Já imaginou se hospedar em um Palácio de 1779? Se você é (ou não) admirador da história antiga, provavelmente vai se encantar com Sintra, na serra portuguesa, bem pertinho de Lisboa

Situada em meio às colinas, a cidadezinha de Sintra é uma das mais conhecidas pelos turistas que visitam Portugal. Sua proximidade com a capital Lisboa e a facilidade para chegar ao destino são grandes vantagens para quem deseja conhecer um lugar tão rico em história. Caminhar pelas ruelas de Sintra é observar de perto uma arquitetura baseada no período do Romantismo, com palácios enormes, mansões luxuosas e castelos antigos, que foram construídos devido ao seu clima ameno e sempre mais fresco, tornando-se assim, um lugar de veraneio da elite portuguesa. Entre essas inúmeras propriedades está o Palácio de Seteais, um dos que mais se destacam na cidade.

Palácio de Seteais, em Sintra, Portugal (Foto: Carol Fiacadori)
O Palácio de Seteais foi construído em 1779 (Foto: Carol Fiacadori)

É um antigo casarão do século XVIII, mais especificamente, de 1779, que foi construído para receber Dom João VI e sua esposa, Carlota Joaquina – porém o rei nunca apareceu, já que fugiu para o Brasil devido às invasões francesas. Ainda assim, o Palácio de Seteais manteve toda sua estrutura e permanece ativo até os dias de hoje. Além dessa grande curiosidade, há também algumas especulações sobre a origem do nome de Seteais – é possível acreditar que vozes ecoavam sete vezes ao redor da propriedade ou preferir a versão romântica, que conta uma história entre uma princesa moura e um cavaleiro português que tinham um romance secreto e lidavam com uma maldição, em que ela morreria quando dissesse o sétimo “ai”, mas, ao contrário do que era previsto, a princesa suspirou todos os sete “ais” e não morreu, criando assim, uma linda história de amor.  

Hoje em dia, o Palácio de Seteais é um luxuoso hotel e tornou-se referência para quem deseja se hospedar no melhor estilo rococó, com regalias semelhantes às monarquias. Desde 1955, o lugar pertence à rede Tivoli de hotéis, que manteve sua estrutura totalmente original, com arquitetura neoclássica, afrescos pintados à mão e restaurou suas principais salas e quartos e o transformou em um lugar pomposo, que atrai hóspedes, visitantes e até casamentos. Alguns objetos que chegaram ao Palácio para receber a família real permanecem e foram reaproveitados, como, por exemplo, um cofre que pertenceu a Carlota Joaquina. Uma peça que era raridade na época e utilizada para guardar ervas aromáticas para a produção de chás – já que apenas pessoas endinheiradas tinham – e cada gavetinha tinha uma chave. Feito inteiramente em ouro, o cofre era carregado para todos os cantos e, hoje em dia, faz parte da decoração do hotel. Além disso, o Palácio de Seteais também tem diversos tapetes que vieram de diferentes regiões portuguesas e conta com um piano do século XVIII/XIX, todo restaurado, que representa a vida na cidade de Sintra. Além dos mobiliários de época presentes na decoração, o Tivoli manteve portas e janelas originais e restaurou paredes que contam histórias e fazem parte de alguns cômodos do palácio. Como é o caso do Salão Nobre, que conta uma história de amor através de desenhos ou o quarto em que era dedicado às brincadeiras e por isso, tem diversas crianças pintadas nas paredes. 

O salão das crianças do Palácio de Seteais recebe jantares privativos (Foto: Carol Fiacadori)

Se hospedar no Tivoli Palácio de Seteais é uma viagem no tempo e uma verdadeira aula de história, mas também é ter uma infraestrutura completa de hotel, com serviço ímpar e totalmente atencioso. Com apenas 30 quartos, o Tivoli Seteais pode ser considerado boutique, que oferece diferentes tipos de acomodações – desde uma suíte especial e luxuosa até um quarto que recebe famílias. Não espere por altas tecnologias, afinal, a chave de acesso é uma chave antiga e não um cartão, como estamos acostumados ultimamente. Além disso, também não se frustre caso o ar condicionado não funcione full time em determinadas épocas – como outono e inverno -, a potência do aparelho é prejudicial às estruturas históricas do prédio e é uma forma de manutenção e preservação do Palácio. A decoração dos quartos também é um capítulo à parte e não se espante caso queira todos os móveis em sua casa – os armários, mesinhas de cabeceira, penteadeira e espelhos são alguns dos mobiliários de época. 

Quarto do Palácio de Seteais (Fotos: Carol Fiacadori)

O hotel também é reconhecido por ter um dos melhores tratamentos de SPA, assinado pelo grupo Anantara. Com apenas três salas, uma exclusiva para casais, os tratamentos são focados em corpo, mente e espírito, para que o hóspede se desligue 100% e se renove, se envolva com a natureza e aspire o ar vindo direto da serra. Ainda falando em bem-estar, ao contrário de diversos hotéis luxuosos, o Tivoli Palácio de Seteais não possui academia ou fitness center completo – o hotel incentiva seus hóspedes a se desligarem e se conectarem com a natureza, por isso, o concierge está à disposição para indicar um roteiro para ser feito a pé pela charmosa cidade. Caso o seu desejo seja permanecer na propriedade, é possível caminhar no próprio hotel em meio aos jardins e, de longe, observar o centro da cidade de Sintra no horizonte dos olhos. Se preferir, relaxe na piscina, localizada em um deck no meio do jardim. 

Jardins do Palácio de Seteais (Foto: Carol Fiacadori)

Seguindo a linha acolhedora, o Tivoli Palácio de Seteais conta com um único restaurante – que é aberto ao público, inclusive – e oferece todas as refeições no mesmo lugar. Desde o café da manhã, com serviço à la carte ou buffet, onde reinam embutidos, curados, ovos mexidos, frutas, iogurtes e os típicos doces portugueses. Para completar, à mesa chegam pães e croissants feitos no próprio hotel, além do café coado. No almoço, o Restaurante Seteais tem menu enxuto, mas saboroso, com algumas opções que viajam entre saladas e snacks, entradas, pratos principais e sobremesas. Para começar, o gaspacho e a sapateira em salada – clássico português com bacalhau desfiado – são algumas das boas opções. Entre os principais, o bacalhau confitado se sobressai com sua posta generosa e tomate seco, aspargos, azeitona e batata palha servidos à moda Brás e a cataplana, ensopado de peixe e mariscos, também é uma boa pedida. Além do Restaurante Seteais, o hotel também conta com um pequeno e charmoso bar, localizado em um dos antigos quartos, com paredes pintadas à mão e que oferece coquetéis durante todo o dia. Fora isso, quem deseja uma experiência diferenciada pode optar pela degustação de vinhos no Seteais Colares Doc, um ambiente reservado, e combinar com algumas tapas ou até mesmo um menu-degustação.

Restaurante Seteais (Fotos: Carol Fiacadori)

Se hospedar no Tivoli Palácio de Seteais é combinar elegância e sofisticação do período monarca com um serviço de hotel luxuoso, adaptado com excelência aos ambientes antigos. De quebra, você ainda garante boas recordações das aulas de história e passa a imaginar um filme de época em sua mente. Um verdadeiro presente para a alma!

*A jornalista viajou a convite do Tivoli Hotels & Resorts e em parceria com a TAP Air Portugal, que conta com uma das frotas mais modernas do mundo e aviões de última geração, com os modelos A330-900neo e A31neo Long Range, que oferecem os mais elevados padrões de conforto e eficiência. 

Veja também: 

Saiba como é viajar no Airbus A330neo da TAP Air Portugal

V&G Kids: dicas de Portugal com crianças, por Nina Sander

11 curiosidades sobre a Ilha da Madeira, em Portugal

A rota do azeite do Alentejo, em Portugal

Booking.com

Posts relacionados