Por Glauber Britto

O que fazer em Sydney, na Austrália? Já pensou? O empresário Glauber Britto lista as 10 melhores experiências que o destino oferece

Nem só de cangurus vive a Austrália. O país é uma ótima dica para viagens, um destino para relaxar e ainda aproveitar cenários naturais e uma vida cultural agitada. Depois de uma longa temporada em Sydney, acompanhado do meu marido, Ricardo Bartolomeu, cônsul brasileiro no exterior, descobri alguns lugares charmosos que não podem passar batidos ao visitar a cidade – que combina com o verão! Por sinal, é nessa estação a melhor época para desbravar Sydney e evitar as chuvas e ventanias que acontecem por lá. Ainda que a capital seja Camberra, Sydney é parada obrigatória no país e ninguém deve deixar de viver a rotina da região. Se prepare para descobrir lugares lindo e que vão te deixar com vontade de morar por lá. Confira:

Sydney, Austrália (Foto: Jamie Davis/Unsplash)

Royal Botanic Garden (Jardim Botânico Real)

Localizado às margens da Baia de Sydney e em frente ao Opera House, é um excelente lugar para um picnic ou simplesmente descansar e ouvir os pássaros cantarem. A entrada é gratuita.

Opera House

É um dos grandes símbolos da Austrália. O edifício feito com formas de conchas é lindo a qualquer hora do dia – seja de perto, seja de longe. Fica na Baia de Sydney, o ousado projeto de arquitetura desse local é a obra do arquiteto dinamarquês Jorn Utzon e levou mais de uma década para ser concluído. O Opera House é muito famoso ao redor do mundo e hoje funciona como um centro cultural e artístico, onde ocorrem muitos outros eventos além de óperas. Para quem quer conhecer a história do edifício e seu funcionamento mais de perto, basta fazer um tour interno, que revelará várias curiosidades sobre o local. Você pode agendar seu horário através do site: https://www.sydneyoperahouse.com/

Opera House (Foto: Johnny Bhalla/Unsplash)

Sydney Harbour Brigde

A Sydney Harbour Brigde é uma ponte mais do que conhecida, que cruza a Baía de Sydney e liga o centro financeiro da urbe à costa norte e forma o grande cartão-postal da Austrália. E não é apenas uma ponte para se admirar de longe: para os mais aventureiros, é possível escalá-la com equipamentos apropriados, subindo degrau por degrau até o alto da estrutura de ferro. Dali, o pôr do sol ganha ângulos completamente diferentes.

Veja também: 10 restaurantes incríveis, em Sydney, na Austrália

Bondi Icebergs Club (Foto: Clarinta Subrata/Unsplash)

Bondi Beach

A enseada mais famosa e descontraída de Sydney é Bondi Beach e, como programa favorito dos banhistas que lá frequentam, a praia tem as famosas piscinas no mar, localizadas no complexo Bondi Icebergs Club. A praia tem vários mirantes espalhados pelos seus seis quilômetros de orla e oferece vistas incríveis.  

Taronga Zoo

O Taronga Zoo é o jardim zoológico de Sydney. Possui mais de 2.600 animais, sendo um dos maiores de cada tipo do mundo inteiro. O zoológico está localizado a 12 minutos de balsa da capital e durante o trajeto oferece vistas magníficas do Porto de Sydney. O parque oferece visitas guiadas durante todo o dia e você pode agendar previamente pelo site: https://taronga.org.au/.

Barangaroo 

Todo voltado para o mar, o Barangaroo foi reflorestado apenas com plantas nativas, destacando elementos das culturas aborígenes locais. É um dos parques mais recentes da cidade e um dos principais motivos para conhecer toda a natureza que Sydney oferece.

Australian Museum

O Australian Museum é um museu completo com área de pesquisa própria, com espaços que contam a história do surgimento da Austrália e é muito divertido para quem gosta de dinossauros e animais marinhos. Aberto todos os dias, às quartas-feiras realiza um sarau literário ou até mesmo um musical que conta com degustação de vinhos da região. Uma parte do museu pode ser visitada de forma gratuita e outra tem um custo adicional.

Museu de Arte Contemporânea

O Museu de Arte Contemporânea de Sydney é um dos principais pontos turísticos, já que a cidade tem lindos trabalhos e curiosos projetos de arte. Além de todas as obras, o museu ainda conta com uma loja cheia de produtos que valorizam a cultura local e há muitas e diferentes opções.

Sydney, Austrália (Foto: Adobestock)

Veja também: os melhores programas e destinos na Austrália, por Renata Figueiredo

Leeuwin Estate

Uma vez em Sydney, é imprescindível conhecer a vinícola Leeuwin Estate, uma das melhores na produção de vinhos brancos. Eles têm diferentes variedades de uva, como Chardonnay, Sauvignon Blanc, Riesling, entre outras. Fica localizada ao norte do estado e, para chegar lá, você pode ir diretamente de carro ou também contratar o passeio completo oferecido pela própria vinícola, com ida e volta programadas. Você consegue agendar sua visita previamente pelo site.

Jervis Bay

A baia de Jervis reserva lindas paisagens que combinam areia branca e água azul turquesa. Trata-se de um paraíso onde os cangurus são presenças marcantes, já que por lá vivem livremente. É o lugar perfeito para dias de muito calor, pois as praias são extremamente bonitas e um pouco desertas, escondidas e cercadas por florestas.


Nascido em Vitória da Conquista, na Bahia, o arquiteto Glauber de Lopes Britto atua no mercado de Visual Merchandising desde 2007 com sua empresa de cenografia, vitrine e store desing, a Ideia3 e atende, principalmente, os mercados de São Paulo e Rio de Janeiro. Em seu currículo consta também passagens por empresas como Track & Field e Levi’s Brasil. Há quatro anos foi morar em Sydney, na Austrália, depois de se casar com o Cônsul Brasileiro Ricardo Bartolomeu. Hoje moram em Luanda, na Angola, devido à transferência de posto consular de Ricardo. Juntos, já visitaram mais de 30 países e transformaram as viagens em um verdadeiro diário de bordo com impressões pessoais e imagens de todos os cantos. Os relatos e registros fizeram sucesso entre os amigos que, hoje em dia, Glauber começou a dar dicar de como programar viagens, calcular os melhores passeios e também sugerir algumas experiências gastronômica e roteiro de compras.

Posts relacionados