Chef consagrada, à frente dos restaurantes Capim Santo e Santinho, Morena Leite é uma apaixonada por desbravar novas gastronomias, conhecer novos lugares e sabores. A chef já fez check-in em diversos países e, dessa vez, compartilha seus restaurantes preferidos em Xangai, na China. Confira:

Xangai

Villa Le Bec – Nicolas Lebec in Gardens

A Villa Le Bec é um verdadeiro oásis em meio à vida agitada de Xangai. Está instalada em um casarão/vila antiga, de 1924, e tem algumas boas opções gastronômicas. Como o Bistro 321, comandado pelo chef Nicolas Le Bec, que traz pratos típicos franceses, como pâte en croute, uma terrine envolta por massa, e côte de boeuf que é preparado na brasa. Mas, ainda mais gostoso que o Bistro, é o The Gardens, um jardim localizado nos fundos da vila, que é ideal para curtir o fim da noite ou dias de sol na companhia dos pássaros e muita área verde. O espaço também conta com a assinatura do chef Le Bec e oferece boas opções de drinques, churrasco e mariscos.

Ambiente do The Gardens (Foto: reprodução site)

Din Tai Fung

O Din Tai Fung é uma rede de restaurantes com temperos asiáticos. Leia-se um almoço completo com boas opções chinesas. A rede foi fundada em Taiwan, ainda em 1958, conquistou grande parte da Ásia e desembarcou também nos Estados Unidos e na Austrália. Por lá, seja qual for a unidade, prepare-se para encontrar a tradicional culinária dim sum, que é baseada em preparos feito no vapor. O carro-chefe da casa é o xialongbao, o clássico pão feito no vapor com variados recheios.

Fu He Hui

O Fu He Hui oferece um incrível menu degustação todo vegetariano. O chef Tony Lu aposta em ingredientes típicos chineses e apresenta variações impressionantes de fungos, que recebem um preparo delicado, cuidadoso e que os tornam extremamente saborosos. Além de uma refeição memorável, o Fu He Hui também traz um ambiente encantador, com uma decoração minimalista. As experiências são servidas em salas privativas, que são 11, no total, além de duas salas VIP e uma sala de jantar em cada andar da casa (três, no total).

Veja também:

Os melhores restaurantes do Brasil, segundo a chef Morena Leite
Os hotspots gastronômicos de Hong Kong

O Ultraviolet oferece uma experiência sensorial (Foto: reprodução site)

Ultraviolet by Paul Pairet

O Ultraviolet é uma experiência inesquecível para qualquer pessoa! É comandado pelo chef Paul Pairet e detém três estrelas Michelin, um dos guias gastronômicos mais aclamados do mundo, além de ter sido eleito o 6º melhor restaurante asiático, segundo o The World’s 50 Bests Restaurants. O chef, que tem raízes francesas, traz ao mundo o primeiro restaurante em formato multi-sensorial, ou seja, ele utiliza a visão, som e olfato para deixar os ingredientes ainda melhores. O salão é praticamente exclusivo, com apenas 10 lugares em uma mesa compartilhada, e está em um ambiente totalmente fechado – sem janelas ou portas – para que o cliente sinta toda a experiência gastronômica. A sequência de 22 pratos é orquestrada de uma forma brilhante, com todo talento do chef.

Taian Table

Um salão intimista abriga o Tain Table, que é comandado pelo chef alemão Stefan Stiller, que traz maestria ao preparar pratos que fazem parte do Western Fine Dining, com alguns toques asiáticos. E, com esse estilo de cozinha, o chef foi consagrado com uma estrela Michelin e reúne grandes admiradores da boa gastronomia. O menu oscila, pois Stefan utiliza ingredientes sazonais e propõe variadas opções durante todo o ano, porém continua com a degustação que varia entre 10 e 12 pratos. Por lá, é possível encontrar mariscos frescos, peixes, carnes, legumes e excelentes sobremesas, feitas com dedicação e carinho. O ambiente é encantador, com um balcão que acomoda 20 pessoas e rodeia toda uma cozinha aberta, onde os pratos são preparados e podem ser acompanhados bem de pertinho. Mas, se preferir, ainda é possível se acomodar em um dos lounges oferecidos pela casa ou até mesmo reservar o espaço da Duval-Leroy Champagne, que acomoda até 12 pessoas.

Tain Table detém uma estrela Michelin (Foto: reprodução site)

Mr & Mrs Bund

O Mr & Mrs Bund também leva a assinatura de Paul Pairet, o mesmo chef responsável pelas três estrelas Michelin do Ultraviolet. Com uma vista para os arranha-céus de Xangai, o chef francês apresenta um menu com referências ao seu país de origem, mas traz toques asiáticos e também algumas outras influências globais. Não deixe de provar a irresistível torta de limão. E, além dos pratos deliciosos, o ambiente classudo também vale a pena ser destacado, que traz uma impressionante sala, que mescla móveis inspirados na França do século XVIII em um antigo banco de 1922.

The ChopChop Club

Paul Pairet leva mais uma vez sua assinatura a outro restaurante de Xangai. O Chop Chop Club é um lugar especializado em carnes e assados, que traz a comida caseira em seu DNA e oferece aos clientes uma mesa farta e quente, do jeito que as famílias gostam. Além disso, o restaurante oferece carnes de acordo com o que é encontrado e leiloa as peças. Isso mesmo, acontece um leilão em meio ao salão, onde os cortes são colocados em duas redes e logo em seguida começam a aparecer nas telas gigantes da casa a cada 15 minutos. Quem for mais rápido leva e saboreia uma incrível preparação do chef Paul Pairet.

Ambiente do The Chop Chop Club (Foto: reprodução site)

AKMÉ

Instalado em um antigo prédio de concessão francesa, do ano de 1910, está o AKM. Comandado pelo chef Akrame Benellal, espere por um ambiente elegante e formal, com uma gastronomia digna de um chef duas estrelas Michelin (que ele coleciona em sua outra casa parisiense). O cardápio traz clássicos franceses, como foie gras, pombo, cordeiro, entre outros. Além disso, o chef também faz uma boa seleção de frutos do mar, então, é possível encontrar boas opções feitas com lagosta e ostras. As apresentações são um show à parte e traduzem a delicadeza do chef.

Veja também: 

Conheça o hotel Bvlgari em Xangai, na China

Posts relacionados