Por Mônica Salgado

Concrete jungle where dreams are made of? Acrescente “gastronômicos” após dreams, leia esta matéria e marque sua viagem em 3, 2, 1…

Mônica Salgado (Foto: acervo pessoal)

Engraçado que já fui algumas vezes a Nova York, mas sempre a trabalho. Bem, quase sempre, na real. A primeira vez em que estive na cidade, em 2006, fui com meu marido. Estávamos recém-casados e descapitalizados!rs (eufemismo para “fomos no perrengue”). Ficamos na casa de uma boa amiga, no Queens, e turistamos até. Mas não tínhamos grana para flanar pelos bons restaurantes..

Alguns anos depois, fui para a semana de moda em uma ocasião, por duas vezes para fotografar para a Glamour e outras duas para jobs. Até agora, em outubro passado. Aproveitei que assistiria a uma conferência, a Vogue Forces of Fashion, e arrastei meu marido pra quatro dias só nossos. Reservei os restôs com antecendência e lá fomos nós. Alguns já conhecia, outros estava doidinha pra ir. O bacana é que foi uma viagem sem pressa, cujos melhores momentos passamos sentados à mesa, conversando e comendo & bebendo bem.

Abaixo, listei meus queridinhos, olha só:

Indochine

Must desde 1984. Aqueles clássicos tem-que-ir – que a turma da moda ama! A vibe é meio tropical, meio anos 40, com palmeiras de verdade e pintadas na parede e luz de velas. As mesas são bem grudadinhas, e as pessoas que lotam o lugar são bem glamourosinhas. No menu, uma fusão de cozinha francesa e vietnamita. Como eu adoro pato, pedi o Glazed Duck Breast. Pedido certeiro e altamente recomendado!

430 Lafayette St./ Tel: +1 212-505-5111

4 restaurantes para amantes da gastronomia vegetariana em Nova York
Os melhores brunches da Big Apple

Mônica e Afonso, no Le Cocou (Foto: arquivo pessoal)

Le Coucou

Tentei reservar nas minhas duas últimas idas a NY sem sucesso. Ele é bem concorridinho. Desta vez consegui reserva às 23h, acreditam? E foi o melhor programa da viagem – entrou pra minha lista de top 10 da vida. Além do ambiente todinho iluminado por velas (os lustres têm algo medieval, com velas em vez de lâmpadas), a comida é EXCEPCIONAL. Apenas peça o Quenelle de Brochet Route de Reims, um mix cremoso de peixe com molho branco de champanhe e um caviarzinho no topo. Lembro deste prato com um sorriso.

38 Lafayette St. / Tel: +1 212-271-4252

Carbone

Cláááássico… ir a NY e não almoçar por lá – para mim – é como não ir… que italiano gostoso. Meu ritual: o couvert (aquele pão crocante, Dio mio!), a burrata (a melhor que já comi na vida) e o ravióli de lagosta. Sobremesa não cabe, nunca. E um bom chianti. Será que harmoniza? Bom, harmoniza no meu coração!

181 Thompson St. / Tel: +1 212-254-3000

Cecconi’s

Adoro o de Miami, mas nunca tinha vindo nesta unidade, que fica no Dumbo, Brooklyn, uma região bem descoladex. E, gente, que delícia de lugar. Fomos no almoço e estava um dia lindão de sol, o que ajuda, of course. Com sol, sentar na varanda de frente pro East River olhando pra Brooklyn Bridge é mandatório. Daí é só pedir um Aperol Spritz, a pizza de trufa (meu bom Deus, é de matar de boa!) e… tirar uma selfie com a ponte de fundo, claro!

55 Water St, Brooklyn / Tel: +1 718-650-3900

Especial NYFW: 4 patisseries/ doces nova-iorquinos para sair da dieta já

 

Posts relacionados