Ah, Mendoza! Tão conhecida entre os amantes de vinho, é uma cidade cheia de charme, aos pés da Cordilheira dos Andes, que recebe inúmeros turistas à procura de suas vinícolas incríveis e que fazem qualquer um perder o fôlego. A região de Mendoza é a maior área produtora de vinhos da América Latina e, por isso, a cidade é uma das nove grandes capitais da bebida. Haja taça! Abaixo, a sócia da agência Sete Mares Turismo, Anna Emilia Buffara, compartilha suas dicas de passeios imperdíveis para fazer por lá. Confira

Viña Cobos

A Viña Cobos é uma das vinícolas que valem a pena ser visitadas em Mendoza. Sua plantação é baseada em uvas Malbec, Cabernet Franc e Cabernet Sauvignon e, desde 1988, explora os diferentes terroirs* da cidade, para garantir uma boa qualidade aos seus rótulos. Por esta preocupação com o consumidor final e por toda a beleza que a vinícola reserva, fazer uma degustação premium na Cobos vale muito a pena.

Costa Flores s/n y, RN7, M5509 Perdriel, Mendoza, Argentina

*Terroirs é um termo usado na enologia. Diz respeito à combinação perfeita entre o solo e o clima para que os vinhedos floresçam 

Vinícola Susana Balbo em Mendoza (Foto: reprodução Facebook)

Susana Balbo

Imagine combinar plantações de vinhedos, a belíssima Cordilheira dos Andes e um casarão antigo? Basta abrir os olhos ao chegar na Susana Balbo, uma das vinícolas mais charmosas da província de Mendoza. Programa imperdível é visitar a propriedade e, de quebra, almoçar por lá, no “Osadia de Crear”, o restaurante da vinícola. Há dois tipos de menu, ambos são servidos no formato degustação. O “KM o” oferece três pratos, todos feitos com ingredientes colhidos e cultivados no próprio jardim e, além disso, traz à mesa produtos de fornecedores próximos à vinícola, cerca de apenas 100km. O “Argentina de La Cordilheira Al Mar” é servido em cinco etapas, que traz ingredientes tipicamente argentinos. O intuito é seduzir o paladar do cliente não apenas com produtos da Cordilheira, mas também com alguns outros sabores “garimpados” na costa da Argentina. E, claro, ambos os menus são acompanhados de vinhos Susana Balbo. Um almoço que resulta em um verdadeiro presente para os olhos!

Cochabamba 7801, M5509 Agrelo, Mendoza, Argentina

Piedra Infinita, na Zuccardi Valle do Uco

A Zuccardi Valle do Uco é mais uma finca da tradicionalíssima família argentina Zuccardi, reconhecida mundialmente no ramo dos vinhos. Sua localização precisa é um pouco afastada de Mendoza, mas é um passeio que vale a pena ser feito. Inaugurada em 2016, toda a área construída da propriedade tem inúmeras pedras e, por isso, tem uma arquitetura que destaca as rochas, inclusive nas paradas exteriores do Piedra Infinita, um dos restaurantes do lugar. Almoçar no Piedra Infinita é um dos programas mais prazerosos na região. Com uma vista deslumbrante para a Cordilheira, a casa tem capacidade para 50 lugares e serve um menu elaborado em quatro etapas, com pratos que priorizam ingredientes locais e a harmonização é feita com vinhos Zuccardi. Vale lembrar que a casa só funciona com sistema de reservas e elas devem ser feitas até 48h antes.

Costa Canal Uco s/n – Paraje Altamira, San Carlos, Mendoza, Argentina

Piedra Infinita, restaurante faz parte de uma das vinícolas da Família Zuccardi (Foto: reprodução site)

Siete Fuegos, no The Vines Hotel

O The Vines é o hotel ideal para quem deseja usufruir de uma experiência completa na região de Mendoza. Um charme à parte, o empreendimento oferece tudo para quem é apaixonado por vinhos e gosta de estar pertinho da natureza. Com paisagens incríveis, voltadas para a Cordilheira dos Andes, por lá é possível espremer as uvas e fazer seu próprio vinho, acompanhado de um expert no assunto. E, além disso, os hóspedes e visitantes podem apreciar a incrível gastronomia do chef argentino Francis Mallmann, no restaurante Siete Fuegos. Em meio aos vinhedos, o cozinheiro prepara pratos regionais, valorizando a carne argentina, e ingredientes locais e sazonais. Como o próprio nome diz, o restaurante traz as técnicas de Mallmann, que são exploradas em uma culinária de chama aberta, inspirada nos gaúchos argentinos e nas migrações européias. A especialidade é a costela, que é cozida lentamente por nove horas e se derrete no prato. E os vegetarianos também podem aproveitar as criações do chef, só é necessário fazer reserva com antecedência. Claro, todas receitas podem ser combinadas muito bem com rótulos de vinhos bem recomendados.

The Vines Resort & Spa: Ruta Provincial 94, km 11, Tunuyán, Uco Valley, Mendoza

Experiência Siete Fuegos, no The Vines (Foto: reprodução site)

1884 – Francis Mallmann Restaurant 

O 1884 é mais um dos restaurantes do consagrado Francis Mallmann. Por lá, o cardápio traz inspirações incas andinas e também européias . As técnicas de preparo são simples e seguem a premissa do chef, uma culinária repleta de chama, fogo e brasa. Nos ingredientes, o chef resgata o que há de mais delicado em cada um deles, para que os sabores sejam realçados e trazidos à mesa. O 1884 nasceu como uma homenagem aos vinhos de Mendoza e, junto à Mallmann, estava Dr. Nicolás Catena Zapata e ambos transformaram uma casa histórica, de 1884 (daí surgiu o nome), em um dos restaurantes mais bem avaliados da região argentina. O ambiente lembra uma casa de fazenda, com um jardim em que os clientes podem aproveitar o céu aberto, com os preparos de Mallmann e alguns vinhos regionais.

Belgrano 1188 – Godoy Cruz, Mendoza 

Hot tip: alugue uma bicicleta e pedale pela região do Valle do Uco. É um programa ótimo, com lindas e inesquecíveis paisagens. Uma delícia! 

Veja também: 

Cinco destinos para viajar com as amigas, por Dani Filomeno

Onde comer em Buenos Aires, por Dani Filomeno

Conheça mais sobre o vinho Malbec

Posts relacionados