Tradicional casa portuguesa oferece comida excepcional a um bom custo

 

Indicado como um dos melhores restaurantes alentejanos de Lisboa (leia-se muita comida – e saborosa), o Solar dos Nunes impressiona, principalmente pelo serviço. Sua comida é farta, característica que dá para ver logo na entrada, com uma ampla variedade de couvert prontamente à mesa, antes mesmo de nos sentarmos. A gastronomia do Alentejo tem muitos embutidos, queijos, carnes de caças e, claro, o bacalhau. A mesa sempre é posta com uma variedade (e quantidade) incrível e come-se muito bem.

Para começar, pata negra, queijo de cabra, pimentos (pimentões verdes marinados), azeitonas e cogumelos com bacon. De entrada. E lá vem a comilança, atracão típica do país.

 

O dono, ZéTo (José Antônio), filho do falecido Seu Nunes, é o mesmo que abre a porta e ajuda a apresentar as entradas, na escolha do prato e na indicação da sobremesa. Sua irmã, Susana Nunes, ficou com a parte administrativa. Os garçons são igualmente simpáticos e atenciosos.

Para prato principal, o bacalhau à lagareira, feito no carvão, é de uma leveza impressionante. Acompanha mini batatas ao murro e cebola frita, uma delícia. Se gostar de carne de caça, veja se é dia da lebre com feijão branco – saborosa e forte, típica deste tipo de carne.

De sobremesa, peça para o ZéTo preparar um prato com um pouco de cada uma. Com exceção do famoso O Melhor Bolo de Chocolate do Mundo (original de Lisboa), todos são feitos em casa. Destaque para a torta de amêndoas, farófias e o arroz doce, receita da avó dele.

 

Serviço

www.solardosnunes.com

Posts relacionados