Conhecida como a Las Vegas asiática, ilha tem 34 cassinos em apenas 30km2. Vale uma day trip a partir de Hong Kong 

Antiga colônia portuguesa, hoje esta língua está praticamente extinta na ilha (menos de 5% fala), Macau tem um ar familiar aos brasileiros. É possível ver sinais por toda a cidade e escritos nas três línguas locais: português, inglês e chinês cantonês. As lembranças da colonização portuguesa estão mais nos letreiros e placas da cidade. Nas escolas já não se ensina mais e cada vez mais o português perde espaço. É difícil encontrar alguém que fale a língua.

MACAU-dicas

Uma viagem de um dia, a partir de Hong Kong, dá para conhecer a ilha. Com poucos recursos naturais e alta concentração de prédios e construções, a ilha parece não ser mais suficiente para seu espaço, tanto que aeroportos e muitas construções estão em aterros.

Destino “must go” para os apostadores chineses, o faturamento dos cassinos aqui é sete vezes maior que da cidade de Las Vegas, sendo que 90% da receita são dos chineses. Com visto especial, cada turista chinês pode visitar a cidade apenas duas vezes ao ano. Isto porque muitos sonham em fazer fortuna nos cassinos e acabam exagerando nas apostas.

O que ver:

macau5

O centro possui prédios antigos, estilo português, de 1921. Ruínas da Igreja São Paulo (St. Paul’s Church), Patrimônio Mundial da Humanidade da UNESCO: após um incêndio, sobrou apenas sua fachada de pedra, já que seu interior era de madeira. Ao lado, está o Museu de Macau, é possível ver o skyline da cidade, do topo da fortaleza.

O-que-ver-Macau

E… Cassinos! Aproveite que está na Vegas Asiática e tente a sorte. Mas lembre-se: quem sempre ganha no final é a banca…

Macau-China

Visite a Macau Tower e o fantástico templo taoísta A-Ma, que é dedicado à deusa dos mares. Observe a linda Wish Tree, na entrada. O templo é composto por salas de oração, pavilhões e pátios construídos em uma colina coberta de pedra e conectados por caminhos sinuosos.

Uma day trip resolve a cidade, de barco ou helicóptero, a partir de Hong Kong.

Booking.com

Posts relacionados