Caldeirão cultural e histórico, Budapeste também é uma mistura gastronômica com influências de muitos dos povos que passaram por ali. Do schnitzel alemão ao foie gras, passando por pratos genuinamente húngaros, como o goulash, veja onde ter as mais saborosas refeições na capital da Hungria

Comer em Budapeste requer uma escolha: ir em lugares históricos e tradicionais ou nos modernos e badalados bistrôs que parecem se multiplicar pela cidade? A partir disso, terá uma infinidade de cozinhas, da local , de seus vizinhos ou internacionais. Parece confuso se não entender a história da cidade que passou pelo controle de diversos povos e governos, entre eles os alemães, austríacos, otomanos e comunistas, com a imponência do Império Austro-Húngaro. Espere uma gastronomia multicultural e saborosa.

Leia mais:

A multicultural e encantadora Budapeste

Os melhores rooftops bars da capital da Hungria

Imperdível schnitzel do tradicional Gundel

Considerado um dos melhores e mais tradicionais restaurantes da cidade, o Gundel não era aberto ao público geral quando foi aberto. Era apenas para convidados de Gundel, fundador da cidade em 1896. Depois se tornou restaurante oficial e dos deputados e durante muito tempo tinha um dress code bem formal.  Hoje, se adaptou aos tempos modernos e é considerado um dos melhores e mais tradicionais restaurantes de Budapeste.  Tem o melhor Schnitzel – crocante e impecável – e um caprichado brunch de domingo com um menu mais acessível (leia-se bom preço) e um buffet de frios e entradas (fora o de sobremesa).

Falando em tradição, o Mák Bistrô é um dos mais melhores restaurantes da cidade, liderado pelo chef János Mizsei apresentando pratos tradicionais da Dinamarca e Suécia. Sua nova cozinha nórdica busca produtores e sabores locais, como o seu famoso goulash, tradicional sopa húngara, e seus pratos com páprica em um menu degustação a €110 por pessoa com harmonização de vinhos. Durante o almoço, uma opção acessível e mais rápida com três pratos a €15 (de terça a sexta).

O restaurante Kolläzs é um dos melhores de comida tradicional com toques contemporâneos da cidade e também onde é servido o café da manhã dos hóspedes do Four Seasons, onde é localizado.

O tradicional New York Café fica em um edifício histórico do final do século XIX e que tem um dos mais disputados salões de café de Budapeste – e também já foi eleito como o mais disputado do mundo quatro vezes.

Foie Gras do bistrô Menza

Lugar da moda em Budapeste, o Menza tem ambiente moderno e descontraído perto da Avenida Andrássy. Em seu menu contemporâneo, encontra-se a pratos locais: foie gras de ganso e de pato. A terrine com chutney de cebola e torradas feitas na casa ou a tradicional sopa de alho coberta com o pão frito húngaro onipresente nas refeições. Se sua vontade de foie gras continuar, o fígado de pato com molho picante e azedo de cerejas é impecável, acompanha purê de batatas.

Para provar a nova e moderna culinária local, o Stand 25 prova que há alta gastronomia em mercadões gastronômicos. Localizado no Hold Utca, os chefs Szulló Szabina e Széll Tamás oferecem uma culinária que busca não comprometer o ingrediente em um menu autoral que muda constantemente.

Ao lado do Parlamento, o Café Elyseé é perfeito para combinar uma visita a este monumento com um excelente almoço. Ambiente histórico, com serviço impecável, tem um confit de pato com molho de cereja que fica na memória.

Nota da editora-chef Daniela Filomeno: minhas pesquisa de viagem tinha muito mais restaurantes, então divido a lista completa com vocês. Importante: muitos restaurantes fecham domingo e segunda, alguns no almoço durante a semana, vale se programar antes.

Almoço

  • Mák Bisztró
  • Ônix (mais moderno, michelin)
  • Kiosk (descolado, almoço executivos)
  • Zeller
  • Callas
  • Deryne (bistrô descolado em Buda)

Jantar 

  • Tigris eterem
  • Stand 25
  • Borkonyha
  • Borbíróság
  • Costes 

Mercados gastronômicos

  • Great Market Hall
  • Hold Utca Food Market (pequenos produtores)
  • The Downtown Budapest Market Hall

Cafés

  • Elyseé (maravilhoso para almoço combinado com visita do Parlamento)
  • New York Café
  • Gerbeaud – doce que leva seu nome (Váci utca, Pest), café preferido da Sisi
  • Cafe Paris
  • Müvész kávézó

 

Fotos: Daniela Filomeno

Posts relacionados