A decoradora Luciana Lewis é moradora de Miami, mas adora desbravar outras cidades ao redor do mundo. Em sua conta no Instagram, compartilha momentos de sua vida e seu cotidiano longe do Brasil. Há pouco, esteve em Seattle, uma cidade portuária, cercada por mar e lagos, a maior do estado de Washington e da região noroeste do Pacífico e conta para o V&G quais são seus passeios obrigatórios na cidade

Space Needle

O Space Needle é o principal ponto turístico de Seattle e um dos seus pontos turísticos mais marcantes. É uma torre de observação onde você tem a vista panorâmica da cidade. Quando os dias estão abertos e ensolarados (o que é raro na cidade) dá para ver até o Canadá e o Monte Rainier, um dos pontos mais altos do estado de Washington, que é de tirar o fôlego. A torre está recém-reformada e, ao olhar para o chão, feito de vidro, você tem ideia da altura do projeto.

400 Broad St. – Seattle

Space Needle: prédio mais alto de Seattle (Foto: Pixabay)

Veja também: conheça o Caribe dos Estados Unidos

Gas Works Park

O Gas Works Park é o local perfeito para uma caminhada ou somente relaxar ao ar livre. É um parque público, às margens do lago Union, que faz, consequentemente, você ter uma outra perspectiva/visão da cidade. Ele foi construído no mesmo lugar de uma antiga fábrica de gás, da Seattle Gas Light Company, e foi repaginado em um projeto lindo que traz estruturas originais desta fábrica em um gramado muito bem cuidado. Em 2013 tornou-se marco único para a cidade, pois foi listado como um dos Lugares Históricos Nacionais dos Estados Unidos.

2101, N Northlake Way – Seattle

Peixaria do Pike Place Market (Foto: Pixabay)

Pike Place Market 

O Pike Place Market é uma verdadeira viagem de sabores e cores. Localizado no centro de Seattle, é um mercado com inúmeros agricultores, artesãos e pequenos produtores que expõem seus produtos. Como parte do passeio, vale a pena ficar parado 5 minutos na peixaria para observar os peixes sendo “arremessados” para pesagem e embalagem quando algum cliente leva para casa. O mercado é um dos mais antigos dos Estados Unidos e é público. Foi fundado para auxiliar os moradores de baixa renda e até hoje oferece serviços sociais para auxiliá-los.

85, Pike St. – Seattle

MoPOP – Museum of Pop Culture

O Museu da Cultura Pop é imperdível para quem ama música, assim como eu. É realmente apaixonante! Eles criam espaços para além dos artistas consagrados, valorizando também vozes e colaborações da própria comunidade de Seattle. Através da cultura, o museu funciona como um catalisador para que as pessoas aprendam, se conectem e criem outros elementos. É um lugar bem hospitaleiro e divertido.

325, 5a Avenida N – Seattle

Veja também: saiba qual é a cidade mais antiga dos Estados Unidos

Chihuly Garden and Glass

É mais um dos principais pontos turísticos de Seattle, que foi herdado da Expo 62*, e é imperdível para quem estiver na cidade. O Chihuly Garden and Glass, como já diz o nome, traz obras de arte incríveis em vidro, nos jardins espalhados do espaço. Todas são do artista Dale Chihuly, referência nesse estilo. Seus olhos se encantam com as formas e cores vibrantes das esculturas em vidro, que tornam o lugar um verdadeiro jardim de vidro.

305, Harrison St. – Seattle 

*A Expo 62 aconteceu em 1962 e também ficou conheça como a Exposição do Século XXI, que reuniu inúmeros eventos culturais na cidade de Seattle, inspirados no século seguinte. Neste período, ganhou o Space Needle e também consagrou artistas como Dale Chihuly.

Chihuly Garden and Glass conta com as obras de arte em vidro de Dale Chihuly (Foto: Pixabay)

Hot tip: em Seattle vale se perder pelo bairro Fremont, que está cheio de restaurantes e cervejarias, além de conhecer o primeiro Starbucks (que fica perto do Pike Market). Vale também fazer uma viagem curta até o museu da Boeing.

Posts relacionados