou o pastel de nata quentinho e doce na medida.

R. Vupabussu, 79 – Pinheiros – aberto todos dias, almoço e jantar

Nice to Meet U

Com ares rústicos o restaurante Nice to Meat U (NTMU) desembarca na badalada Rua Amauri com as carnes como protagonistas. Visto da rua e logo na entrada, há uma espécie de aquário onde está a parrilla e fogo de chão, no qual acontece toda a movimentação e preparo das carnes. Além das proteínas virem muito bem preparadas e no ponto certo, vale falar sobre algumas entradas absurdamente saborosas, como o palmito pupunha na brasa com tutano e flor de sal (R$ 28) e a provoleta com cebola caramelizada (R$ 28). Vá com fome, pois as porções são generosas e deliciosas!

 R. Amauri, 40 / Tel: (11) 2737-9007 – Não abre às segundas. 


*preços consultados em outubro de 2018.

Posts relacionados