A fascinante Viena é um presente aos olhos, a cidade é elegante, repleta de edifícios históricos, muita cultura e, claro, gastronomia. Ainda, são poucos lugares do mundo que você pode tomar um café no mesmo local onde Sigmund Freud sentava, ou onde Mozart gostava de estudar suas composições. Viena é assim: a melhor mistura de sofisticação com história

A culinária austríaca não é aclamada ou disseminada pelo mundo, nem por isso, é um local onde vai comer mal. Influências de diversos países, como Alemanha, Hungria, Itália, entre outras, tornam sua cozinha um caldeirão cultural. E as tortas e doces se destacam.

É possível encontrar gastronomia internacional, assim como restaurantes mais sofisticados (a maioria dentro dos hotéis luxuosos). Quer comer comida local? As Wirtshaus são as tabernas bem rústicas, enquanto as Gasthaus são um pouco mais elaboradas. Quer experimentar o vinho local? Procure uma Heuriger com diversos rótulos e, geralmente, um buffet de comidinhas para acompanhar ou um Beisl, como um bar de aperitivos.

Com verões amenos e invernos rigorosos, sopas encorpadas, schnitzel com salada de batata, goulash, carne de porco em abundância, Kaiserschmarren (panquecas picadas com compota de maça), Apfelstrudel de maça, torta de chocolate Sacher, estão entre as comidas austríaca.

Café na capital mundial da música clássica

Cafe Central no Palais Ferstel (Foto: divulgação)

Viena é elegante, sofisticada, histórica e culta. Os mais importantes compositores passaram por aqui algum tempo de sua vida, de Mozart a Strauss. Sentar em um café e observar o vai e vem, principalmente por locais onde estes compositores passaram, é praticamente obrigatório em Viena. Três opções são imperdíveis: Cafe Central, dentro do monumental Palais Ferstel, antigamente, era ponto de encontro de poetas, filósofos e afins, como Peter Altenberg e Sigmund Freud e seu ambiente já pertenceu à Bolsa de Valores vienense. Comece o dia com o Kaiserliches Frühstück  (€ 21,9) que além de um verdadeiro café da manhã completo com pães, ovos e iogurtes, ainda acompanha uma taça de vinho frisante local.

Café Central – Ecke Herrengasse/ Strauchgasse

Já o Cafe Landtman é um verdadeiro clássico vienense e é considerado Patrimônio Cultural Imaterial da UNESCO, com cadeiras originais do estilo Thonet, da era imperial, e espelhos da década de 1920. Também serve refeições, sendo famoso pelos seus típicos schnitzel (€ 19,5), goulash(€ 16,5) e frango frito (€ 16).

Cafe Landtmann – Universitätsring 4

E dentro do museu de Belas Artes, o Kunsthistorisches Museum Wien, o Cafe que leva o mesmo nome é suntuoso, assim como todo o edifício que não teve teto no orçamento para sua construção. Peça o crocante Apfelstrudel (€ 4,5) e aproveite um dos monumentos mais especiais da cidade.

Kunsthistorisches Museum Wien Cafe – Maria-Theresien-Platz, 1010

14° melhor restaurante do mundo

Steirereck (Foto: Daniela Filomeno)

Uma das mais verdes cidades da Europa, os parques são parte da rotina dos locais, assim como de quem a visita. Afinal, são 800 parques somente em Viena. Em um deles, no Stadtpark, uma construção moderna, que se assemelha a vários cubos de vidros ligados, revela a melhor gastronomia da cidade: Steirereck. O 14° melhor restaurante do mundo (pela lista The World’s 50 Best Restaurants) e duas estrelas no guia Michelin, foi construído de forma que você se sinta no parque. Os ingredientes são orgânicos e a culinária busca alterar sua estrutura o mínimo possível, sendo que o chef mantém sua própria fazenda de cultivo. O menu degustação custa  149 euros com seis pratos e harmonização a88. No almoço oferecem uma versão reduzida por  €98 com quatro pratos e também opções à la carte.

Segunda a sexta, das 11h30 às 14h30 – jantar a partir das 18h30 (fecha aos feriados)

Indispensável reserva com antecedência.

Street food

Não deixe de comer nas barracas de rua as Würstelstand, uma linguiça com mostarda e pão (existe a opção recheada de queijo, dá água na boca só de lembrar). Peça à moda vienense: fatiada em um pratinho com mostarda e pão à parte. Se quiser no estilo hot dog também tem (mas o pão é bem grande). Lembre  de acrescentar uma boa cerveja local.

Dois valem experimentar Bitzinger Würstelstand Albertina, na esquina do museu Albertina; e o Zum Goldene (na rua de pedestres Graber).

 

 

Veja também: 

Onde comer em Salzburgo, na Áustria

 

Posts relacionados