São Paulo, a nossa capital gastronômica, ganhou novas e ótimas casas nos últimos meses. Tem espanhol, japonês, brasileiro…para todos os gostos. Confira!

Gero Panini, comfort food

Gero Panini (Foto: Tina Bornstein)
Gero Panini (Foto: Tina Bornstein)

Ambiente descontraído, mesas ao ar livre, DJ animando os finais de semana e um cardápio descomplicado e com ótimas opções de sanduíches. Assim é o novo empreendimento Fasano, o Gero Panini. No menu, as estrelas são os Panini no pão ciabatta que podem ser saboreados em seis diferentes combinações como a de bresaola, rúcula, limão e queijo de cabra, a de presunto cru, queijo brie, alface e tomate ou a de porchetta com tomate, alface e molho verde – todas acompanham salada verde ou batata rústica. Já a Piadina, típica da região litorânea de Rimini, no norte da Itália, é preparada com uma massa bem fina e crocante, e se apresenta em cinco recheios, como o de abobrinha, berinjela, tomates grelhados, queijo minas e orégano  ou a de mortadela com tomate e parmesão. Confira a matéria completa aqui.

Rua Iguatemi, s/n – Itaim, São Paulo, SP / Tel.: (11) 3168-2494 e delivery (11) 3079-7575 / Funcionamento: segunda a sábado, das 12h à 00h, e domingo das 12h às 22h.

Banzeiro, comida amazônica 

Banzeiro Itaim
Pirarucu curado no missô com pó de formiga e farinha do Uarini do Banzeiro (Foto: Tina Bornstein)

De Manaus, o premiado restaurante do chef Felipe Schaedler aterrissa no Itaim com decoração elegante e aconchegante inspirada pela cultura da região Norte e dos povos indígenas, como a parede de taipa, a canoa pendurada (banzeiro é o movimento que o rio faz, mexendo as embarcações) e uma fotografia em tamanho natural de um casal de índios da etnia Dessana representando a cultura amazônica, assinada pelo prestigiado fotógrafo Sérgio Coimbra. Já o cardápio mescla criações também do Moquém do Banzeiro, sua casa mais recente, além de novidades criadas especialmente para a unidade paulistana. Um exemplo é o pirarucu curado no missô, servido com pó de formiga e farinha do Uarini hidratada com caldo de molho de soja. Entre os pratos icônicos de seu repertório, e já clássicos do Banzeiro, o público pode provar a saúva com espuma de mandioquinha ou as costelinhas de tambaqui agridoce.

Rua Tabapuã, 830, Itaim / Tel.: (11) 2501-4777 / Funcionamento: terça a sexta, das 11h30 às 15h30 e 19h às 23h30; Sábado, das 12h às 16h e 19h às 24h; Domingo, 12h30 às 17h.

Boto, a brasa é a grande estrela 

Um sobrado com janelões e quintal cheio de plantas equipado com uma cozinha e bar transparentes e focado no poder de suas brasas tornou-se o palco perfeito para o Boto, o restaurante autoral de Leo Botto.

O chef afirma que o fogo é uma forma de transformar os produtos sem extinguir sua identidade natural e, por isso optou por uma grelha basca e alterna até 20 processos diferentes para criar as receitas. Leo reuniu no Boto experiências distintas traduzidas em menus degustação estimulantes e em pratos afetivos do cardápio à la carte. Para cada uma delas, importante ressaltar, o uso de técnicas ancestrais e modernas, de insumos frescos, orgânicos e de origem controlada.

Se prepare também para um serviço fora do comum, em que o garçom, à mesa, limpa um pescado, porciona um porco preto supermacio, desmancha um frango tostadinho em pleno salão e serve em recipientes diversos, como pedras raras, gamelas, cerâmicas exclusivas e madeiras de contornos orgânicos. No cardápio à la carte a ideia é compartilhar – um peixe inteiro, de mar ou de rio, no centro da mesa, ou um galeto orgânico cercado por cumbucas de guarnições. Dento delas, repolho fermentado e farofa acompanham sugestões como o nhoque rústico de crema-cota com miga de pão bem fermentado, vegetais, arrozes, favas e feijões. Uma dança de cores, paladares e consistências marcada pelo vai-e-vem de talheres à mesa e que desemboca em sobremesas ao mesmo tempo equilibradas e provocantes, seja uma torta de batata-doce roxa com creme de nata, seja uma rabanada brûlée com purê de uvas e picles de uva.

Rua Cônego Eugênio Leite, 1152 – Pinheiros / Tel.: (11) 3032-1029 / Funcionamento: de terça a sábado, das 19h às 24h

Izakaya Kuroda, o “bar” japonês com opções quentes e frias

Izakaya Kuroda (Foto: Tina Bornstein)
Izakaya Kuroda (Foto: Tina Bornstein)

O novo restaurante japonês de Fernando Kuroda, o Izakaya Kuroda by Little Tokyo abre as portas também no Itaim. Fernando morou em Tóquio por 12 anos, chegou ainda adolescente ao país e rapidamente alcançou a elite do sumô profissional. Foi neste período, durante uma intensa rotina de treinamento, que aprendeu a cozinhar – uma tradição entre os esportistas da modalidade. A cozinha surpreende com opções para todos os gostos. Uma churrasqueira a carvão é estrela no menu do jantar, de onde saem espetos de coração, milho, abobrinha, peixe etc. Pedido obrigatório é  a barriga de porco, cozida até ficar bem macia. Os noodles e sopas também são vedetes do cardápio. Na hora do almoço excelentes Karê Rice e Domburi acompanhados de saladinha e missoshiru figuram no menu. Para quem preferir peixes crus peça o Kaisen Don com 12 fatias de sashimi, ovas de ikura sobre gohan (arroz japonês). Tudo delicioso!

Rua Leopoldo Couto de Magalhães Jr, 777 – Itaim / Tel.: (11) 3078-5220 / Funcionamento: segunda a sexta, das 11h45 às 14h30 e 19h às 22h30; Sábado, das 12h às 15h e 19h às 23h. Não abre aos domingos. 

8 novos restaurantes de São Paulo

Carrito Organic, vegetariano com um “que” de mexicano 

Toast Carrito Organic (Foto: Tina Bornstein)

Recém-aberto, o pequenino Carrito, nos Jardins, é daqueles lugares que nós faz esquecer que estamos na agitada São Paulo. Logo na entrada mesas ao livre com luzinhas penduradas dão as boas-vindas. Com a proposta de uma cozinha totalmente orgânica e que valoriza os pequenos produtores, a sazonalidade dá o tom ao cardápio, que varia seus pratos a cada semana. De entrada peça o falafel de grão de bico com especiarias da casa e molho de gergelim, o dip de couve flor empanada na linhaça ou os nachos com guacamole; a tostada com pão de fermentação natural com hommus de beterraba, avocado e granola salgada é deliciosa. Já os bowls têm para todos os gostos, como o Mexican Bowl, com arroz, feijão preto, salsa, guacamole, sour cream vegano, mix de folhas verdes, pico de gallo, creme de chipotle acompanhado de tortilha de milho, pancs ou ainda a lasanha raw, com massa de abobrinha, queijo de castanha fermentado e pesto de pinhão. De sobremesas, todas são preparadas com leite de cará, peça o mousse com cacau alcalino com avocado, melado de cana acompanhado de farofa de cocada. Oferece um menu executivo no almoço, durante a semana, com entrada, prato principal e chá da casa por R$ 49,90.

Al. Tietê, 636, Jardins / Funcionamento: segunda a domingo, das 9h às 22h.

Miù, um flerte entre raízes e interpretações do Japão

Refugiado entre o Bagatelle e a Bottega Bernacca, na Rua Amauri, o Miú tende ao minimalismo e foca em seções enxutas como a de robatas. Antes das apuradas robatas vale percorrer os crudos do menu. Tatakis, tartares, ussuzukuri e carpaccios protagonizam as entradas frias e podem ser seguidas pelos sashimis. Dentre a seleção, há centolla, torô blue fin, akami, vieira, lagostim e polvo, além de porções de wakame, ikurá e uni. Aqui não há apostas em invencionices, mas produtos de qualidade e uma boa execução.

Rua Amauri, 244 – Itaim / Tel.: (11) 96581-8899 / Funcionamento: segunda a sexta, das 12h às 15h e jantar a partir das 19h. Sábado aberto apenas no jantar. 

Padoca do Maní no Shopping Iguatemi

Torta de palmito com salada de grãos da Padoca do Maní (Foto: Tina Bornstein)
Torta de palmito com salada de grãos da Padoca do Maní (Foto: Tina Bornstein)

A chef Helena Rizzo leva sua padoca que há anos faz sucesso em Pinheiros para o shopping Iguatemi. Diferente da irmã mais velha, essa unidade oferece em seu balcão um P.F, que significa prato fresco. São sempre oito opções frias, além de um prato quente, para o visitante montar seu combinado com até quatro itens. Além disso, o cardápio é repleto de opções de tortas, quiches, sanduíches, toasts e outras delícias. Impossível resistir aos pães da casa e ao Segredo do Bolo, um bolo de chocolate com brigadeiro servido com sorvete de leite ninho. Vale cada caloria!

Shopping Iguatemi – Av. Brigadeiro Faria Lima, 2.232, Jardim Paulistano. Piso térreo / Funcionamento: de segunda a sábado, das 7h30 às 22h, e domingo até às 20h. 

Bodega La Barra, a primeira casa não italiana do Chef Rodolfo De Santis 

Com poucos lugares e cozinha aberta, a primeira casa espanhola do chef Rodolfo De Santis (leia-se Nino Cucina, Da Marino e Giulietta) é um misto de bar de tapas e restaurante, que está sob o comando do chef argentino Julian Rigo. O cardápio é pequeno e com boas opções para compartilhar, como as croquetas, os pintxos e uma seção Del Puerto, com frutos do mar, peixes e uma saborosa lula recheada e assada.

Rua Carla, 77, Itaim / Tel.: (11) 3078-9104 / Funcionamento: segunda a sexta, das 19h às 24h, sábado, das 12h às 15h e das 17h às 24h. Não abre aos domingos. 

Gula Gula, do Rio de Janeiro para Patrimônio Histórico de São Paulo
Queridinho dos cariocas, restaurante apresenta a poucos metros da Av. Paulista sua cozinha saudável e afetiva que funciona durante todo o dia. No icônico casarão Barão de Bocaina – patrimônio histórico de São Paulo –, a comida do dia-a-dia ganha charme e sabor em receitas balanceadas e criativas. Algumas delas são best sellers há anos no Rio, como a salada Batata Frita, com frango desfiado, cenoura, milho, ervilha e passas com molho gula gula, e o Picadinho, de mignon com couve frita, ovo poché, farofa, arroz, feijão e banana dorê. Outras foram pensadas exclusivamente para o Gula Gula paulistano. É o caso do Lombo de atum selado, com molho de tamarindo, acompanhado de quinoa e legumes, e do Spaguetti de camarão com rúcula. Já entre as opções para qualquer hora estão os Ovos Beneditine com tartar de salmão, o Ceviche de abacate com frutos do mar e o Tostex de presunto royale com queijo Serra da Canastra, feito com pão de tapioca e gran fromagio, servido com chutney de manga.

Rua Padre João Manuel, 109 – Jardim Paulista (esquina com Alameda Santos) / Tel.: (11) 4420-2140 / Funcionamento: domingo a quinta, das 8h às 23h; Sexta e sábado, das 8h às 24h.

Jojo Lab
Com apenas 20 lugares, a nova casa da Simone Xirata, na Vila Mariana, é o irmão mais novo do famoso Jojo Ramen. No menu apenas dois ramens simplesmente impecáveis. Um vegetariano, o Maze Soba, feito com caldo a base de shitake e algas com oito vegetais ao todo, entre eles aspargos cozidos, picles de rabanete, flor de lótus, cogumelos eryngui e vem também com uma gema curada. O outro é o Tan-tan, com pasta de gergelim na base do tempero, carne suína moída, cubos de barriga de porco, coentro, cebola roxa e tomate, picante na medida. As massas são feitas na casa e quem elaborou as receitas foi o ramen master japonês Takeshi Koitani. Só experimentando para entender tanto sabor!

Rua Gandavo, 193, Vila Mariana / Tel.: (11) 3262-1654 / Funcionamento: segunda a sábado, das 18h30 às 22h30. Não abre aos domingos. 

12 novos restaurantes de São Paulo

Posts relacionados