Você pode ter ido dezenas de vezes à Disney, mas quando chegar a primeira vez de levar seus pequenos, parecerá que nunca foi. A ansiedade natural dos pais somada à programação, que é completamente diferente das tradicionais, dará um certo frio na barriga e questionamento: vale a pena ir com pequenos para Disney?

A principal dúvida é: meu filho lembrará desta viagem? Acho que a pergunta não é esta, e sim: eles se divertirão? A gente mesmo não lembra de muitas coisas das viagens e por que, então, queremos que nossos filhos sejam HDs ambulantes, gravando tudo na memória? Quando você vir a primeira gargalhada ou a feição de surpresa em uma atração, ou ainda um abraço espontâneo em um dos personagens, verá que vale a pena, sim. Eles se divertem muito e a gente mais ainda. E não é para ser assim? Afinal, crianças querem mesmo é se divertir. E a gente se emociona ao ver isso!

Viajar com crianças é um entendimento de que a viagem não só tem um ritmo completamente diferente, mas também tem que ser totalmente adaptada, tanto na parte de programação, como também alimentação. Horários, locomoção, agilidade… é tudo diferente. Mas quem não sonha em levar os pequenos para todos os lugares? Eu não só sonho, como sempre levei, de Tailândia à Caribe, agora onde eu fiquei mais ansiosa? Na Disney! Dá para acreditar?

Planejamento
A viagem começa na escolhas dos parques e quantos quer visitar. Com criança pequena, o ideal é fazer um parque ao dia. Esqueça maratonas e correria de um para outro. A maioria deles têm área para crianças pequenas, o dia tem que atendê-los. Muitos parques só cobram ingressos de crianças acima de 3 anos, vale checar. O Magic Kingdom e o Animal Kingdom são ótimos para os pequenos. Outros fora da Disney, como o Legoland ou Island of Adventure, valem muito. A Universal tem áreas para os menores, dá para incluir na programação e atendê-los.

Baby Swap
Tanto na Disney quanto na Universal tem o “baby/child swap”, com uma área reservada ou esquema para um dos pais ficar com a criança e depois trocar para que o outro possa andar na atração também.

Onde ficar?
Ficar dentro da Disney é uma vantagem, os parques são voltados mais para os pequenos e a facilidade e distância ajudarão muito. A parte boa é que são 33 hotéis dentro do complexo Walt Disney World, ou seja, cabe em todos os bolsos.

Voos diretos
Com pequenos, o ideal é se programar com antecedência e ir em um voo direto, sem escalas. American Airlines, Latam e Delta têm voos diretos, a partir de São Paulo. A Azul de Campinas. O voo dura em torno de nove horas.

Serviço VIP nos parques vale quanto custa?
Sim, são caros mas valem muito a pena. Primeiro porque – com crianças pequenas – ficar em filas intermináveis significa arruinar o programa na terceira atração. E, depois, fazer uma programação toda personalizada para eles, reservas de restaurantes e logísticas de locomoção dento dos parques é uma tarefa para poucos…

Alguns serviços de guia VIP ajudam e facilitam muito a vida, não só na organização das atrações, como também nas filas. Fora que as crianças podem repetir a atração, se quiserem, coisa típica de criança pequena. A comodidade acompanha no preço, são várias agências que fornecem, a brasileira GSP Travel tem parceria com uma turma americana que oferece o serviço por até US$150 com um guia para até 9 pessoas, com um mínimo de seis horas. Achou caro? É, mas dividindo pelas 9 pessoas – um dia (de seis horas) dará 100 dólares por pessoas, começa a valer a pena.

A Disney também oferece o serviço oficial e não tem muita diferença do contrato da agência, se não fosse pelo valor: US$ 400 a hora com mínimo de sete horas. Testamos os dois e o da agência a mobilidade é bem melhor, já que pode trocar os parques e mudar os dias. Já, na Disney, precisa cancelá-lo com 48hs de antecedência, ou seja, imprevistos (que sempre acontecem em viagens, ainda mais com pequenos), esquece. E você ainda tem lugar especial reservado nas paradas e fogos, no VIP da Disney.

*Fotos da Walt Disney World

    Quando visitar a Disney?

    Quando Visitar

    Orlando é uma cidade que tem o seu verão bem quente, além disso, no período de férias, o parque ficam absolutamente lotados.

    Junho e julho são meses absolutamente lotados, acabei de voltar em maio e estava bem cheio.

    Dezembro e janeiro, apesar de mais frio, já peguei muito vento nesta época, também são meses que lotam.

    Fique de olho nos feriados dos EUA, pois o público número um de visita (são os americanos), seguem para os parques. Spring Break, por exemplo, que é mais longo, espere encontram o parque bem cheio.

    Aqui uma matéria bem bacana e completa de quando visitar do site Vai pra Disney: www.vaipradisney.com/blog/qual-a-melhor-epoca-para-ir-a-disney

    / ºC
    / ºC

    Posts relacionados