Por Tamyris Roxo, a @boccanervosa

A acolhedora Tiradentes é a mais preparada cidade histórica de Minas Gerais que pode receber visitantes com os mais diversos gostos e interesses. De bons restaurantes a trilhas de tirar o fôlego, Tiradentes reserva atrações que agradam viajantes exigentes. Veja abaixo cinco excelentes motivos para programar sua ida à cidade:

Número 1: hospede-se em grande estilo

Entre as dezenas de pousadas, hotéis e até mesmo um resort dentro de Tiradentes, duas propriedades se destacam pelo conforto, atendimento e estrutura. São elas:

Pequena Tiradentes

A Pequena Tiradentes é um hotel imponente com portas e decorações grandiosas e que reproduz a cidade de Tiradentes com seus 62 quartos construídos como se fossem as casas histórias que se vê pela região. Cada um deles leva o nome de uma grande mulher brasileira, como Cora Coralina, Dercy Gonçalves, Chiquinha Gonzaga, entre outras. Ideal para quem busca um refúgio dentro da cidade, a Pequena Tiradentes fica afastada do centrinho onde tudo acontece e conta com o único heliponto homologado de toda a região, têm piscinas aberta e aquecida, sauna com jacuzzi, spa, sala de leitura, academia, espaço kids, loja de decorações e espaço de eventos que recebe além de eventos sociais, jantares de chefs convidados e feijoada aos sábados. Por falar em comida, o café da manhã no hotel é farto e não faltam pães de queijo assados na hora e servidos na mesa ainda quentinhos. Ah, e não deixe de provar a bala de coco que é servida como boas vindas aos hóspedes: ela derrete na boca, é viciante – mas o lado bom é que são vendidas em pacotes na recepção para quem quiser levar um gostinho dessa experiência para casa.

Avenida Governador Israel Pinheiro, 670 – Tiradentes/MG / Tel.: (32) 3355-1262

Pequena Tiradentes (Foto: divulgação)
Solar da Serra (Foto: divulgação)

Solar da Serra

No hotel Solar da Serra são apenas 19 quartos distribuídos em uma propriedade decorada ao estilo clean e com pontuais elementos tradicionais do artesanato produzido em Tiradentes. O grande atrativo é a vista livre e imbatível para a majestosa Serra de São José com suas colinas e muito verde. O café da manhã é servido em um amplo salão totalmente envidraçado que tem como pano de fundo toda essa natureza que cerca o Solar da Serra. Exatamente na direção da piscina de borda infinita acontece o pôr do sol e esse vira o camarote perfeito para encerrar o dia e começar a se preparar para curtir a noite em Tiradentes – mas, antes disso, acontece o chá da tarde que é servido aos hóspedes às 17h e dá início ao entardecer imperdível.

Rua Alvarenga Peixoto, 1553 – Capote – Tiradentes/MG / Tel.: (32) 3355-1769

Número 2: alimente-se de cultura e história

O Tour Becos de Tiradentes, oferecido pela Estrada Real Turismo, é um mergulho em parte da história brasileira e uma ótima maneira de apresentar a cidade de forma interativa, através da explicação de todo o contexto histórico de Tiradentes. O passeio é uma caminhada pelos becos e bosques que, antigamente, eram utilizados pelos escravos e, nesse percurso, são contados fatos e curiosidades sobre o período colonial, o ciclo do ouro, a Inconfidência Mineira e tantos outros temas que fizeram história.

Matriz Santo Antonio (Foto: Alberto Lopes)

Para os amantes de bons museus, a visita ao Instituto Mário Mendonça é parada obrigatória. Passando a fachada da casa colonial estão reunidos centenas de quadros e esculturas originais de artistas como Tarsila do Amaral, Alfredo Volpi, Rodin, Cândido Portinari, Fernando Botero, Picasso e outros nomes regionais. As visitas guiadas são gratuitas e agendadas através do Facebook do IMM.

Já o Museu Sant’Anna, instalado no prédio da antiga cadeia pública de Tiradentes, guarda 291 imagens de Sant’Ana, a santa protetora dos lares, da família e dos mineradores. São todas obras brasileiras eruditas e populares, produzidas a partir dos mais variados estilos e técnicas, reunidas ao longo de 40 anos de pesquisa realizada por Angela Gutierrez e doadas ao Patrimônio Público.

Museu Sant’Anna (Foto: Lincon Zarbietti)

Número 3: se encante com a natureza

Atividades outdoor são indispensáveis quando se tem uma natureza tão abundante como em Tiradentes. Passeios como a Trilha do Carteiro, que vai até o alto da Serra de São José e inclui visita às piscinas naturais, e a Travessia da Serra de São José – que passa por paisagens rupestres, matas, mirantes e chega ao topo de 1.200m de altitude – são simplesmente imperdíveis. Cicloturismo e cavalgadas também são opções de passeios em meio à natureza e são oferecidos pela agência Estrada Real Turismo, uma das mais tradicionais na cidade.

Trilha do carteiro no Alto da Serra de São José (Foto: divulgação)

Número 4: coma muito bem, sempre

Apesar de contar com menos de 8.000 habitantes, a cena gastronômica de Tiradentes parece mesmo a de uma cidade grande. Por lá, as opções são diversas: típicos restaurantes mineiros, como a Estalagem do Sabor e a Biroska Santo Reis; os contemporâneos de sotaque mineiro, como o Ora e o Tragaluz; os cafés Jane’s Apple e Marcas Mineiras – cheios de charme -; a loja de queijos regionais Ouro Canastra; o vegetariano e descolado Cultivo; o mexicano CasAzul e o surpreendentemente tailandês mineirinho, Uaithai.

Jane’s Apple (Foto: Tamyris Roxo)

Conheça um pouco mais de cada um destes restaurantes aqui: 10 lugares para comer bem em Tiradentes

Número 5: conheça o trabalho de artesãos e artistas locais

Tiradentes é também uma cidade com interessantes ateliês e galerias de arte, como a de Daniela Karam – que cria e produz estampas e tecidos exclusivos para toda a “alfaiataria da casa”, além de uma linha de papelaria fina e outros presentes originais para quem ama design. Na loja de móveis de Joelma Marques é possível entender plenamente o conceito de slow-design. A fabricante acompanha desde a escolha das toras até o acabamento e entrega dos móveis personalizados, feitos com madeiras nobres, como Pinho de Riga, Canela, Peroba Rosa, Peroba do Campo, Ipê e Imbuia. Todos os móveis são enviados para todo o país. O artista campinense Sergio Ramos mantém seu Atelier e Galeria Sergio Ramos em Tiradentes onde se dedica às pinturas lúdicas e poéticas, com foco em momentos cotidianos, que já foram expostas mais de 70 vezes no Brasil e no mundo.

Joelma Marques (Foto: Tamyris Roxo)

Veja também: conheça ótimas cachaças mineiras

Acompanhe a recheada agenda de eventos anuais de Tiradentes:

Centro Histórico de Tiradentes (Crédito: Alberto Lopes)

Mostra de Cinema de Tiradentes 

Quando? Janeiro

Programação: exibição de filmes independentes, pré-estreias nacionais, oficinas, debates e shows

Mostra de Artes Cênicas Tiradentes em Cena 

Quando? Maio

Programação: espetáculos teatrais adulto e infantil, performances, rodas de conversa, oficinas, exposição e shows.

Tiradentes Vinho e Jazz

Quando? Junho

Programação: degustação de vinhos e apresentações gratuitas de jazz

Tiradentes Bike Fest

Quando? Última semana de Junho

Programação: milhares de motociclistas se reúnem para acompanhar lançamentos de modelos de motocicletas, exposições de motos e shows

Festival de Gastronomia de Tiradentes

Quando? Agosto

Programação: aulas, degustações, jantares e exposição de produtores locais

Como chegar a Tiradentes:

De helicóptero, pousando na Pequena Tiradentes.

A partir de Belo Horizonte, pousando no Aeroporto de Confins e na sequência de carro pela BR-040 até a BR-265 por 55 km que chega até Tiradentes. Esse trajeto de estrada tem o total de 225 km e duração de 3h.

A partir de São Paulo, a rota mais rápida é pela BR-381, seguida da BR-265 e a segunda opção seria pela BR-116 e depois BR-383. O trajeto tem 490 km e duração de 6h30.

A partir do Rio de Janeiro, siga pela BR-040 e depois pela BR-265. O trajeto tem 340 km e duração de 4h30.

Casario de Tiradentes (Foto: Alberto Lopes)

Posts relacionados