A Sardenha é uma ilha italiana banhada por água azul-esmeralda, reduto de belezas naturais, com uma cena gastronômica de renome mundial e os mais luxuosos hotéis, mas com cara de cool-chique, sem muita sofisticação. Com uma beleza de deixar qualquer um boquiaberto, se tornou, merecidamente, o destino mais hypado do verão europeu

A ilha mediterrânea ficou popular nos anos 60, quando o príncipe Khan navegava em seu iate e se apaixonou por um trecho – quase intacto – da costa e decidiu que ali seria seu próximo investimento. Assim nasceu a Costa Esmeralda (devido a cor de seu mar), a região que colocou a Sardenha na lista de destino-desejo dos jet-setters de todo o mundo em busca das férias perfeitas.

Sardenha, Itália
Sardenha, Itália

Localizada no Nordeste da Itália, Sardenha é a segunda maior ilha do Mediterrâneo com quase dois mil quilômetros de litoral e, desde 1996, toda a sua parte territorial tornou-se um Parque Nacional para resguardar a flora e fauna lotada de espécies raras. Nos territórios que beiram o oceano, prepare-se para encontrar baías que são combinadas com relevo rochoso, praias com areia extremamente branca (e tem até areia rosa) e um mar turquesa que invade os olhos.

Além das praias, Sardenha tem seu lado histórico, que é extremamente enriquecedor e cultural. A ilha já foi casa de diversos povos – como árabes, bizantinos, cartagineses, espanhóis, italianos e romanos – e, devido a essas invasões, seu interior entrou em tempos áureos e viveu da agricultura e da criação de animais por muitos anos. Essa mistura de povos deixou importantes vestígios, como os diversos dialetos e línguas falados na ilha; não se espante se ouvir catalão, sardo ou um dialeto ligúrio, além do italiano.

A ilha é bem grande, e o aluguel de carro para desbravar a região é praticamente obrigatório. Prepare-se para estradas com vistas de tirar o fôlego, cidades pitorescas e, como dizia o famoso escritor inglês e apaixonado pela Itália David Herbert Lawrence em seu livro Sea in Sardinia: “a Sardenha é fora do tempo e da história”.

Informações gerais da Sardenha

Como chegar: não há voos diretos do Brasil. É necessário fazer escala em algum outro destino da Europa e então pousar em algum dos três aeroportos da Sardenha, localizados em Cagliari, Olbia e Alghero. Outra opção são os ferryboats que partem de diversos pontos do continente italiano.

Melhor época para visitar a Sardenha: verão, entre junho e setembro, sendo agosto altíssima temporada – leia-se preços nas alturas e cheio de turistas.

sardenha italia
Sardenha, Itália

Veja também: Costa Esmeralda e sua encantadora Porto Cervo

O que comer na Sardenha

Gastronomia local: apesar de estarmos em uma região mediterrânea, com óbvia influência do mar, vale lembrar que a ilha é movida pela pecuária, o que significa gerações de sardos que pastoreiam ovelhas e são famosos criadores de suínos e caprinos.

É claro que se come muitos pescados e a Bottarga (ovas de peixe seca) sarda é considerada uma das melhores do mundo; chamada de “ouro da Sardenha” pode ser apreciada fatiada com azeite e um pouco de limão ou ralada sobre massas e risotos. Mas a maioria dos pratos típicos vêm da terra, como o cordeiro cozido lentamente em ervas e o leitão assado no espeto com folhas de sálvia e louro.

O famoso pecorino sardo, um dos melhores queijos do país, recheiam as massas (afinal, estamos na Itália) que chegam à mesa muitas vezes acompanhados com as capturas do dia.

Uma refeição realmente típica precisa começar com o Pane Carasau, um pão achatado e muito crocante, normalmente servido com alguns ramos de alecrim e um bom azeite, e terminar com o Mirto di Sardegna, um licor digestivo à base de murta, planta comum na região, servido gelado. Buon Appetito!

O que visitar na Sardenha

Costa Esmeralda, com destaque para as cidades de Porto Cervo  e Porto Retondo;

Porto Cervo, Sardenha
Porto Cervo, Sardenha

Arquipélago das Ilhas Maddalena, formado por sete belas ilhas, das quais cinco são desabitadas, tudo rodeado por um parque marinho nacional. Ideal para mergulho, snorkel e uma boa parada de barco. Também tem ótimos restaurantes, como o La Casitta;

la-maddalena-sardenha
La Maddalena, Sardenha

Sassari, cidade com área medieval com destaque ao seu Duomo do séc XI e ao Museo Archeologico Nazionale “GA Sanna”, ótimo para desvendar a história nurague da região;

A graciosa cidade medieval de Bosa, localizada na foz do único rio navegável da Sardenha, o Temo;

Bosa, Sardenha
Bosa, Sardenha

Alghero, a cidade das torres, e se perder nas vielas e ruelas de pedras no porto da cidade antiga. Vale pegar um barco (é possível ir de carro, mas a volta é muito íngreme) e conhecer a espetacular Grotta di Nettuno e a Grotta Verde;

Alghero
Alghero, na Sardenha

Cagliari, a capital da Sardenha, apresenta monumentos fenícios, cartagineses, romanos e pisanos. O anfiteatro do século II esculpido na rocha sobrevive desde a era romana; já no bairro alto de Castello visite o Bastione San Remy e contemple uma vista linda da cidade e arredores;

bastion-san-remy
Bastione San Remy, em Cagliari

No nordeste da Sardenha está a Ilha de Caprera, a segunda maior do arquipélago, e onde está a famosa Spiaggia di Cala Coticcio. Conhecida como o Tahiti da Sardenha, a praia é uma verdadeira piscina natural. A melhor maneira de chegar é de barco, porém também é possível fazer uma caminha de dificuldade moderada por cerca de 40 minutos para chegar até esse paraíso. O exercício valerá a pena assim que avistar essa que é considerada por muitos a mais especial praia da região;

Spiaggia di Cala Coticcio, Sardenha
Spiaggia di Cala Coticcio, Sardenha

A região de Cabras tem quase 30 km de costa e lá está a Spiaggia di Is Arutas, com 500 m de comprimento. A praia – totalmente coberta por areias de quartzo branco e rosado – está localizada na Área da Marinha Protegida da Península de Sinis. Várias áreas de estacionamento convenientes estão localizadas a apenas 100 metros de lá. Como a maioria das praias da área de Sinis, Is Arutas é um dos lugares mais populares para os entusiastas do surf;

Spiaggia is Arutas, na Sardenha
Spiaggia is Arutas, na Sardenha

Nurague de Barumini ou Su Nuraxi, declarado Patrimônio Mundial da Unesco, é o melhor local para tentar entender o mistério que cerca o povo nurague e suas construções arquitetônicas erguidas entre 1800 e 300 a.C.

su_nuraxi_barumini
Nurague de Barumini, na Sardenha

Posts relacionados