De 1 a 31 de outubro, o SP Gastronomia, como foi denominado, promoverá mais de 200 ações por todo o estado, com exposições, menus a preços especiais e encontros exclusivos com chefs de cozinha

Começa nesta terça, 1 de outubro, o SP Gastronomia, o inédito e maior e mais inovador programa de ações e eventos gastronômicos do país, promovido pelo Governo do Estado de São Paulo. O principal objetivo é envolver a sociedade em uma grande celebração de identidade e da diversidade culinária do estado, além de promover a integração entre produtores, chefs e restaurantes. Fora isso, o SP Gastronomia tem como expectativa promover um alto impacto na geração de renda e emprego, além de estimular o turismo para o estado de São Paulo, desenvolvendo uma economia criativa e a consolidação da imagem do estado como referência no setor gastronômico.

Veja também: oito novos restaurantes de São Paulo

Manu Buffara é um dos nomes do SP Gastronomia (Foto: Henrique Schmeil)

Ao longo do mês de outubro, até o dia 31, serão mais de 200 atividades relacionadas ao setor em todas as regiões do estado e, por isso, o calendário institui o mês como o “Mês da Gastronomia”. O evento promoverá competições gastronômicas, cursos, palestras com chefs consagrados, menus especiais a preços acessíveis, exibições de filmes com degustações temáticas, exposições, feira literária, cardápios elaborados por chefs renomados a R$1 na rede Bom Prato, além de programação cultural em museus, bibliotecas, Fábricas de Cultura e festivais e ações sobre educação alimentar. Alguns chefs consagrados já confirmaram presença, como os brasileiros Alex Atala, Carole Crema, Guga Rocha, Manu Buffara, Jefferson Rueda, Morena Leite, Fábio Vieira, Danielle Dahoui, Carlos Bertolazzi e Ivan Achcar. O SP Gastronomia também contará com nomes da cozinha internacional, como a francesa Dominique Crenn e o espanhol Andoni Luis Aduriz.

Para ilustrar a escolha de São Paulo como o estado referência em gastronomia, o Governo do Estado abriu números e constatou que o setor gastronômico gera um impacto econômico anual de R$53 bilhões em todo o território estadual e responde por 70 mil postos de trabalho. Ao todo, são 200 mil restaurantes e bares, com 52 tipos diferentes de culinária e centenas de pratos e produtos típicos. Além disso, São Paulo ainda abriga três dos 100 melhores restaurantes do mundo, são eles: D.O.M. de Alex Atala, Maní, de Helena Rizzo e A Casa do Porco, de Jefferson Rueda. Fora isso, a capital também possui 11 dos 18 estabelecimentos brasileiros estrelados no Guia Michelin.

Veja também: restaurantes com menus executivos até R$60 em São Paulo

Durante o programa, São Paulo terá atividades gastronômicas distribuídas nas 16 macrorregiões do estado, em todos os dias do mês de outubro. A programação completa está disponível no site: www.spgastronomia.sp.gov.br.

Posts relacionados