Construída na base da sustentação (Foto: divulgação)

{Descobertas da Chica} A menos de 30 quilômetros de São Paulo, uma réplica da Torre Miroku, foi construída em tamanho real sem nenhum prego ou parafuso e é um verdadeiro mergulho na cultura e beleza japonesa

Feita sem pregos ou parafusos (Foto: @chicassp)

A Torre Miroku de São Paulo é uma réplica em tamanho real da Torre Japonesa, que foi construída pelo príncipe Shotoku no ano de 607, em Nara. No ano 2000, o projeto da torre paulista foi idealizado pelo Reverendo Nakahashi e foi iniciado juntamente com um grupo de membros do Templo Luz do Oriente e, em 2014, a parte principal da Torre de Miroku foi concluída. Em seu topo, foi colocada a relíquia de Meishu Sama, que simboliza a ligação entre a Terra e o Céu, o homem e Deus.

Para sua construção foi utilizada a técnica de sustentação, algo bem comum no Japão, que é toda feita sem nenhum prego ou parafuso. O santuário possui mais de 75 mil metros quadrados e é composto pelo Templo; uma capela (um espaço dedicado a São João Batista – santo padroeiro no Japão e símbolo da união da humanidade); vários jardins e um jardim zen com mini cachoeira e um lago com escarpas. Além disso, o santuário do Complexo da Torre de Miroku reúne representações de divindades orientais e ocidentais que promovem a salvação da humanidade através do amor, da compaixão e da união.

No interior da Torre de Miroku encontra-se a imagem de Hinode Kannon, de 5,67 metros de altura, que foi esculpida em madeira e ouro. Uma divindade considera tanto masculina quanto feminina e, segundo a lenda, quando é chamada vem em socorro pronto para responder as necessidades de quem solicitou. Expressa misericórdia, paz, amor e salvação objetiva de todos, sem distinções, com a missão de abraçar a humanidade e uni-la para a concretização do reino do céu na Terra. Do lado externo cada um dos telhados do tempo representa uma parte do corpo da divindade. Há outra estátua que foi confeccionada em bronze e trazida do Japão, chamada de Meshiya Kannon, que manifesta a mesma divindade misericordiosa.

O acesso a torre se dá apenas de barco, por um belo passeio na represa Billings, com duração de 20 minutos. As reservas podem ser feitas através do site: https://uakatour.com.br/ ou pelo telefone: (11) 97418-8988. O acesso para o barco Koryu é na marina do Tahiti Náutica Club e o agendamento e cobrança do translado é exclusividade da empresa Uaka Tour.

 (Foto: @chicassp)

Um belo passeio para fugir de São Paulo! Besos da Chica.

*Para mais informações sobre o Templo Luz do Oriente, acesse: https://temploluzdooriente.org.br/torre-de-miroku/

*Tahiti Náutica Club: Avenida Palmira, 450 – Represa – Ribeirão Pires/SP

___________________________________________________________________________________________________________________________________

Karen Fujii, formada em administração, paulistana, conhecida por seus amigos como Chica, é criadora da rede social @chicasSP, onde divide com seus seguidores as melhores opções gastronômicas de São Paulo e ao redor do mundo. Apaixonada por novidades, compartilha aqui suas descobertas.

 

 

Posts relacionados