Bodega Pizzorno (Foto: Giuliana Nogueira)

A região de Canelones, há cerca de 30 km de Montevideo, abriga grande parte das vinícolas do Uruguai sendo o enoturismo uma das principais atrações da região. Visitar uma bodega uruguaia é muito mais do que apenas degustar vinhos, é usufruir da experiência acolhedora das vinícolas e passar tardes agradáveis nessas propriedades, em grande maioria familiares 

Do ponto de vista prático, hospedar-se nas redondezas poupa tempo no deslocamento.  E por que não fazer dessa experiência ainda mais imersiva, hospedando-se dentro de uma das bodegas? A Bodega Pizzorno Family States hoje é gerida pela terceira e quarta geração. Carlos, o pai, é o enólogo e diretor da vinícola enquanto Francisco, de apenas 25 anos, cuida do comercial e é responsável por uma pequena revolução dentro da vinícola, que vai da mudança de alguns rótulos clássicos até a implementação de um projeto de enoturismo. A menina dos olhos deste projeto é a pousada recém-inaugurada entre os vinhedos da Pizzorno. A antiga casa da família, onde viveram as três primeiras gerações, foi completamente renovada com muito conforto e bom gosto. São quatro suítes muito bem equipadas e decoradas com a temática vinhos, sendo uma delas também acessível a cadeirantes.

Veja também:
4 pequenas vinícolas imperdíveis

Tivemos a oportunidade de passar uma diária na pousada e podemos afirmar: hospedar-se na Pizzorno é viver o melhor dos dois mundos. Da gostosa sensação de estar na tranquilidade do campo e ainda sim ter acesso a internet, tv a cabo, uma ducha deliciosa e uma cama digna de um grande hotel. Dos decks dos quartos a vista é de encher os olhos. O vinhedo e a estradinha no horizonte dão um toque romântico. Na área comum, um espaço de convivência foi planejado para fazer com que o hóspede sinta-se em casa, de fato, queríamos nos mudar para lá. Na sala aconchegante há uma pequena cozinha aberta, separada por um balcão, onde é possível servir-se de um lanche rápido, embora todos os quartos também possuam frigobar. 

(Foto: Giuliana Nogueira)

A hospedagem inclui uma degustação premium com os melhores vinhos da bodega e café da manhã, que pode ser servido na sala ou na varanda. Para quem preferir almoçar na vinícola, depois de um passeio pela área de produção de vinhos, o restaurante tem consultoria do chef Laurent Lainé, famoso apresentador do Masterchef Uruguai e chef o La Bourgogne em Punta del Este. Na ocasião da nossa hospedagem o almoço começou com uma salada de salmão defumado para acompanhar um fresco sauvignon blanc e em seguida o suculento entrecôte para o tannat, um dos vinhos mais emblemáticos do Uruguai. Para o jantar é possível encomendar uma ceia leve ou petiscar uma tábua de queijos e frios que ficam ótimos com um dos espumantes produzidos pela bodega.

Cansou de descansar e passear pela propriedade? A comunidade dos produtores de vinhos no Uruguai é pequena e muitos se conhecem, então basta perguntar na recepção, sem constrangimento, que gentilmente a equipe lhe indicará vinícolas próximas que recebem turistas. Entre as mais próximas estão Antigua Bodega Stagnari, Artesana, Juanicó, Bouza, Varela Zarranz, Bodega Spinoglio, Castillo Viejo e De Lucca. Atualmente as reservas estão disponíveis on-line pela Booking y Airbnb.

_________________________________________________________________________________________

Sobre a Giuliana Nogueira

Giuliana é brasileira, psicóloga, fotógrafa e assessora de comunicação. Não é enóloga nem sommelierè. Mas é enófila, apaixonada especialmente por vinhos uruguaios e pelo Uruguai. Mantém há três anos o Instragram @Instatannat, falando mais de vinhos uruguaios que os próprios uruguaios. Sempre que pode viaja até a terra dos nossos vizinhos, que sabem receber muito bem.

Posts relacionados