Por Glauber Britto

O que fazer em Medellín e Cartagena das Índias? Chegamos ao mês de dezembro e quero dividir minha experiência de pré Réveillon e Réveillon na Colômbia, com as belezas naturais dessas duas cidades 

Centro histórico de Medellín (Foto: Pixabay)

Se você tem uma imagem negativa da Colômbia dos anos 80, esqueça o passado e conheça a versão moderna e segura do país. Minha viagem começou por Medellín, cidade conhecida como “cidade da eterna primavera” ou conhecida antigamente pelas perigosas gangues e o tráfico de drogas, porém, hoje em dia a situação é outra. A cidade é um destino incrível para viajantes que buscam férias repleta de cultura. Chegando a Medellín, deixei as malas no Viaggio Medellín Grand Select, um hotel que é dono de uma arquitetura moderna do século 21. 

O que conhecer em Medellín?

Comuna 13

Nos tempos de Pablo Escobar, foi uma das favelas mais violentas do mundo. Muito sangue foi derramado durante a guerra entre grupos guerrilheiros e operações militares. Hoje em dia, lindos grafites estampam as paredes e contam um pouco da história vivida ali e é uma ótima maneira de revitalizar a comunidade. 

Comuna 13 em Medellín (Foto: Pixabay)

Restaurante Oci.Mde

Com ambiente rústico e chic, o Oci.Mde é um restaurante de comida sul-americana e contemporânea, com muitas boas opções de pratos vegetarianos e filosofia de compartilhamento. O espaço descolado com mesinhas de madeira e iluminação aparente é extremamente charmoso e sua arquitetura lembra um bar. Há deliciosas entradas, como o palmito com crosta de amêndoa, camarões e o porco ibérico. Entre os principais, há o Portobello recheado com espinafre refogado, tâmaras, sementes e queijo de cabra. Além disso, o Oci.Mde também tem uma boa carta de vinhos, com rótulos que se encaixam em todos os bolsos. 

Praça Bottero em Medellín (Foto: Pixabay)

Praça Bottero

A Praça Bottero está localizada no centro de Medellín, onde ficam expostas algumas obras de Bottero, artista plástico que doou tais obras no final dos anos 80, como presente pela reconstrução da cidade. Há a crença entre os moradores de que passar a mão nas obras dá sorte. Para saber mais sobre o artista, é só atravessar a praça e, no final, há um museu chamado “Museu Antioquia”, que reúne 119 obras e conta um pouco da história do talentoso Bottero.

Pueblito Paisa

Espaço cultural no topo de uma montanha que tem vista deslumbrante da cidade e, nesse mesmo espaço, nos finais de semana, rola uma feira gastronômica com música, teatro e muito artesanato local. Tudo isso é aberto ao público. Minha sugestão é chegar quase no final da tarde para ver o pôr do sol e aproveitar tudo que o lugar tem de bom.

Praça Bottero (Foto: Glauber Britto)

Mercado del Rio

Complexo gastronômico supertradicional, que mistura a arquitetura típica dos anos 50 com toques modernos, ali estão vários restaurantes e espaços para beber. Ideal para apreciar comidas tipicamente colombianas, desde arepas até a tradicional sobremesa que é um delicioso creme de milho. 

Parque Explora

O Parque Explora é um Museu de Ciência e Tecnologia interativo inspirado no Exploratorium, da cidade de São Francisco, nos Estados Unidos. Possui um planetário e o maior aquário de água doce da América do Sul. É um ótimo programa indicado para fazer com crianças, com setores de ilusão de ótica e outros truques. 

Restaurante Toro

A steakhouse no estilo americano é uma boa pedida para comer bem, sem doer no bolso e entra para a lista dos melhores restaurantes da cidade. O forte é o churrasco, bem servido em largas peças ou na escolha de hambúrgueres. Para acompanhar, há drinques saborosos no estilo colombiano, mas para quem não quer beber há “sucos com leite”, que lembram ótimos milkshakes. O ambiente é pequeno, privado e aconchegante. 

Jardim Botânico

A estrutura arquitetônica impressiona com sua grandeza, sendo um dos grandes atrativos da cidade. Lá, um setor chamado Orquideorama, abriga um enorme espaço com variados tipos de orquídeas. 

Veja também: 

Colômbia e Uruguai estão entre os melhores destinos para o turismo LGBT

De Medellín fomos para a paradisíaca Cartagena das Índias, que fica em pleno mar do Caribe. Minha ideia para Cartagena era conhecer o lugar e passar a virada do ano. Fiquei hospedado em dois hotéis, no Ananda Hotel Boutique, charmoso e localizado perto do centro, e no Fenix Beach Cartagena, onde passei o Réveillon. Gente bonita e animada com comida excelente, bebidas diversas e atrações musicais que embalaram a virada. 

Cartagena das Índias, na Colômbia (Foto: Pixabay)

O que conhecer em Cartagena?

Na hora de listar o que fazer em Cartagena o turista perceberá que grande parte de suas atrações se encontram dentro da cidade murada, onde fica o centro histórico. Algumas opções são: 

Castelo San Felipe de Barajas

San Felipe de Barajas é uma fortaleza que se ergueu para proteger a cidade dos invasores durante a época da colonização espanhola. O forte é a maior e mais segura construção militar, feita pelos espanhóis em suas colônias, ocupa toda a montanha San Lázaro e fica a cerca de 20 minutos a pé do centro histórico. 

Castelo de San Felipe de Barajas (Foto: Pixabay)

Café del Mar

Para quem quer curtir um restaurante/bar com clima de casa noturna, mas ao ar livre, não perca o Café del Mar. Ele fica em cima da muralha da cidade com vista para o Mar do Caribe e com mesas perfeitamente posicionadas para assistir ao pôr do sol. 

Getsemani, em Cartagena das Indias (Foto: Pixabay)

Getsemani

É o bairro onde os escravos da cidade viviam durante a época colonial. Antigamente, era conhecido por ser um bairro perigoso, pesado, mas que sempre ferveu em cultura local. Hoje em dia, Getsemani é o bairro da moda, cheio de bares, baladinhas, restaurantes, praças com festas ao ar livre, muito grafite nas ruas e arte urbana. 

Plaza de Bolívar

A Plaza de Bolívar é uma das praças mais importantes e mais visitadas de Cartagena. Historicamente já passou por grandes mudanças, servindo como palco das organizações militares do século XVI e onde os ditos hereges eram executados durante a inquisição. Atualmente, é um dos lugares mais arborizados da cidade, onde todos os dias ocorrem apresentações culturais, principalmente de danças caribenhas. 

 

Veja também: 

O que fazer em Cartagena das Índias, pela fotógrafa Bruna Guerra

Dicas

– Passaporte com validade superior a sua viagem;
– Leve dólar para trocar por pesos colombianos; 
– Use protetor solar sempre, os dois lugares fazem muito sol durante o ano inteiro; 
– Vá fora da época de férias de final de ano, pois as duas cidades ficam muito lotadas; 
– Se for passar Réveillon em Cartagena das Índias, reserve tudo com antecedência, os hotéis e restaurantes ficam bem disputados. 


Nascido em Vitória da Conquista, na Bahia, o arquiteto Glauber de Lopes Britto atua no mercado de Visual Merchandising desde 2007 com sua empresa de cenografia, vitrine e store desing, a Ideia3 e atende, principalmente, os mercados de São Paulo e Rio de Janeiro. Em seu currículo consta também passagens por empresas como Track & Field e Levi’s Brasil. Há quatro anos foi morar em Sydney, na Austrália, depois de se casar com o Cônsul Brasileiro Ricardo Bartolomeu. Hoje moram em Luanda, na Angola, devido à transferência de posto consular de Ricardo. Juntos, já visitaram mais de 30 países e transformaram as viagens em um verdadeiro diário de bordo com impressões pessoais e imagens de todos os cantos. Os relatos e registros fizeram sucesso entre os amigos que, hoje em dia, Glauber começou a dar dicar de como programar viagens, calcular os melhores passeios e também sugerir algumas experiências gastronômica e roteiro de compras.

Posts relacionados