Com localização privilegiada, serviço excepcional e decoração impecável, o Cotton House é uma grata surpresa para quem desembarca em Barcelona

Instalado na antiga sede da Fundação da Indústria Têxtil de Algodão, o Cotton House Hotel é uma grata surpresa em Barcelona. Com ótima localização, serviço primordial e decoração encantadora, o hotel está em um edifício histórico do século XIX, que foi construído por uma família da alta burguesia catalã no auge da indústria têxtil, porém, foi vendido no século XX ao Sindicato dos Produtores de Algodão para criarem uma autêntica Casa de Algodão. Foi daí que, em 2015, nasceu o hotel com nome que faz alusão a essa matéria-prima (dá para observar algumas bolinhas de algodão em cima das mesas). 

Dani Filomeno no Cotton House Barcelona (Foto: acervo pessoal)

Mesmo com uma reforma intensa, o Cotton House mantém a arquitetura neoclássica do prédio com os elementos originais preservados e restaurados, como a escadaria em espiral construída em 1957 e os parquet e boiserie que contam histórias através dos tetos, pisos e paredes de alguns quartos. Ainda assim, o Cotton House também resgata a contemporaneidade. Entre as áreas comuns, um dos espaços que mais chamam a atenção é a biblioteca – que pode ser usada pelos hóspedes como escritório – e traz prateleiras repletas de livros antigos e uma marcenaria de dar inveja. Se você for no verão, poderá aproveitar o terraço do hotel com uma piscina e observar de longe alguns ícones arquitetônicos de Barcelona, como a Sagrada Família. 

Biblioteca do Cotton Houe (Foto: divulgação)

Para completar o time de experiências oferecidas pelo Cotton House, o Batuar é o único restaurante do hotel, que oferece serviço ininterrupto todos os dias. Aqui é onde o café da manhã é servido, com diversas opções de geleias, pães, croissants, bolos variados, panquecas, além dos frios e laticínios. Aberto ao público, o restaurante também está disponível tanto para o almoço quanto para o jantar e oferece um cardápio que prioriza receitas inspiradas no Mediterrâneo e valoriza ingredientes locais. Seu nome, Batuar, é uma referência à antiga máquina utilizada para pressionar o algodão e eliminar todas as impurezas da matéria-prima. Sendo assim, continua com suas raízes do período neoclássico. 

Batuar é o único restaurante do Cotton House Hotel (Foto: divulgação)

Por ser um prédio antigo e histórico, os quartos são menores do que o esperado, a não ser que você escolha a Vichy Suite, que conta com 90 metros quadrados distribuídos em um duplex, para usufruir da melhor forma, assim como a Suite Tafetan, que tem 47 metros quadrados, ou até mesmo a Dasmak, localizada no primeiro andar do hotel e conta sua história através das pinturas no teto, resquícios do século XIX. Mas, ainda assim, o hotel traz elegância e conforto em seus 83 quartos e aposta na decoração inspirada no algodão, com combinação cromática do branco, preto e sépia, assinada pelo designer Lázaro Rosa-Violán. 

Suíte Damask no Cotton House (Foto: divulgação)

Veja também: 

Onde comer em Barcelona

Conheça Zaragoza, uma parada estratégica entre Barcelona e Madri

Um guia das incríveis praias de Mallorca, na Espanha

Booking.com

Posts relacionados