O ano começou com novidades na área gastronômica em São Paulo. Do espanhol ao armênio, para ir com a família ou para um date especial, tem para todos os gostos! Confira os restaurantes para ticar um a um

Tapas de Aragon

Bao de barriga de porco do Tapas de Aragon (Foto: Tadeu Brunelli)
Bao de barriga de porco do Tapas de Aragon (Foto: Tadeu Brunelli)

O Tapas de Aragon abriu as portas recentemente e é uma boa pedida para um encontro descontraído com os amigos ou um date especial. O novo empreendimento do Grupo Aragon, que mantém com maestria o Aragon há sete anos, tem quase todos os pratos e tapas feitos ou finalizados no forno, parilla ou até mesmo na chapa francesa, com boas opções para compartilhar. E o gostoso por lá é exatamente isso, sentar sem pressa e dividir um pouco de tudo enquanto, entre um bom drinque e outro, o tempo passa sem perceber. Confira matéria completa sobre lá aqui. 

Al. Ministro Rocha de Azevedo, 1373 – Jardins / Tel.: (11) 3085 1887 / Funcionamento: terça a sexta, das 17h às 2h, e sábado e domingo, das 12h às 2h.

Mé Taberna

A inquieta chef Renata Vanzetto, por trás dos restaurantes EMA, Matilda Lanches, Muquifo e MeGusta, agora tem um novo empreendimento para chamar de seu em São Paulo. A novidade é o Mé Taberna, localizado no subsolo do MeGusta Bar, cujo o nome pode ser entendido de duas formas: uma alusão ao ditado popular de “vamos tomar um mé” – que significa tomar um drinque ou uma cachaça – e outra é a onomatopeia criada a partir do som emitido pelas ovelhas. Com cardápio enxuto e inspirado nas tabernas medievais, Renata traz influências dos bares de tapas espanhóis e a ideia é petiscar enquanto aprecia um drinque ou bom vinho. No menu, reinam pratos para compartilhar, como o salmão curado na casa, bolinho de fideuá, cabeça de polvo em conserva, croquete de carne e maionese au poivre, steak tartare, entre outros. Para a nova casa, a chef priorizou pequenos produtores e valoriza ao máximo cada ingrediente servido. Confira aqui a matéria completa sobre o Mé Taberna!

Rua Bela Cintra, 1551 (subsolo) – Jardins / Tel.: (11) 98232-7677 / Horário de funcionamento: de terça a sábado das 19h à 01h

Steak Tartare do Mé (Foto: Gustavo Steffen)
Gino Wine Bar (Foto: divulgação)

Gino Wine Bar

O romano Gianluca Zucco é o responsável pelo Gino Wine Bar, que traz para Pinheiros uma degustação em taças de rótulos de pequenos produtores artesanais, majoritariamente do Velho Mundo, além de opções sul-americanas. A carta está escrita em uma lousa e tem boa rotatividade, com cerca de 30 rótulos bem diversos – a grande semelhança entre cada garrafa é que a maioria têm baixa intervenção e vêm de produtores cuidadosos, além de alguns rótulos serem naturais, orgânicos e biodinâmicos. Para acompanhar as taças, o Gino ainda oferece porções frias em tábuas, como embutidos, charcutaria, queijos e conservas, além de pães de fermentação natural. No menu de comidinhas, destaque também para o Mix Jais Handmade, que traz língua bovina defumada, pastrami suíno, cupim defumado e copa curada, e o Mix A.Mar, que oferece bottarga de tainha, tainha defumada, sardinha curada no azeite e charcutaria do mar. 

Rua Cônego Eugênio Leite, 1164 – Pinheiros / Tel.: (11) 98196-9016 / Horário de funcionamento: terça a quarta das 18h às 23h, quinta e sexta das 18h às 24h e sábado das 18h às 23h30

Benza

Vencedor da segunda edição do MasterChef Profissional, o chef mineiro Pablo Oazen decidiu se acomodar mesmo por São Paulo e abriu seu novo restaurante, o Benza. A experiência já começa com um couvert de tirar o chapéu, servido com tábua de mini legumes crus, pão de fermentação natural, pães de queijo mineiros, biscoito de polvilho, manteiga de torresmo, gema curada e espuma de Catupiry. Na entrada, o tostex de rabada ao molho de cerveja preta faz bonito e é servido com maionese de agrião e picles de maxixe. Um dos pratos mais primorosos da casa está pipocando na timeline dos foodies e está na seção de principais, que é a canjiquinha socarrat acompanhada de lula baby, favas verdes, aioli de tinta de lula e timo – o sabor queimadinho do fundo da panela se sobressai e é delicioso. Ainda nessa categoria, o coelho braseado com purê de cenoura com laranja e cenourinhas orgânicas também é uma boa opção. O chef ainda tem uma sobremesa para chamar de sua e aposta no mix de sorvete de goiaba, chocolate branco, Catupiry, queijo da Serra da Canastra e crumble de castanha do Pará. 

Rua Costa Carvalho, 72 – Pinheiros / Tel.: (11) 3032-7759 / Horário de funcionamento: terça a quinta das 12h às 15h e das 19h às 23h30, sexta das 12h às 15h e das 19h às 23h59, sábado das 12h30 às 16h30 e das 19h às 23h50 e domingo das 12h30 às 16h30 

Carbonara do Osteria Nonna Rosa (Foto: Daniela Filomeno)

Osteria Nonna Rosa

O chef Rodolfo de Santis decidiu expandir ainda mais seus negócios e, desta vez, a novidade não é no Itaim como de costume. O Osteria Nonna Rosa é a nova aposta do chef, que priorizou o bairro dos Jardins nesta nova empreitada. Como o próprio nome entrega, o restaurante é a tradução de uma clássica ‘casa de vó’ – e isso pode ser observado logo no ambiente, com lareira, toalhas de crochê e cadeiras antigas – já que a proposta é entregar um restaurante aconchegante. No cardápio, alguns clássicos do chef fazem sucesso, como a burrata com prosciutto, o Carbonara bem cremoso com gela molinha para finalizar e o Cacio e Pepe, que aqui ganha uma nova leitura e é servido com pistache. Ainda nos principais, destaque para o Risotto de salsiccia e Porcini e o Tagliatelle que leva o nome da casa, com ragú de costela, os vegetarianos também podem se esbaldar na lasanha de berinjela, que chega à mesa borbulhando. Entre as sobremesas, o clássico tiramisù e o creme brûlée de goiabada com queijo de cabra são boas opções para finalizar.

Rua Padre João Manuel, 950 – Jardins / Tel.: (11) 2369-5542 / Horário de funcionamento: terça a quinta das 12h às 15h e das 19h às 24h, sexta e sábado das 12h às 16h e das 19h às 00h30 e domingo das 12h às 17h

 

Filó

Hommus com vinagrete de tomate ralado e rosbife do Filó (Foto: Carol Fiacadore)
Hommus com vinagrete de tomate ralado e rosbife do Filó (Foto: Carol Fiacadori)

O Baixo Pinheiros tem mais uma casa para chamar de sua, já que o Filó chegou para completar o time de bons restaurantes. Em um ambiente rústico, arejado e decorado com objetos garimpados em países como Israel, Turquia e Irã, o Filó traz um cardápio de referências turcas, árabes e gregas e aposta em algumas opções para compartilhar. Nas entradas, o hommus servido com vinagrete de tomate ralado e rosbife é imperdível, além da lula recheada com shimeji e servida com aioli. Para quem deseja algo mais encorpado, a pide de abobrinha é uma ótima opção – lembra uma pizza ou grande esfiha e chega à mesa recheada com abobrinha grelhada, queijo de cabra, hortelã e limão siciliano. Os pratos principais são muito bem servidos e, a depender da sua fome, vale a pena compartilhar com uma outra pessoa. Boas opções saem da cozinha, como as varenikes de batata com fonduta de queijo feta e grão de crocante, tradicionalmente judaicas, e o schnitzel, que chega à mesa sequinho e em uma porção bem generosa, servido com risoto de cenoura. Se você não consegue sair sem um docinho, aproveite o charutinho frito de maçã servido com sorvete de canela. Além do almoço e jantar, a casa é uma ótima opção para uma happy hour. 

Rua Ferreira de Araújo, 732 – Pinheiros / Tel.: (11) 3031-1966 / Horário de funcionamento: segunda a sexta das 12h às 15h, quarta a sexta das 19h às 24h, sábado das 12h às 17h e das 19h às 24h e domingo das 12h às 17h

Vicoboim

A movimentada Praça Vilaboim, em Higienópolis, ganhou mais uma opção de restaurante. O Vicoboim chega para completar o time e oferece um cardápio com inspirações italianas. Em um ambiente com dois andares, com paredes rústicas e bem aconchegante, o chef é Witer, que já teve vivências fora do país e traz para a nova casa algumas receitas clássicas do país da bota, como burrata com tomatinho e manjericão, polvo grelhado com batatas crocantes e maionese defumada, polenta com creme de queijo fontina ou ragu de rabada de brotos de agrião, além do tortelli recheado com berinjela defumada e ricota na manteiga e sálvia e o risoto com lagostins, tomate cereja e perfume de limão siciliano. Fora isso, o Vicoboim ainda conta com um menu executivo de segunda a sexta, por R$59, que inclui uma opção de entrada, prato principal e sobremesa. 

Praça Vilaboim, 77 – Higienópolis / Tel.: (11) 2659-4840 / Horário de funcionamento: segunda a quinta das 12h às 15h30 e das 19h às 24h, sexta das 12h às 15h30 e das 19h à 01h, sábado das 12h às 17h e das 19h à 01h e domingo das 12h às 17h e das 19h às 23h

Pargo curado com água de tomate e óleo de ostra do Cais (Foto: divulgação)

Restaurante Cais

Em uma casinha simpática e antiga da Vila Madalena, mora o Restaurante Cais, aberto no final do ano passado. Os responsáveis são Guilherme Giraldi e Adriano de Laurentiis – este, responsável pelas receitas – que trouxeram para o bairro boêmio preparos que valorizam frutos do mar e peixes frescos. Adriano já passou por algumas cozinhas em São Paulo, como do Manioca, Tuju e Corrutela, e decidiu se aventurar em uma casa para chamar de sua, em uma cozinha aberta para o salão. No Cais, o menu muda constantemente e isso se deve ao frescor e sazonalidade dos ingredientes oferecidos  – caso o carregamento chegue e não esteja no padrão do restaurante, nenhum preparo é feito. No menu, encontram-se boas opções, como o pargo curado com água de tomate e óleo de ostra e o chorizo de atum, com purê rústico de batata e demi-glace de porco, além do peixe do dia. 

Rua Fidalga, 314 – Vila Madalena / Tel.: (11) 3819-6282 / Horário de funcionamento: segunda, quinta, sexta e sábado das 19h30 às 23h30 e domingo das 13h30 a 16h30

Président

Erick Jacquin, chef francês radicado no Brasil e jurado de realities culinários, abriu sua nova casa no finalzinho do ano passado. Desta vez, o empreendimento é o Président, uma casa sofisticada no bairro dos Jardins, que traz como inspiração as principais brasseries francesas. No ambiente, quadros e prêmios contam mais detalhes da carreira do chef, que agora aposta em receitas tradicionais e elaboradas, com um preço acima da média do mercado. No cardápio, é possível aproveitar o ovo mexido com caviar, escargots com manteiga, alho e salsinha, ravióli de lagostins, nhoque de ervilha com vieira como algumas das opções de entradas. Entre os principais, o tradicional filé au poivre compõe o menu, além do clássico steak tartare do chef e do pato com laranja – que chega à mesa mal passado e macio com molho do próprio assado incrementado com a fruta crítica. Para a sobremesa, o mil-folhas de baunilha é uma das boas opções. 

Rua da Consolação, 3527 – Jardins / Tel.: (11) 3062-7169 / Horário de funcionamento: de terça a quinta das 12h às 15h e das 19h às 23h30, sexta das 12h às 16h e das 19h às 23h30, sábado das 12h às 15h e das 19h às 24h e domingo das 12h às 16h

Animus

O Animus chegou para completar a cena gastronômica do Baixo Pinheiros! Por trás da novidade, está a jovem chef Giovanna Grossi, a primeira brasileira chegar à final do Bocuse d’Or, o principal concurso gastronômico internacional para jovens chefs. O restaurante é a estreia de Giovanna na gastronomia paulistana, que envolve toda sua alma nos preparos dos pratos e oferece porções sob medida de todo o cardápio para que o comensal aproveite diferentes sabores. Entre algumas opções que circulam na casa, estão a tortinha de queijo, legumes e chips de batata doce ou o creme de shitake e cogumelo paris, beurre blanc e erva doce, as vagens na brasa com mostarda, coulis de azeitona e castanhas de caju caramelizadas, além do creme de couve-flor assada com pesto de salsinha e coalhada da casa e o steak tartare com maionese e laranja confitada. O Animus também oferece um menu executivo composto por cinco pratos salgados e um doce, entre eles estão o galeto e a alcatra, que podem ser servidos com algum acompanhamento do reino vegetal. E, para finalizar, o que era pra ser um pudim, no Animus tomou forma de espuma de pudim e é servido com crocante de limão e calda de caramelo, para deixar aquele gostinho de queimadinho na boca. 

Rua Vupabussu, 347 – Pinheiros / Tel.: (11) 2371-7981 / Horário de funcionamento: segunda a quinta das 12h às 15h e das 19h às 23h, sexta das 12h às 16h e das 19h às 23h30 e domingo das 12h às 17h

Creme de couve-flor assada com pesto de salsinha e coalhada do Animus (Foto: Thays Bittar)

Bar do Komah

Paulo Shin, um dos chefs responsáveis por (re)trazer à tona o bairro da Barra Funda aos holofotes paulistanos, tem uma novidade para os amantes da sua comida coreana. Anexo ao restaurante, o Bar do Komah tem menu independente, assinado pelo chef, e traz uma carta de drinques exclusiva de Vinícius Apolinário. Para petiscar, Shin aposta em receitas com suas origens coreanas e boas opções saem da cozinha, como o bolinho de kimchi bokumbap, feito com arroz de kimchi, o franguinho frito com molho de pimenta gochujang e o Kimbap, conhecido como sushi coreano, feito com arroz glutinoso temperado, recheado com diversos ingredientes e envolto em alga nori. Vale lembrar que, uma vez no espaço dedicado ao Bar, você não poderá fazer pedidos do menu fixo do restaurante e vice e versa. Os drinques são preparados em um único bar, que tem balcões que atendem os dois ambientes. 

Rua Cônego Vicente Miguel Marino, 378 – Barra Funda / Tel.: (11) 3569-7956 / Horário de funcionamento: segunda a quarta das 18h30 às 24h, quinta e sexta das 18h30 à 01h e sábado das 17h à 01h

Bolinho de kimchi bokumbap do Bar do Komah (Foto: Bruno Geraldi)

Gael Cozinha Mestiça

Sem um único viés gastronômico, o Gael Cozinha Mestiça abriu as portas também no Baixo Pinheiros e ocupa uma vilinha do bairro, com três casas que foram transformadas em diferentes ambientes para o restaurante. O cardápio apresenta receitas revisitadas, que foram elaboradas de forma coletiva com um único objetivo: comer e beber bem. Dá para aproveitar as entradinhas para compartilhar, carnes, aves, saladas, além das opções vegetarianas. Os bolinhos de arroz acompanhados com molho de pimenta da casa são ideais para petiscar e para começar, a bruschetta de aspargos com ovo perfeito e presunto Parma também é uma delícia. O atum com chá verde é uma das opções mais diferentes entre os pratos principais, que chega à mesa com arroz de coco e verduras no shoyu. Já os veganos podem aproveitar a moqueca de banana com pupunha e os que desejam opções mais leves, o salmão assado no forno com gengibre é uma boa pedida. Finalize com um manjar de coco com calda de laranja e gengibre que lembra uma sobremesa de avó. 

Rua Ferreira de Araújo, 322 – Pinheiros / Tel.: (11) 3567-7145 / Horário de funcionamento: segunda e terça das 12h às 15h30 e das 19h às 22h30, quarta e quinta das 12h às 15h30 e das 19h às 23h, sexta das 12h às 15h30 e das 19h às 24h, sábado das 12h às 17h30 e 19h às 24h e domingo das 12h às 15h30 e das 19h às 22h

Atum com chá verde do Gael (Foto: Feltran Fotografia)
Milanesa com massa do dia na manteiga e sálvia (Foto: Tina Bornstein)

Prego Cucina 

O Prego Cucina ocupa um espaço pequenino no Jardins e traz um menu totalmente dedicado à culinária italiana. A cada 15 dias novas receitas surgem no cardápio para trazer movimentação à casa, que tem um ambiente repleto de tijolinhos verdes. O menu tem variadas seções e traz pratos para compartilhar, além de risottos, carnes, peixes, saladas e diferentes tipos de massas. Entre as opções de entradinhas, peça sem medo a muçarela de búfala empanada e recheada com molho rústico de tomate,. Nos principais, a lasanha bolonhesa, que chega à mesa em formato redondo, é servida com fonduta de parmesão e glace e o milanesa com massa fresca da casa fazem bonito. Para finalizar a experiência, o cannoli de mascarpone e Nutella com crocante de pistache é uma boa pedida. O Prego ainda oferece um menu executivo durante a semana e, ao escolher um prato principal, o cliente tem direito a entradinha e sobremesa.

Rua Doutor Melo Alves, 301 – Jardim Paulista / Tel.: (11) 2659-4911 / Horário de funcionamento: terça a sexta das 12h às 15h30 e das 19h às 23h30, sábado das 12h às 16h e das 19h às 23h30, domingo das 12h às 16h30

Premier Wine

Capellini com polvo, manteiga de limão cravo e ervas frescas do Prime Wine
Capellini com polvo e manteiga de limão do Premier Wine (Foto: Tina Bornstein)

A importadora de vinhos e bistrô Premier Wine abriu sua primeira unidade em solo paulista e oferece uma fácil experiência de compra para quem aprecia o vinho em todos os sentidos! Além de ótimo ambiente para a compra de bons rótulos, o bistrô da marca tem opções de pratos à la carte e menu executivo no almoço (R$59), além de snacks e petiscos. No cardápio, opções para compartilhar como Tábua de queijos, embutidos e geleias artesanais (R$49), Bolinho de costela com pimenta da casa (6unidades) (R$36),  Steak Tartare com farofa de castanhas do Pará (R$42) e Ceviche de robalo com caju (R$42). Como principais, massas como Capellini com polvo, manteiga de limão cravo e ervas frescas (R$59) e Gnocchi de banana da terra com ragu de boi (R$44); para os carnívoros tem Magret com rúcula e melancia marinada em suco de laranja (R$69) ou o Carré de cordeiro com risoto de açafrão e farofa de pão (R$98). Já para os amantes dos sabores dos mares, a dica são o Bacalhau à brasileira com conserva de cebola roxa e pimenta biquinho (R$64) e o Robalo grelhado com purê de batata doce roxa e picles de maxixe (R$62). De sobremesa, peça o Creme brullè de milho (R$19) ou a Sopa de goiaba com chantilly de Catupiry e cumarú (R$24). 

Avenida Indianópolis, 473 – Moema / Tel.: (11) 4858-3445 / Loja: segunda a sábado, das 10h às 22h. Restaurante: segunda a sábado, das 12h às 16h, e das 19h às 23h. Fecha domingo.

Kōfu Sushi 

Em homenagem à cidade de Kōfu, no Japão, o Kōfu Sushi abriu as portas recentemente na Vila Nova Conceição. Com assinatura do sushiman Gereka Dantas, a casa aposta em opções variadas de sushis e sashimis. O tataki da casa é maçaricado e servido com foie gras e lascas de trufas negras. Uma das carnes mais saborosas do mundo, o wagyu, aparece no cardápio em finas fatias, servida com sal e é feita na mesa direto na pedra quente e é servida com molho especial. O tartar de centolla chega à mesa com ovas massagô e o niguiri de vieira é finalizado com umeboshi. Se quiser uma experiência ainda mais bacana, aproveite para fazer a experiência harmonizada; o Kōfu oferece sua seleção de sashimis acompanhados dos drinques criados pela casa. Na sobremesa, a Trilogia Kōfu é a boa pedida que reúne sorvete de atemoia, cheesecake de matcha, harumaki de shissô com banana e doce de leite. 

Avenida Hélio Pellegrino, 204 – Vila Nova Conceição / Tel.: (11) 3848- 0900 / Horário de funcionamento: segunda a quinta das 12h às 15h e das 19h às 24h, sexta e sábado das 12h às 16h e das 19h à o1h e domingo das 12h às 23h30

Lassù 

Márcia e Ricardo Trevisani, também por trás do Ristorantino, nos Jardins, decidiram expandir os horizontes e abriram mais um restaurante, mas desta vez em Santana, na Zona Norte da capital. O Lassú já chama a atenção logo de início, afinal, está localizado no 28º andar de um prédio e, além de proporcionar uma belíssima vista, ele é giratório e demora 1h40 para completar uma volta inteira. Além desses espetáculos à parte, o Lassú também se sobressai com seu menu que traz inspirações italianas. Nas entradinhas para compartilhar, os camarões rosa ao alho e óleo, servidos com pimenta calabresa, arroz e aspargos é uma boa opção, além do filé mignon com trufas pretas, foie gras, marsala e batatas. O risoto primavera é vegetariano e é feito com carnaroli, mascarpone e legumes orgânicos, o gnocchetti é servido com linguiça bragantina e o cordeiro com polenta rústica são alguns dos pratos principais. Na sobremesa, o tradicional tiramissù recebe o nome de TiramiLassù, ideal para compartilhar e é servido com frutas vermelhas. 

Rua Conselheiro Saraiva, 207 – Santana / Tel.: (11) 2373-7717 / Horário de funcionamento: terça e quarta das 12h às 15h e das 19h às 24h, quinta e sexta das 12h às 15h e das 19h à 01h, sábado das 12h às 17h e das 19h à 01h e domingo das 12h às 17h e das 19h às 23h

Ambiente do Lassù (Foto: divulgação)

Dozza (agora em São Paulo)

Um tradicional restaurante armênio de Osasco chegou à capital paulista e é o quarto endereço da rede. O local escolhido foi uma casinha charmosa entre Pinheiros e Vila Madalena. No cardápio, reinam pratos típicos, como as esfihas abertas, que chegam à mesa com massa levinha e crocante e podem ser pedidas em diferentes sabores, como carne ou mix de queijos (com mussarela, ricota e minas) – se você é do time das esfihas fechadas, também pode aproveitar, porque o cardápio oferece essa opção. O quibe frito é recheado com com coalhada e tem uma levíssima geleia de damasco, pedida imperdível, assim com o quibe cru, que chega à mesa com carne refogada na pétala de cebola – aproveite para colocar muito azeite e se deliciar! 

Rua Deputado Lacerda Franco, 604 – Pinheiros / Tel.: (11) 3031-8050 / Horário de funcionamento: segunda a sábado das 12h às 22h30

Picadinho d’A Baianeira (Foto: reprodução Instagram)

A Baianeira no MASP

A chef Manuelle Ferraz, que traz em sua cozinha uma mistura de ingredientes brasileiros e valoriza a culinária baiana e mineira (daí vem o nome “A Baianeira”), ousou e agora, além da unidade da Barra Funda, o restaurante também está em um dos pontos mais conhecidos de São Paulo, o MASP. Dá para começar o dia no restaurante, já que Manuelle abre as portas às 10h e é o momento ideal para aproveitar o clássico e delicioso pão de queijo – que recebe alguns recheios, como carne de panela e ovo, linguiça artesanal e queijo e abobrinha com queijo de cabra. Com muita regionalidade, a chef oferece alguns pratos principais já bem populares, como o picadinho de carne de panela, ovo caipira, banana da terra, couve, arroz e feijão, além do baião de dois Baianeiro, que pode ser servido com ovo caipira ou carne de panela. Tem também o baião de dois sirizado, que é uma mistura do tradicional prato nordestino com o siri – para trazer um toque baiano ao preparo. No restaurante, o tradicional Romeu e Julieta recebe uma releitura e à mesa chega um creme brûlée de goiaba com picolé de requeijão – imperdível para finalizar a experiência! Vale lembrar que a casa funciona com menus diferentes entre segunda e sexta e aos finais de semana. 

Avenida Paulista, 1578 – Bela Vista / Tel.: (11) 3266-6864 / Horário de funcionamento: terça das 10h às 20h e quarta a domingo das 10h as 18h

Ciao Pizzeria Napoletana

Diretamente de Porto Alegre, a Ciao chegou a São Paulo com suas pizzas napolitanas, feitas com farinha importada diretamente da Itália e um forno que assa as redondas em até 500 graus, proporcionando uma cocção rápida e que traz leveza e maciez à massa. No cardápio, 12 novas coberturas entraram em cartaz, além das pizzas veganas e de um novo sabor a cada 15 dias. Entre as boas pedidas, estão a clássica margherita, que recebe tomates da região da Campagne e mozzarella de búfala fresquinha, além da versão Carbonara, da Pesto e Formaggi e da pizza de presunto cru com rúcula. Enquanto espera pelo seu pedido, vale a pena petiscar alguma das três entradinhas, como a tábua de mozzarella de búfala com presunto cru ou a burrata da casa. Aproveite para sentar no balcão e apreciar de pertinho cada pizza saindo. 

Rua Cunha Gago, 46 – Pinheiros / Tel.: (11) 3530-6657 / Horário de funcionamento: terça a sexta das 12h às 24h e sábado e domingo das 17h às 24h

Pizza de presunto cru com rúcula da Ciao (Foto: Nani Rodrigues)

Maison Antonella

O Maison Antonella é mais uma novidade na capital paulista. O local, que reúne bar, restaurante e balada, é inspirado na época da Belle Époque e seus sócios deram vida a personagem Antonella, uma francesa de família nobre do século XIX. Tudo isso para que o público se sinta em uma tradicional casa daquela época. O menu é assinado pelo chef Mack Novais, ex-chef do Eataly Brasil, que traz ao primeiro um restaurante de culinária mediterrânea francesa. Um dos pratos mais conhecidos é o Arroz de Polvo Malandrinho – arroz negro lentamente cozido com chorizo espanhol. A carta de drinques é responsabilidade do mixologista Matheus Cunha, que traz exclusividade no menu, com oito drinques autorais, inspirados nas estações do ano, como o como o frutado Bubbles Shower – vodka, tintura de pêssego, néctar de caju, redução de hibiscus e soda de violeta. A casa conta com outro bar, no mezanino do segundo andar, onde os frequentadores conseguem ter uma visão privilegiada do térreo da casa. E, por último, um dos maiores sucessos e mistérios da casa, por conta da sua exclusividade, a Cúpula da Mansão, que funciona como um clube apenas para membros, inspirado em locais similares já existentes em Londres e Paris. Confira aqui a matéria completa sobre o Maison Antonella!

Atenção: é necessário fazer reserva! 

Av. Brigadeiro Luís Antonio, 4764 – Jardim Paulista /  Tel.: (11) 93209-4173 / Horário de funcionamento: almoço: sexta e sábado, das 12h às 16h; domingo, das 12h às 18h. Jantar:  terça e quarta, das 20h até 1h; quinta, das 20h às 2h; sexta-feira*, das 19h às 2h * sendo que às sextas a entrada é somente com reserva antecipada, dress code esporte fino, e consumação mínima de R$ 350,00 (valor pode variar de acordo com evento e lotação da casa); sábado, das 19h às 2h.

Ambiente do Antonella (Foto: divulgação)

Veja também: 

Kids friendly: uma seleção de cardápios infantis por São Paulo

As sorveterias imperdíveis de São Paulo

Rota das cervejarias em São Paulo

Booking.com

Posts relacionados