Recém-inaugurada, Maison Antonella tem seu projeto inspirado na época da Belle Époque. Os fundadores deram vida a personagem Antonella, uma francesa de família nobre do século XIX, para criar o projeto da casa. Saiba mais sobre esse local que reúne restaurante, bar e balada – com muito glamour – em um só lugar

Restaurante Antonella (Foto: Tadeu Brunelli)

Inspirada no luxo e glamour da Belle Époque, a Maison Antonella propõe algo inovador na capital paulista. Para o projeto sair do papel, os fundadores deram vida a jovem Antonella, personagem francesa, nascida em família nobre no século XIX. Ao ficar viúva com apenas 17 anos, a moça se torna uma amante da arte, música e literatura da época. Acaba sendo reconhecida pelas festas que dava em sua mansão e como uma mulher à frente do seu tempo.

Antonella surgiu da união dos jovens executivos e amigos, do Grupo PHD Entretenimento, também donos do Tetto Rooftop, Aragon e Dupplex – e Antonio Oliva – filho José Victor Oliva. A casa tem três andares, com decoração típica da época, faz com que seus frequentadores viagem no tempo. Composta por em três andares, carrega a ideia de uma mansão da época, com várias salas e ambientes diferentes, como o The Gallery Saloon, Terraço Primavera, Private Room e a Cúpula.

Lotada de elementos típicos, como veludo, cortinas capitonês, lareira, louças retrô e obras de arte, o projeto de arquitetura do local pertence ao arquiteto Gilberto Criscuolo. Além disso, algo que chama atenção dos visitante é o paisagismo da casa, com destaque para a fachada que é composta por um jardim vertical com milhares de flores, que mudam conforme a estação do ano, tudo elaborado por André Pedrotti.

Com menu assinado pelo chef Mack Novais, ex-chef do Eataly Brasil, no primeiro piso funciona o restaurante de culinária mediterrânea francesa. Um dos pratos mais famoso do local é o Arroz de Polvo Malandrinho- arroz negro lentamente cozido com chorizo espanhol. Já a carta de drinques é elaborada pelo mixologista Matheus Cunha- que também está no comando de outras casas do grupo. Matheus criou, especialmente para o Antonella, um menu com oito drinques autorais inspirados nas estações do ano, como o frutado Bubbles Shower – vodka Absolut Elyx, tintura de pêssego, néctar de caju, redução de hibiscus e soda de violeta. A casa conta com outro bar, no mezanino do segundo andar, no qual os frequentadores conseguem ter uma visão privilegiada do térreo da casa. Por último, um dos maiores sucessos e mistérios da casa, por conta da sua exclusividade, a Cúpula da Mansão, que funciona como um clube apenas para membros, inspirado em locais similares já existentes em Londres e Paris. 

Parardelle com ragu de osso buco (Foto: Tadeu Brunelli)

Atenção: é necessário fazer reserva! 

Av. Brigadeiro Luís Antonio, 4764 – Jardim Paulista /  Telefone para reserva: (11) 93209-4173 / Funcionamento: almoço: sexta e sábado, das 12h às 16h; domingo, das 12h às 18h. Jantar:  terça e quarta, das 20h até 1h; quinta, das 20h às 2h; sexta-feira*, das 19h às 2h * sendo que às sextas a entrada é somente com reserva antecipada, dress code esporte fino, e consumação mínima de R$ 350,00 (valor pode variar de acordo com evento e lotação da casa); sábado, das 19h às 2h.

Veja também:

Pinq: restaurante balada abre as portas em São Paulo

Sucesso entre os jovens: Nine7 Club abre as portas em São Paulo

 

Booking.com

Posts relacionados