Viajar com filhos não é tarefa fácil. A busca por destinos é interminável, afinal, há muitos critérios infantis que devem se sobressair na hora de escolher o lugar. É necessário observar se o hotel é kids friendly, se a cidade oferece programas e passeios voltados para crianças, além de restaurantes que recebam muito bem os pequenos. Para ajudar os pais nesta árdua missão, reunimos um time para compartilhar suas experiências ao redor do mundo na companhia dos filhos. Quer saber mais? Acompanhe a nossa coluna “V&G Kids”

Geleiras no Alasca (Foto: Rod Long)
Motorhome em Healy, no Alasca (Foto: Steve Halama)

O Alasca é um destino que mexe com o imaginário das pessoas e ainda é pouco explorado pelos brasileiros. Cheio de belezas que merecem ser desvendadas, Karina Blanck conta como explorou a área com seus dois filhos e seu marido, em um motorhome.

O Alasca é um dos 50 estados que compõem os Estados Unidos, sendo o maior em área territorial, porém com menor população do país. A região é caracterizada pelas enormes geleiras, baixas temperaturas, paisagens de tirar o fôlego e o receio, da maioria dos viajantes, de desbravar o território. 

Karina já realizou duas viagens para lá, ambas em um motorhome. A primeira foi somente com seu filho mais velho, já na segunda, levou as duas crianças. Atualmente, o mais velho tem onze anos, e o mais novo quatro anos, idades consideradas adequadas para crianças que vão com a família para o destino (antes dos quatro anos não é recomendado esse estilo de viagem). Em sua segunda visita à região, a família inicialmente passou por um cruzeiro no Alasca, seguindo, depois, para três dias no motorhome. 

Para facilitar o roteiro, Karina divide a visita em duas formas: a primeira é seguir pelas partes que não têm acesso por terra, que são remotas ou perto da costa, e por isso devem ser visitadas de navio. Há uma grande variedade de estilos e preços de cruzeiro: dos menores aos maiores navios, dos mais simples aos mais luxuosos e dos mais aventureiros aos mais glamurosos. “Dessa última vez, quando realizei a viagem de navio, fiquei com medo de ser um passeio mais para adultos, porém todos aproveitaram bastante”, complementa Karina.

A segunda forma é a viajando por terra, na qual existe a possibilidade de fazer o passeio com motorhome. O programa com o trailer é o estilo de experiência familiar que os alasquianos mais gostam, motivo da alta oferta de motorhome no local. O Alasca inteiro é muito preparado pra receber esse tipo de veículo, o estado é repleto de lojas outdoor, estradas largas, supermercados nos quais consegue-se estacionar com facilidade e RV Parks – acampamentos privados para estacionar, onde as pessoas chegam à noite, colocam seu trailer para carregar e aproveitam o local, sendo a maioria deles bem estruturados e bonitos. Assim, mesmo quem nunca realizou esse estilo de viagem, provavelmente não terá problemas. Para Karina, os RV Parks mais charmosos são os nacional parks camps, ou seja, aqueles que são geridos pelas autoridades americanas. “A experiência que tivemos foi a do mundo Zé Colmeia, o desenho. Ficamos no meio da floresta, além disso, cada vaga tem uma fogueira e uma mesa de piquenique prontos, tudo isso ao lado de pinheiros. É uma visão maravilhosa”, acrescenta.

Um equipamento legal para montar a logística da viagem no motorhome é o guia de viagem. É ideal sempre tê-lo por perto, pois em todos os quilômetros, em qualquer uma das estradas, ele mostra atrações, viewpoints, áreas de suporte, trilhas, entradas de parques nacionais e várias outras coisas (essa foi a dinâmica usada pela família da Karina).

Em relação ao programa de viagem, também vale a pena ser segmentado em partes. Começando pela região da Península Kenai, localizada ao sul de Anchorage, onde a vida marinha e a natureza são riquíssimas. Seguindo para o norte de Anchorage, está o Denali National Park, um parque nacional fechado no qual não é permitido entrar com o motorhome, somente veículos do próprio parque, que devem ser reservados com antecedência. O destaque do local é o Monte Denali, também conhecido como Monte McKinley, que é o ponto mais alto da América do Norte. Uma vez em Denali, Karina recomenda uma parada na parte nordeste do estado, que é uma região remota, preenchida por uma cadeia montanhosa chamada Wrangell St Elias, que é favorecida por uma bela paisagem, composta por montes, pequenos povoados, cachoeiras e RV Parks.

Península Kenai, no Alasca (Foto: Daniel H. Tong)

Uma dica valiosa que a família passa, e não é possível realizar de motorhome, é a visita ao Parque Nacional e Reserva de Katmai. Para chegar lá apenas por meio de hidroavião, mas vale muito a penas, pois é o melhor lugar para ver ursos na região. “É incrível ter a oportunidade de ficar lado a lado desses animais” conta Karina. No parque existe a opção de passar somente um dia ou reservar chalés, pra ficar dois ou três dias, a estrutura é relativamente simples, e é toda montada pelo governo.

Dica: existem empresas que realizam esse tipo de serviço e podem ser facilmente encontradas na internet.

Ursos no Parque Nacional e Reserva de Katmai (Foto: Paxson Woelber)

Quer ler mais dicas de viagem com os pequenos? Clique aqui e confira!

Booking.com

Posts relacionados