Se você for vegetariano, prepare-se para se esbaldar com as receitas saborosas e criativas preparadas por mãos de chefs que conhecem o potencial gastronômico de grãos, folhas e legumes, e sabem explorá-los com maestria. Mas, se você não for, tem aqui uma lista de restaurantes que não te fará sentir falta da carne. A gente promete! 

PF vegetariano do Quincho (Foto: divulgação)

 Quincho
O nome é uma expressão argentina usada para descrever quintais com churrasqueira onde as famílias se reúnem para comer e beber. É assim a vibe também! Os azulejos brilhantes esverdeados do primeiro ambiente, onde tem também samambaias e frases em neon, dá toque urbano-chic ao restaurante, que reserva uma área de jardim lá trás, com paredes vivas. Acolhedor seria uma fiel definição! Da cozinha, comandada pela chef Mari Sciotti, saem receitas descomplicadas – e daquelas que todo mundo gosta – preparadas com ingredientes da estação e de fornecedores conhecidos, boa parte orgânicos e locais. São hits o bolovo de palmito pupunha e o strogonoff de cogumelos com palha de raízes. Comida caseira? Tem também! Arroz, feijão, banana grelhada, farofa, ovo frito e vinagrete de tomate e pepino. Um ardido aqui, um tostado ali: mesmo simples, os sabores surpreendem. Você nem vai reparar que ali não entra carne. (Quer saber mais? Clica aqui!)

R. Mourato Coelho, 1140 – Vila Madalena

Maha Mantra
Um sobrado rodeado de árvores no coração da Vila Madalena abriga este restaurante de culinária meio indiana, meio brasileira, com mais de 15 anos de vida. A casa recebe, diariamente, ingredientes orgânicos de produtores locais que são preparados e servidos no buffet, composto por uma mesa exclusiva de saladas, grãos germinados, sementes e outra com arroz integral, um tipo de feijão, uma verdura refogada, legumes refogados e duas guarnições especiais como strogonoff, moqueca, quibe, cuscuz, entre outros. Para completar, os irresistíveis pooris, samosas ou aloo patras, dahls, pratos que flertam com a cozinha indiana. Os veganos podem ficar despreocupados porque há opções para eles também! Entre as sobremesas, destaca-se o brownie de chocolate com calda de frutas vermelhas.

R. Fradique Coutinho, 766 – Vila Madalena

Veja também:
Restaurantes vegetarianos imperdíveis em Milão
Restaurantes vegetarianos em Nova York

Arroz de beterraba cremoso do Homa (Foto: divulgação)

Homa
Em uma pacata rua no bairro de Pinheiros, um antigo sobrado da década de 50 abriga o Homa, que nasceu da amizade de mais de 12 anos entre os chefs José Barattino (Pastifício Due Grani/ Eataly São Paulo) e Gilson de Almeida (hamburgueria Na Garagem). Homa, em esperanto, significa humano e é esse olhar – mãos e coração – cruelty free que norteia todas as receitas elaboradas para os clientes. Mais: um lugar onde o respeito pelos ingredientes, por quem os produz, prepara e aprecia está acima de qualquer coisa. “São pratos muito saborosos a base de vegetais e que farão, até quem aprecia carnes, perder o preconceito com a cozinha vegetariana”, comenta Gilson de Almeida. Aqui, os vegetais são reis e estão em receitas como o arroz cremoso de beterraba e os legumes assados com purê de abóbora, missô e gergelim. Todos servidos em bowls. Obrigatório terminar a refeição com o cookie de chocolate!

R. Benjamin Egas, 275 – Pinheiros

Apfel
É um vegetariano orgânico comandado pela chef Mylenne Signé, chilena radicada no Brasil. Há duas unidades: a do Jardins, aberto em 2002 em um casarão aconchegante na Rua Bela Cintra, e o do centro, no primeiro andar de um charmoso e antigo prédio na rua Dom José Gaspar. Por lá, come-se a vontade e, tamanha a variedade e o delicioso sabor dos pratos, nossa dica é: experimente tudo e prepare-se para fazer várias viagens. Você vai querer repetir com certeza! 

Unidade Jardins: Rua Bela Cintra, 1343
Unidade Centro: Rua Dom José de Barros, 99

Bobó de cogumelos, do Banana Verde (Foto: divulgação)

Banana Verde
Com as portas abertas desde 2006, a cozinha do restaurante, comandada pela chef Priscilla Herrera (ela passou também pelo famoso vegetariano Dirt Candy, em Nova York), coloca à mesa pratos fartos – e saborosos – de receitas vegetarianas e veganas. No almoço, por exemplo, além do menu executivo, com buffet de saladas, duas opções de prato do dia e sobremesa, há a opção à la carte. Experimente os sucessos da casa: Bobó de Cogumelos, Risoto Vermelho com Shitake e o Hambúrguer do Banana Verde. No jantar, o cardápio tem entradas que saem diretamente do forno a lenha. Há sanduíches também!

Rua Harmonia, 278 – Vila Madalena

Gulab Hari
Foi em 1995, em um pequeno espaço numa galeria da Rua Augusta, que a casa surgiu com o nome Gopala Hari e foi onde preparou suas primeiras receitas. Pouco depois, com o sucesso das criações de forte inspiração indiana, o então Gopala mudou para um charmoso sobrado bem pertinho dali, na rua Antonio Carlos. Em 2008, após uma cisão de sociedade, a chef Nrihari Devi rebatizou o restaurante, passando a chamar Gulab Hari. Ali, prepara-se comida vegetariana e vegana com aromas e temperos vindos da culinária da Índia, país que também dita a decoração do espaço. Aqui, o esquema é assim: cada dia da semana reserva duas opções de prato. Cada prato, ou combinado, como eles chamam, é composto por entrada, prato principal, sobremesa e o suco do dia – experimente o de Rosas. É delicioso! Aos sábados, por exemplo, espere por arroz negro com mandioquinha, dahl de lentilha vermelha, crocante de tofu com massala, legumes e burger; ou a lasanha três queijos com alcachofra, legumes e crocante de tofu.

Rua Antonio Carlos, 429 – Consolação

Vila das Rosas
Você gosta de falafel? Então precisa experimentar os feitos pela Marie Attia e seu filho Alexandre, sócios do Vila das Rosas. É legal saber a história: começa em 1935, na cidade de Alexandria, no Egito, quando a receita do falafel foi transmitida de sua avó para sua mãe, Rose Attia, e que, por sua vez, a transmitiu à filha Marie. O nome do restaurante é uma homenagem à avó Rose. Ao cardápio: o prato-sensação é o falafel da Marie, servido com alface, pepino agridoce, cenoura, tahine, homus, babaganoush e cebola marinada no orégano. Tem também búrguers de lentilha, de grão de bico e de feijão fradinho. A casa também oferece outros pratos, como baião de dois veggie, kibe de abóbora e, para os veganos, strogonoff e moqueca, mas todos eles são rotativos.

Rua Padre Carvalho, 117 – Pinheiros

Posts relacionados