A cerca de 80 km do centro de Mendoza, o Vale do Uco é a região produtora mais nova da província e também a mais famosa. Com um cenário de tirar o fôlego, é conhecida por sua elevada altitude, com a região de Tupungato tendo vinhas plantadas a quase 1.200 metros acima do nível do mar.  Mundialmente conhecida pela produção de malbec, merlot, pinot noir, semillon e torrontés

Andeluna

Bodega Andeluna
Bodega Andeluna (Foto: divulgação)

A construção da vinícola terminou em 2005, exaltando o melhor da tecnologia, além do design que realça a arquitetura da região – atualmente, são produzidos 1,6 milhão de litros de vinho. A recepção é em uma sala com amplos sofás, nos quais é possível tomar um café ou uma taça da bebida da casa. O tour pode terminar no restaurante da bodega, que utiliza ingredientes da própria horta e, por isso, atualiza o menu de acordo com a estação. 

RP89 Km 11 – Tupungato / Tel: (261) 508-9525

Caro

A vinícola nasceu em 1999 da parceria entre os Domaines Barons de Rothschild (Lafite) e a família Catena. O resultado: um vinho da aliança de duas culturas, francesa e argentina; de duas variedades de uva, malbec e cabernet sauvignon; da expertise de ambas as casas. A iniciativa é até hoje uma referência em tecnologia, inovação e qualidade em terras sul-americanas. 

Avenida Pres. Alvear, 151 – Godoy Cruz / Tel: (261) 453-0963

Diam’s – Bistrot & Bar à Vins

Diam Andes
Vinícola DiamAndes (Foto: divulgação)

Dentro da vinícola DiamAndes, ao lado da casa particular da família Bonnie, é um lounge de vinhos com ótima charcutaria. Encabeçado pelo chef Santiago Orozco, o cardápio combina a sazonalidade com o alto padrão da culinária contemporânea. Tudo isso acompanhado com as especialidades locais, além da vista dos 130 hectares de malbec, cabernet franc, chardonnay e viognier. 

C/Silva, s/n – Vista Flores – Tunuyán / Tel: (261) 476-0695 

Domaine Bousquet

Em 1990, o francês Jean Bousquet (a quarta geração da família produtora de vinho) chegou a Mendoza e descobriu as características únicas da região. Em 1997, adquiriu 110 hectares e, ali, foi instalada uma das primeiras vinícolas estrangeiras no país – e responsável pelo boom que a viticultura argentina teve no fim daquela década. A visita começa pelas vinhas, continua pelas instalações da adega e, para o grand finale, uma degustação das três linhas de vinhos da bodega. 

Ruta 89, s/n, km7 – Tupungato / Tel: (261) 532-0896

Epic

Epic mendoza
Epic  (Foto: divulgação)

Do hotel Auberge du Vin, é um restaurante de assinatura regido pelo chef Julian Del Pino. O cozinheiro argentino tem formação na prestigiada Gato Dumas Cooking & Culinary School e passagens por restaurantes estrelados, incluindo o paulistano D.O.M., de Alex Atala. Com menu enxuto, privilegiando ingredientes de produtores locais, já foi classificado por revistas especializadas como uma das melhores experiências gastronômicas da região.

La Costa S/N – Gualtallary – Tupungato / Tel: (261) 476-4520

La Azul

Bodega La Azul (Foto: divulgação)
Bodega La Azul (Foto: divulgação)

Em estilo bodega-boutique, abriga um despretensioso e aconchegante restaurante.  Com um menu de cinco passos com comidas típicas, que fazem parte do dia a dia da população local: escabeches, empanadas, churrasco e bondiola na brasa são alguns exemplos. E tudo é harmonizado com os vinhos da casa. Ao final, é possível fazer um tour para conhecer as instalações e a história da vinícola. 

RP89 – Tupungato / Tel: (262) 242-3593

Fournier

Vista de fora, a imponente construção não se parece com uma vinícola – que, no ano 2000, foi fundada pela família espanhola Ortega Gil-Fournier. Com uma produção em pequena escala, faz visitações apenas com reservas e oferece cinco tipos distintos de degustação (a variação é de acordo com os vinhos). O jardim emoldura a bodega e leva até o restaurante, uma construção de vidro com vista panorâmica para a Cordilheira. 

Calle Los Indios s/n, – Valle de Uco / Tel: (261) 467-1021

Salentein

Mais de 49 hectares do deserto foram conservados e fazem parte da paisagem diária da vinícola. Ao oeste, a vista dá para os Andes nevados. A bodega foi projetada em formato de cruz, o que reduz a trajetória percorrida pela uva e pelo vinho durante as etapas do processamento. Cada asa resultou em uma pequena adega, instalada em dois andares. Com diversas programações, as visitas começam basicamente com a explicação sobre a história da empresa, seguem com um passeio pelo jardim e terminam no salão central, onde acontecem as degustações. 

Ruta 89, s/n, km14 – Tupungato / Tel: (261) 242-9090

Siete Fuegos 

Siete Fuegos (Foto: divulgação)
Siete Fuegos (Foto: divulgação)

O restaurante do The Vines Resort & Spa é liderado pelo internacionalmente aclamado chef Francis Mallmann. O nome é uma alusão à filosofia dele de cozinhar em fogo aberto, criando pratos típicos da culinária regional. Dá para se deliciar com costela assada por nove horas, com o salmão encrustado com sal grosso e assado sobre ferro fundido, com frutas sazonais grelhadas. Tudo harmonizado com rótulos premiados da região.

Rua Provincial, 94, km11 – Tunuyán / Tel: (261) 461-3910

Tupungato Divino

Aqui não existe um menu convencional, tão pouco um cardápio fixo. Dividida entre a coordenação da cozinha e o atendimento aos clientes, a chef Jennifer Sosa se atém aos ingredientes oferecidos pela horta para o preparo das receitas. Dos sabores argentinos, as carnes prevalecem como favoritas. Cercado pelos vinhedos de fazendas vizinhas, o melhor acompanhamento, é claro, são os rótulos das produções dos arredores.

Ruta 89 y Calle Los Europeus – Tupungato / Tel: (262) 244-8948

Zuccardi Valle de Uco/ Piedra Infinita

Piedra Infinita (Foto: divulgação)
Piedra Infinita (Foto: divulgação)

O nome não é à toa: pedras não faltam. A estimativa é que seriam necessários 300 caminhões para retirá-las de lá durante a construção da vinícola. No final, foram contratados mais de mil. Inaugurada em 2016, é resultado de um investimento de US$ 15 milhões e tem capacidade para elaborar 600 mil litros de vinho a cada safra. Este ano, foram premiados pela The World’s Best Vineyards como a melhor vinícola do mundo. Seu restaurante é comandado pelo chef Matías Aldasoro que, junto com o renomado chef argentino Fernando Trocca, criou um menu de quatro tempos feito com produtos regionais e sazonais. Vista pelos janelões de vidro, a Cordilheira dos Andes não cobra pelo couvert artístico. 

Costa Canal Uco s/n – Paraje Altamira – San Carlos / Tel: (261) 441-0000

Posts relacionados